Category: Saúde

Governo do Estado sanciona lei de Hermano que cria banco de dados relativos à Esclerose Múltipla

Natal inicia vacinação de pessoas com 53 anos nesta segunda-feira (14) — Foto: Edmilson Tanaka/Foto
Natal inicia vacinação de pessoas com 53 anos nesta segunda-feira (14) — Foto: Edmilson Tanaka/Foto

Natal começa nesta segunda-feira (14) a vacinação contra a Covid de pessoas com 53 anos ou mais sem comorbidades. Terá início também a imunização de motoristas de vans, alternativos, escolares e intermunicipais de médio porte com cadastro na Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (STTU) e de trabalhadores do transporte ferroviário.

53 anos ou mais sem comorbidades

Esse público pode procurar qualquer um dos pontos da vacinação da Prefeitura do Natal para receber a primeira dose da vacina contra a Covid-19, levando comprovante de residência, documento com foto e cartão de vacinação.

Trabalhadores do transporte ferroviário

Os trabalhadores do transporte ferroviário podem se vacinar no Palácio dos Esportes. A categoria deve apresentar crachá no ato da vacinação, comprovante de residência de Natal, documento com foto e carteira vacinal.

Motoristas de vans, alternativos, escolares e intermunicipais de médio porte

Nesta segunda, a capital também inicia a vacinação dos motoristas de vans, alternativos, escolares e intermunicipais de médio porte com cadastro na Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (STTU). Esse público pode ir qualquer um dos pontos de imunização da capital e apresentar a carteira de operador do veículo e levar cópia desse documento, além de comprovante de residência de Natal, documento com foto e cartão de vacinação.

G1RN

Covid: Natal inicia vacinação de pessoas com 57 anos sem comorbidades e trabalhadores da indústria, limpeza urbana e transporte público

Natal estende vacinação para pessoas de 57 a 59 anos e avança nos grupos prioritários — Foto: Lucas Cortez/Inter Tv Cabugi
Natal estende vacinação para pessoas de 57 a 59 anos e avança nos grupos prioritários — Foto: Lucas Cortez/Inter Tv Cabugi

Nesta sexta-feira (11) Natal amplia a vacinação para pessoas a partir de 57 anos sem comorbidades , além de trabalhadores da indústria, limpeza urbana, transporte público e sistema prisional.

Pessoas com 57+ sem comorbidades
Esse público deve se dirigir a qualquer ponto de vacinação portando o comprovante de residência na cidade, documento com foto e cartão de vacina.

Trabalhadores da Indústria
A imunização dos trabalhadores da indústria será para a faixa etária de 50 a 59 anos. A vacinação, neste caso, acontece exclusivamente no Sesi, sendo necessária a comprovação de vínculo, RG e cartão de vacina.

Trabalhadores da Limpeza Urbana
Também chegou a vez de vacinar todos os trabalhadores da limpeza urbana. Os locais de vacinação para estes profissionais são o Ginásio Nélio Dias e o Palácio dos Esportes, sendo necessário apresentar contracheque, documento com foto e cartão de vacinação.

Trabalhadores do Transporte Público
Os trabalhadores de transporte público com capacidade para mais de 30 passageiros serão vacinados no shopping Via Direta, como a condição de que apresentem crachá ou contracheque, além do documento com foto e cartão de vacinação.

Trabalhadores do sistema prisional
Uma equipe da Secretaria de Saúde de Natal estará, ainda, vacinando in loco os trabalhadores do sistema prisional.

Fonte: https://g1.globo.com/rn/rio-grande-do-norte/noticia/

Natal vacina mais percentual da população que o próprio Estado do RN

Foto da Internet

Natal atingiu a marca de 201.685 vacinas aplicadas em primeira dose contra a Covid-19, segundo o portal RN+ Vacina, o que corresponde a 22,6% da população. O número coloca a capital potiguar acima do percentual estadual de 22,34% e nacional de 23,42%.

Em relação ao número de pessoas com as duas doses, Natal também tem um bom desempenho se comparado as médias estadual e federal. Ficando com 12,94% da população vacinada contra 10,82% do povo do Rio Grande do Norte e 10,87% da população brasileira.

Blog do BG

Suspeita da variante indiana da Covid no RN é descartada, diz Sesap

Suspeita da variante indiana da Covid no RN é descartada, diz Sesap — Foto: IEC
Suspeita da variante indiana da Covid no RN é descartada, diz Sesap — Foto: IEC

A Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) informou nesta quarta-feira (9) que a suspeita da presença da variante indiana da Covid-19 no Rio Grande do Norte está descartada.

De acordo com a Sesap, as análises do Instituto Evandro Chagas não constataram a presença da variante. Portanto, até o momento, o Rio Grande do Norte segue sem registros da nova cepa.

As amostras enviadas para análise no Instituto Evandro Chagas eram de um paciente de 29 anos, do sexo masculino, que foi a óbito no dia 31 de maio de 2021.

Casos confirmados no Brasil

O Brasil tem até o momento oito casos confirmados da variante indiana: seis deles no Maranhão (cinco estão em quarentena dentro do navio e um deles está internado em São Luís), um no Rio de Janeiro (de um passageiro vindo da Índia e que desembarcou em São Paulo) e um em Juiz de Fora (também viajou ao país asiático e chegou ao Brasil via Guarulhos-SP).

Fonte: https://g1.globo.com/rn/rio-grande-do-norte/noticia/

Natal começa vacinação de pessoas com 59 anos contra Covid nesta quinta-feira (10), diz secretário

Dose de vacina em Natal — Foto: Joana Lima/Prefeitura de Natal
Dose de vacina em Natal — Foto: Joana Lima/Prefeitura de Natal

A Secretaria Municipal de Saúde vai começar a vacinação de pessoas com 59 anos a partir desta quinta-feira (10), segundo anunciou o secretário municipal de Saúde, George Antunes.

O anúncio foi feito no início da tarde desta quarta-feira (9). “A ideia é que a partir de amanhã nós comecemos a vacinar o público com 59 anos de idade. São grupos que estão muitos mais suscetíveis à doença hoje, que são os adultos jovens”, afirmou em vídeo enviado à Inter TV Cabugi.

Levantamento do G1, publicado na última segunda-feira (9), apontou que Natal foi a única capital do Nordeste que ainda não começou a imunização de pessoas com menos de 60 anos, sem comorbidades.

Na terça-feira (8), o secretário disse que o município tinha quase 50 mil doses em estoque e pontos de vacinação ociosos, mas que era limitado por uma decisão judicial que só permitia o avanço da vacinação dentro das prioridades do plano nacional de imunização.

No entanto, o Ministério da Saúde já havia autorizado estados e municípios a abrirem vacinação para o público geral, sendo necessária deliberação nas câmaras intergestores bipartite – que reúnem estado e municípios.

O assunto foi tema de reunião de reunião entre secretarias estadual e municipais de saúde, nesta quarta-feira (8), que definiu a destinação de 50% das doses que chegarem ao estado para o público geral, além da manutenção dos grupos prioritários.

Antes mesmo da autorização da Câmara Intergestores Bipartite (CIB), formada pelos gestores estaduais e municípios, Mossoró havia começado a imunização de pessoas a partir dos 55 anos no último domingo (6).

Caicó também iniciou a vacinação de pessoas com menos de 60 anos nesta quarta (9), antes da reunião, e São Gonçalo do Amarante tinha anunciado início da imunização do público a partir dos 57 anos.

Fonte: https://g1.globo.com/rn/rio-grande-do-norte

Município do RN perde 100 doses da Pfizer após bandidos roubarem fiação e posto de saúde ficar sem energia

Doses foram perdidas — Foto: Raiane Miranda
Doses foram perdidas — Foto: Raiane Miranda

Bandidos roubaram a fiação de um posto de saúde no município de Macaíba, na Região Metropolitana de Natal, no fim de semana. O crime deixou a unidade sem energia elétrica e fez o município perder 100 doses da vacina da Pfizer contra a Covid, que estavam refrigeradas no local.

O furto aconteceu no posto de saúde do Potengi. A prefeitura explicou que os funcionários da unidade se depararam com o local sem energia elétrica quando chegaram para o expediente nesta segunda-feira (7). A prefeitura, assim, não soube dizer se o crime ocorreu no sábado ou domingo.

Em nota, a Prefeitura de Macaíba disse que vacinas para outras doenças, que também eram armazenadas no local, também foram perdidas sem refrigeração adequada após o furto da fiação.

“A Secretaria Municipal de Saúde vem a público lamentar a ação de vândalos que no último final de semana furtaram a fiação do posto de saúde do Potengi, onde estavam armazenadas 100 doses da vacina Pfizer, que foram consequentemente perdidas, assim como outras de rotina que estavam sendo aplicadas na unidade, por exemplo meningite, influenza, entre outras”.

O município informou que registrou boletim de ocorrência do caso e solicitou “a colaboração de todos para que os responsáveis por este crime sejam identificados, encontrados e punidos por este prejuízo incalculável para a prefeitura e para a própria população”.

A prefeitura de Macaíba disse ainda que vai usar a própria reserva técnica para seguir vacinando o público de gestantes e solicitou à Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) o reabastecimento das doses perdidas.

Até a última atualização desta matéria, a Sesap informou que não recebeu a notificação, mas a equipe de vigilância epidemiológica se dispôs a auxiliar o município. As doses que foram perdidas serão investigadas pela pasta.

Fonte: https://g1.globo.com/rn/rio-grande-do-norte/noticia

Natal começa vacinação de grávidas e puérperas sem comorbidades contra Covid

Vacinação de grávida contra a Covid-19. — Foto: SAULO ANGELO/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO
Vacinação de grávida contra a Covid-19. — Foto: SAULO ANGELO/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

A Prefeitura do Natal anunciou que começa nesta terça-feira (8) a vacinação de grávidas e puérperas (mulheres até 45 dias após o parto) a partir dos 18 anos de idade, independentemente da condição de saúde pré-existente.

A vacinação acontece nos seis pontos de drive-thru da capital (Nélio Dias, Palácio dos Esportes, Via Direta, UnP Roberto Freire, OAB e SESI) e nas 35 salas de vacinação.

Para receber o imunobiológico, deve-se levar uma declaração médica autorizando a vacinação. Além disso, é necessário levar comprovante de residência de Natal, cartão de vacina e documento com foto.

O município também conta uma plataforma online de informações sobre locais de aplicação, documentação e grupos em vacinação.

A Secretaria Municipal de Saúde disse que realizou uma consulta técnica junto à Sociedade de Ginecologia e Obstetrícia do RN sobre a ampliação da vacinação desse público e teve aval da instituição.

Ainda segundo a prefeitura, o Ministério da Saúde orienta às gestantes e puérperas que já receberam a primeira dose da vacina Oxford/Astrazeneca que aguardem o período da gestação e puerpério para completar seu esquema vacinal.

A imunização de mulheres grávidas foi suspensa no dia 11 de maio, no Rio Grande do Norte, após recomendação da Anvisa, que estudava possíveis efeitos colaterais da vacina de Oxford/Astrazeneca.

Somente no dia 31 de maio, Natal voltou a vacinar grávidas e puérperas com comorbidades, usando a vacina Pfizer.

G1RN

Painel da Vacina: Brasil vai a 66º no ranking global e é 4º no total de doses

Como está o Brasil na corrida por uma vacina contra a covid-19? | Notícias  e análises sobre os fatos mais relevantes do Brasil | DW | 04.12.2020
Foto da Internet

O Brasil desceu duas posições e é o 66º no ranking global de aplicação de doses da vacina contra Covid-19 neste domingo (6), na relação a cada 100 habitantes. O país, que iniciou a vacinação há pouco mais de quatro meses, já esteve na 56ª posição desse ranking e, nos últimos dias, se encontrava em 64º lugar.

Entre os países que compõem o G20, grupo das 20 maiores economias do mundo, o país continua em 10º. Segundo os dados atualizados pela Agência CNN, o Brasil aparece com 33,90 doses aplicadas a cada 100 habitantes.

O Reino Unido segue na liderança da lista, com 99,11 na relação a cada 100 pessoas. Os Estados Unidos estão em segundo, com 89,78. O Canadá fica na terceira posição (68,29), seguido pela Alemanha (64,74), Itália (62,31) e França (42,64). A China (23,02) aparece em 7º lugar, seguida pela Arábia Saudita (35,72) está em 7º lugar. A Turquia aparece na sequência, com 36,25 doses aplicadas a cada 100 habitantes.

Considerando os números absolutos da vacinação, a China continua com a liderança do ranking, com 763 milhões de doses já aplicadas. Os Estados Unidos ficam em segundo lugar, com 300,2 milhões de doses aplicadas.

Na sequência, aparece a Índia, com 225,5 milhões de doses aplicadas. O Brasil permanece em quarto lugar, com 71,7 milhões de doses aplicadas – mesma posição se considerarmos os países do G20.

O Reino Unido permanece na 5ª posição, com 67,2 milhões de doses aplicadas em números absolutos. Os dados foram compilados pela Agência CNN com informações das secretarias estaduais de Saúde e do site Our World in Data, ligado à Universidade de Oxford, no Reino Unido.

CNN BRASIL

Vacina contra Covid-19 em Natal: veja quem pode ser vacinado hoje e o que fazer

Aplicação da vacina contra a Covid-19 em Natal — Foto: Joana Lima/Prefeitura de Natal
Aplicação da vacina contra a Covid-19 em Natal — Foto: Joana Lima/Prefeitura de Natal

A Prefeitura de Natal começou a vacinação contra a Covid-19 em 20 de janeiro e vem ampliando o público-alvo conforme chegam novas doses. Veja quem pode ser vacinado atualmente.

A prefeitura aplica nesta segunda (7) as seguintes vacinas: Pfizer (1ª dose), CoronaVac (2ª dose) e Oxford/AstraZeneca (1ª e 2ª dose).

Quem pode ser vacinado

Primeira dose

  • Grávidas e puérperas com comorbidade a partir dos 18 anos – exclusivo nos quatro drives de vacinação de quinta (3) a domingo (6) (Palácio dos Esportes, Ginásio Nélio Dias, Via Direta e Sesi – este último não abre aos domingos), os três últimos contam com sala de pedestre;
  • Profissionais da educação;
  • Pessoas com deficiência permanente sem comorbidades e sem BPC – 18 anos e mais;
  • Pessoas com comorbidades na faixa etária de 18 anos e mais;
  • Pessoas a partir de 18 anos que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BCP);
  • Pessoas com deficiência permanente a partir de 18 anos com alguma das comorbidades listadas no Programa Nacional de Operacionalização (PNO);
  • Pessoas com Síndrome de Down;
  • Idosos com 60 anos ou mais.

Comorbidades

Diebetes mellitus; Pneumopatias crônicas graves, hipertensão arterial resistente, hipertensão estágio 3 e hipertensão estágios 1 e 2 com lesão em órgão-alvo e/ou comorbidade; insuficiência cardíaca; cor-pulmonale e hipertensão pulmonar; cardiopatia hipertensiva; síndromes coronarianas; valvoparias; miocardiopatias e pericadiopatias; doença da aorta, dos grandes vasos e fístulas arteriovenosas; arritimas cardíacas; cardiopatias congênita no adulto; próteses valvares e dispositivos cardíacos implantados; doença cerebrovascular; doença renal crônica; imunossuprimidos; anemia falciforme; obesidade mórbida; síndrome de down; cirrose hepática

Segunda dose

Oxford/AstraZeneca

  • Pessoas que tenham tomado Oxford e tenham completado 12 semanas de intervalo da primeira dose ou estejam dentro do período aprazado no cartão vacinal

Segunda dose Coronavac

  • Pessoas que tenham tomado a primeira dose da Coronavac.

O que fazer se você está nos grupos acima

O governo do estado do Rio Grande do Norte lançou a plataforma RN Mais Vacina para os candidatos à vacinação fazerem um pré-cadastro e agilizar a campanha de imunização.

De acordo com o governo do estado, o pré-cadastro não é um agendamento, mas vai garantir um atendimento mais rápido nos locais de vacinação e evitar a formação de aglomerações.

Quem não fizer o pré-cadastro também será vacinado após a realização do cadastro completo presencialmente na unidade de vacinação.

Para receber a vacina é necessário apresentar cartão de vacina, comprovante de residência, documento original com foto e exames que comprovem a comorbidade, se este for o caso.

Para a comprovação da comorbidade é necessária a apresentação de apenas um dos documentos listados: laudo médico com CID, laudo médico com descritivo da doença ou condição de saúde, declaração médica do descritivo da doença, prescrição médica com carimbo ou cupom grampeado da farmácia da UBS, PROSUS, HIPERDIA ou UNICAT ou relatórios médicos com descritivos da doença.

Para quem for receber a segunda dose, a Secretaria Municipal de Saúde reforça a importância de as pessoas observarem o cartão de vacinação, onde constam informações importantes como o tipo da vacina, data em que receberam a dose e previsão do reforço (a segunda dose).

Documentação necessária para pessoas com comorbidades:

Para vacinar, é preciso apresentar documento de identificação com foto, cartão de vacinação, comprovante de residência e um dos documentos listados abaixo:

  • Laudos com descritivo OU CID da doença ou condição de saúde
  • Declarações com descritivo OU CID da doença ou condição de saúde
  • Prescrições médicas (somente as que tiverem carimbo ou cupom grampeado da farmácia da UBS ou Prosus ou Unicat ou Hiperdia)
  • Relatórios médicos com descritivo ou CID da doença ou condição de saúde
  • Cadastro no HIPERDIA, PROSUS ou UNICAT.

Locais de vacinação por grupo

Profissionais da Educação
A vacinação acontece nas escolas (Confira aqui a lista de locais) e também no drive e ponto de pedestre do Ginásio Nélio Dias.

Pfizer (1ª dose)
Nos drives Via Direta, Ginásio Nélio Dias, Palácio dos Esportes e SESI, no horário das 8h às 16h.

Oxford/AstraZeneca (1ª e 2ª dose)
Nos drives Via Direta, Ginásio Nélio Dias, Palácio dos Esportes e SESI, no horário das 8h às 16h.

CoronaVac (2ª dose)
A vacina da Coronavac passa a ser aplicada somente por agendamento. Confira aqui os telefones para agendamento.

G1RN

Secretário de Saúde garante retomada de escala completa de médicos para atendimento nos Centros Covid de Natal

Centro de Enfrentamento à Covid-19 no Cemure, em Natal, teve atendimento suspenso — Foto: Divulgação
Centro de Enfrentamento à Covid-19 no Cemure, em Natal, teve atendimento suspenso — Foto: Divulgação

O secretário de Saúde de Natal, George Antunes, garantiu que os três Centros de Enfrentamento à Covid de Natal vão voltar a funcionar com escala de médicos completa na próxima segunda-feira (7).

Desde o início de maio, os três locais (Palácio dos Esportes, Cemure e Ginásio Nélio Dias) estão com o atendimento comprometido por conta da falta de profissionais. Parte dos médicos contratados desde o ano passado pela Cooperativa Médica do Rio Grande do Norte (Coopmed) deixou de atender. Segundo o Sindicato dos Médicos, o motivo foi uma redução salarial (entenda mais abaixo).

Segundo o secretário George Antunes, já na segunda terão três médicos atuando em cada um dos centros da capital potiguar.

“A partir de segunda-feira, as escalas estão completas nos três centros, com três médicos. Talvez no centro do Palácio dos Esportes, a gente consiga mais, por ali ser um centro avançado, mais qualificado, que tem uma lógica diferente”, disse em coletiva que contou com representantes da Coopmed, responsável pelos profissionais contratados.

De acordo com o secretário, a principal dificuldade para conseguir fechar as escalas de trabalho foi a falta de profissionais disponíveis e não apenas uma questão salarial.

“É mercado, é encontrar profissionais pra assumir os centros”, disse. “Fica uma situação de constrangimento de parecer que o médico está brigando por dinheiro. A questão salarial é um detalhe dentro dessa relação. A questão é médico pra encontrar pra fazer a escala”.

O secretário falou, no entanto, que existe também uma questão financeira existe e disse que neste ano o município tem arcado com todo o custo dos centros, sem receber recursos nem estaduais e nem federais, o que comprometeu o funcionamento dos locais.

Reunião entre representantes da Cooperativa e do Município aconteceu nesta sexta — Foto: Julianne Barreto/Inter TV Cabugi
Reunião entre representantes da Cooperativa e do Município aconteceu nesta sexta — Foto: Julianne Barreto/Inter TV Cabugi

A questão da dificuldade atual para encontrar profissionais foi reforçada pelo presidente da CoopMed, Victor Vinícius Ferreira.

“A gente não está se aproveitando do momento de dificuldade e de dor pelo qual passa a população para angariar vantagem financeira. A gente teve um momento de dificuldade, não só no ente público, mas em todo sistema de saúde. Tem muitos particulares que não estão conseguindo fechar suas escalas. Mas a gente tem um compromisso com a sociedade e está fazendo de tudo para manter essas escalas”, disse.

“Criou-se um movimento de achar que a gente estava brigando com a secretaria por aumento de salário, mas não se trata disso. Se faltou um terceiro médico da cooperativa, não foi por má vontade, foi porque não teve um terceiro médico disponível”.

Segundo o Sindicato dos Médicos do Rio Grande do Norte alegou no início do mês de maio, 30 médicos entraram em estado de greve por não aceitar os novos valores acordados entre o município e a cooperativa em contrato.

Os Centros de Covid tiveram o atendimento suspenso neste feriado de Corpus Christi de quinta até o domingo. Os locais já haviam deixado de funcionar nos fins de semana. Os três centros realizam consultas e testagem de pessoas com suspeita de Covid-19 na capital.

Justiça

Desde julho de 2020, os médicos recebiam o equivalente a R$ 250 por hora trabalhada, o que representava R$ 1 mil por turno de quatro horas. Porém, segundo o município, o valor era muito maior que pago, por exemplo, a um médico que atua na sala vermelha de uma Unidade de Pronto-Atendimento, que é de maior urgência. O novo valor acordado foi de R$ 133,33 por hora de trabalho.

O sindicato entrou na Justiça contra a redução do valor, mas o juiz Airton Pinheiro, da 1ª Vara da Fazenda Pública de Natal, negou o pedido de tutela de urgência nesta segunda-feira (3). Para o magistrado, “não há que se falar em irredutibilidade de vencimentos, posto que se trata de uma relação contratual (e não é contrato de trabalho) celebrada entre duas pessoas jurídicas”.

Por outro lado, o juiz considerou que os profissionais que não concordarem com o valor não são obrigados a trabalhar nos centros.

“Os médicos que não estejam satisfeitos com os novos valores pactuados não são obrigados a aceitar o convite da cooperativa para participar da escala, posto que nesta modalidade de organização de trabalho não há compulsoriedade, mas apenas mera liberalidade em aceitar ou não o convite”, afirmou.

Fonte: https://g1.globo.com/rn/rio-grande-do-norte

Rio Grande do Norte recebe mais 14 mil doses de vacina da Pfizer

Novo lote de vacinas da Pfizer chega ao Rio Grande do Norte — Foto: Sandro Menezes/Assecom-RN
Novo lote de vacinas da Pfizer chega ao Rio Grande do Norte — Foto: Sandro Menezes/Assecom-RN

O Rio Grande do Norte recebeu nesta quinta-feira (3) mais um lote de vacinas contra a Covid. De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), são 14.050 doses de imunizantes da Pfizer.

Segundo orientação do Ministério da Saúde, a vacina da Pfizer é destinada para a primeira dose de trabalhadores do setor aéreo e para quem tem comorbidade, gestantes e puérperas e pessoas com deficiência permanente.

O estado recebeu esta semana 109.540 doses de vacina. Na quarta-feira (2), foram recebidas e distribuídas 95.500 doses, acrescidas de parte da reserva técnica, totalizando 121.555 vacinas destinadas a profissionais de saúde, portuários e pessoas com comorbidades e deficiência permanente, sendo 25 mil doses que inauguram o processo de imunização dos profissionais de educação, de acordo com a Sesap.

O governo do RN informa que a vacinação começa por profissionais de creches e pré-escolas, atendendo todos os trabalhadores que atuam em instituições de ensino.

Fonte: https://g1.globo.com/rn/rio-grande-do-norte/noticia

Vacinação dos profissionais da educação no RN inicia com 25 mil doses

Foto: Sandro Menezes/Assecom-RN

O Governo do Estado e a Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) viabilizaram a logística para que a vacinação dos trabalhadores da educação comecem a ser vacinados nesta quinta-feira (3) no Rio Grande do Norte. O anúncio foi feito em coletiva de imprensa realizada hoje (2). Inicialmente serão distribuídas 25.000 doses que devem ser destinadas aos profissionais que trabalham em creches e pré-escolas em áreas de maior vulnerabilidade.

O RN já ultrapassou a marca de 1,5 milhões de doses recebidas, sendo 762.440 do imunizante Coronavac/Butantan, 719.450 da vacina Oxford/Astrazeneca, além de 45.630 doses da Pfizer.

De acordo com Lyane Ramalho, subsecretária de planejamento e gestão da Sesap, o lote com 95.500 vacinas de Oxford/Astrazeneca, que chegou ao estado na manhã desta quarta-feira, foi reforçado com parte da reserva técnica para garantir as doses. “Além dos trabalhadores da educação, estes imunizantes também darão prosseguimento à vacinação das pessoas com comorbidades e deficiência permanente. Conseguiremos ainda prosseguir com a imunização dos trabalhadores da saúde das áreas de regulação, gestão, vigilância e assistência que ainda não tenham sido vacinados”, explicou.

O secretário de Estado da Educação Pública, Getúlio Marques, destacou o momento histórico para os trabalhadores da educação de todo o RN e do país. “Temos um momento que é simbólico e histórico, resultado da luta da governadora Fátima Bezerra e de todos os trabalhadores da educação, para que possamos voltar às nossas atividades com segurança, vacinando desde os porteiros, vigilantes, merendeiras, ASG, até os professores e gestores, com o aval do Ministério da Saúde”, comemorou.

Gestantes

André Prudente, diretor geral do Hospital Giselda Trigueiro, reforçou principalmente para as gestantes que os cuidados devem ser mantidos, assim como a busca pela vacinação. “Não podemos relaxar. Devemos continuar usando máscara, álcool gel, mantendo o distanciamento social e, nos grupos que estão autorizados a receber o imunizante, que não tenham medo. As vacinas são seguras e o meio mais eficaz para a proteção da mãe e do bebê. Para a imunização é preciso apenas levar algum exame ou o cartão de pré-natal que comprove a gravidez”.

Este ano o RN já contabiliza 40 óbitos por Covid-19 em gestantes. O imunizante da Pfizer é o recomendado pelo Ministério da Saúde para este público. Nesta quinta-feira, o estado irá receber mais 14.040 doses deste imunizante.

Indicadores

O secretário de Estado da Saúde Pública, Cipriano Maia, apresentou a situação da pandemia no RN, através do Indicador Composto – índice desenvolvido pelo Comitê Científico que monitora os dados da Covid-19 seguindo algumas variáveis como taxa de internação, óbitos, número de casos diários, entre outros.

Sete municípios estão em situação de alerta vermelho, nas regiões do Agreste e Vale do Açu. Além disso, as regiões com sede em Pau dos Ferros e Caicó apresentam mais de 50% de seus municípios em situação de alto risco.

“Estamos sem possibilidade de expansão dos leitos, isso em âmbito nacional, principalmente pela escassez de profissionais, medicamentos e equipamentos. Então contamos com a parceria dos municípios para fortalecer as ações que possam deter a transmissão do vírus, através dos decretos regionalizados. Estamos agindo nos territórios, com as equipes de Atenção Primária à Saúde, através de monitoramento, rastreio e testes rápidos e também mobilizando as comunidades para mantermos as medidas de proteção”, finalizou Cipriano Maia.

Blog do BG

RN vai receber mais 109.540 doses de vacina contra Covid-19, diz governadora

RN vai receber mais 109.540 doses de vacina contra Covid-19, diz governadora — Foto: Sesau/RR
RN vai receber mais 109.540 doses de vacina contra Covid-19, diz governadora — Foto: Sesau/RR

O Rio Grande do Norte vai receber 109.540 doses de vacinas contra a Covid-19. O anúncio foi feito feito pela governadora Fátima Bezerra (PT) em suas redes sociais.

Segundo ela, serão 95.500 doses de AstraZeneca e 14.040 doses da vacina da Pfizer. Ainda não há data definida para a chegada dos imunizantes.

Vacinação no RN

De acordo com o RN + Vacina, sistema que monitora a vacinação no Rio Grande do Norte, o estado já recebeu 1.527.520 doses de imunizantes. Foram aplicadas 1.068.203 doses, sendo 703.994 pessoas que receberam somente a primeira dose e 364.209 que já tomaram as duas doses.

Vacina contra Covid-19 em Natal: veja quem pode ser vacinado hoje e o que fazer

Fonte: https://g1.globo.com/rn/rio-grande-do-norte/

Vacina contra Covid-19 em Natal: veja quem pode ser vacinado hoje e o que fazer

Aplicação da vacina contra a Covid-19 em Natal — Foto: Joana Lima/Prefeitura de Natal
Aplicação da vacina contra a Covid-19 em Natal — Foto: Joana Lima/Prefeitura de Natal

A Prefeitura de Natal começou a vacinação contra a Covid-19 em 20 de janeiro e vem ampliando o público-alvo conforme chegam novas doses. Veja quem pode ser vacinado atualmente.

A prefeitura aplica nesta terça-feira (31) as seguintes vacinas: Pfizer (1ª dose), CoronaVac (2ª dose) e Oxford/AstraZeneca (1ª e 2ª dose).

Quem pode ser vacinado

Primeira dose

  • Pessoas com comorbidades a partir de 18 anos de idade (veja as comorbidades abaixo)
  • Idosos a partir de 60 anos
  • Pessoas com deficiência permanente (PCD) a partir de 18 anos que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BCP)
  • Pessoas com deficiência permanente (PCD) sem BPC de 50 a 59 anos
  • Pessoa com deficiência permanente a partir de 18 anos com alguma das comorbidades
  • Grávidas e puérperas com comorbidades

Comorbidades

Diebetes mellitus; Pneumopatias crônicas graves, hipertensão arterial resistente, hipertensão estágio 3 e hipertensão estágios 1 e 2 com lesão em órgão-alvo e/ou comorbidade; insuficiência cardíaca; cor-pulmonale e hipertensão pulmonar; cardiopatia hipertensiva; síndromes coronarianas; valvoparias; miocardiopatias e pericadiopatias; doença da aorta, dos grandes vasos e fístulas arteriovenosas; arritimas cardíacas; cardiopatias congênita no adulto; próteses valvares e dispositivos cardíacos implantados; doença cerebrovascular; doença renal crônica; imunossuprimidos; anemia falciforme; obesidade mórbida; síndrome de down; cirrose hepática

Segunda dose

Oxford/AstraZeneca

  • Quem tiver completado o período indicado no cartão de vacinação após a primeira dose (12 semanas)

CoronaVac

  • Todas as pessoas que ainda não receberam a segunda dose

O que fazer se você está nos grupos acima

O governo do estado do Rio Grande do Norte lançou a plataforma RN Mais Vacina para os candidatos à vacinação fazerem um pré-cadastro e agilizar a campanha de imunização.

De acordo com o governo do estado, o pré-cadastro não é um agendamento, mas vai garantir um atendimento mais rápido nos locais de vacinação e evitar a formação de aglomerações.

Quem não fizer o pré-cadastro também será vacinado após a realização do cadastro completo presencialmente na unidade de vacinação.

Para receber a vacina é necessário apresentar cartão de vacina, comprovante de residência, documento original com foto e exames que comprovem a comorbidade, se este for o caso.

Para a comprovação da comorbidade é necessária a apresentação de apenas um dos documentos listados: laudo médico com CID, laudo médico com descritivo da doença ou condição de saúde, declaração médica do descritivo da doença, prescrição médica com carimbo ou cupom grampeado da farmácia da UBS, PROSUS, HIPERDIA ou UNICAT ou relatórios médicos com descritivos da doença.

Para quem for receber a segunda dose, a Secretaria Municipal de Saúde reforça a importância de as pessoas observarem o cartão de vacinação, onde constam informações importantes como o tipo da vacina, data em que receberam a dose e previsão do reforço (a segunda dose).

Documentação necessária para pessoas com comorbidades:

Para vacinar, é preciso apresentar documento de identificação com foto, cartão de vacinação, comprovante de residência e um dos documentos listados abaixo:

  • Laudos com descritivo OU CID da doença ou condição de saúde
  • Declarações com descritivo OU CID da doença ou condição de saúde
  • Prescrições médicas (somente as que tiverem carimbo ou cupom grampeado da farmácia da UBS ou Prosus ou Unicat ou Hiperdia)
  • Relatórios médicos com descritivo ou CID da doença ou condição de saúde
  • Cadastro no HIPERDIA, PROSUS ou UNICAT.

Locais de vacinação por grupo

Pfizer (1ª dose)
8h às 16h em um dos seis drives de vacinação (Palácio dos Esportes, OAB, SESI, UNP da avenida Roberto Freire, Ginásio Nélio Dias e Via Direta). Os cinco últimos contam com sala de pedestre para receber o imunizante da Pfizer.

Oxford/AstraZeneca (1ª e 2ª dose)
Para vacinação, estarão abertos os cinco pontos de drive-thru: OAB, SESI, Via Direta, Nélio Dias e UNP da avenida Engenheiro Roberto Freire das 8h às 16h, e uma das 35 salas de vacinação nas Unidades Básicas de Saúde.

CoronaVac (2ª dose)
Os cinco drives: OAB, SESI, Via Direta, UNP da avenida Roberto Freire e Nélio Dias.

G1RN

Prefeitura de Natal vai avançar faixa etária da vacinação contra Covid-19 em pessoas sem comorbidades

Vacinação em Natal — Foto: Divulgação
Vacinação em Natal — Foto: Divulgação

A Secretaria Municipal de Saúde de Natal afirmou que vai começar a vacinar pessoas com 59 anos de idade e sem comorbidades, contra a Covid-19, a partir da próxima remessa de imunizantes que chegar ao município.

A informação foi confirmada pela diretora do Departamento de Vigilância em Saúde do município, Juliana Araújo, em entrevista ao Bom Dia RN desta sexta-feira (28).

“O Ministério da Saúde divulgou que nas próximas remessas começará a baixar a faixa etária, começando a partir dos 59 anos. Então, assim que chegar a remessa, que chegar imunobiológico no município de Natal, com certeza nós avançaremos, porque o nosso grande desejo é alcançar a imunidade de rebanho”, afirmou.

Capitais como Aracaju, também confirmaram que vão começar a baixar a faixa etária. O estado de Minas Gerais prevê início da vacinação desse grupo em junho.

Procurada sobre o assunto, a Secretaria Estadual de Saúde informou que ainda não recebeu nenhum comunicado oficial sobre o assunto e, portanto, a orientação é de continuar os atuais grupos imunizados atualmente.

Nesta quinta-feira (27), o estado anunciou que começa vacinação de trabalhadores da Educação a partir da próxima remessa de vacinas.

Quem é vacinado contra a Covid-19, atualmente, em Natal

  • Pessoas com comorbidades a partir de 18 anos de idade
  • Idosos a partir de 60 anos
  • Pessoas com deficiência permanente (PCD) a partir de 18 anos que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BCP)
  • Pessoa com deficiência permanente a partir de 18 anos com alguma das comorbidades

G1RN