Archive for maio 6th, 2021

Lula encontra Molon e fala em aliança para derrotar Bolsonaro em 2022

Lula dá início a série de encontros em Brasília e discute aliança no RJ com  Freixo para 2022 - Folha PE
Foto da Internet

Na tarde desta segunda-feira (4/5), o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva teve uma reunião com o deputado Alessandro Molon (PSB-RJ), líder da oposição na Câmara. O encontro foi mais um dentro da agenda de compromissos com políticos de diferentes partidos montada pelo petista mirando uma estratégia para as eleições do ano que vem.

Não à toa, um dos principais tópicos da conversa com Molon foi a construção de uma aliança entre os partidos de oposição para derrotar o presidente Jair Bolsonaro na corrida para o Palácio do Planalto.

De acordo com o deputado do PSB, Lula disse que o PT está disposto a abrir mão de disputar as eleições em alguns estados e compor alianças com legendas de esquerda para enfraquecer eventuais candidatos apoiados por Bolsonaro.

Molon também comentou que, caso os partidos progressistas queiram ter sucesso contra o mandatário em 2022, será fundamental derrotá-lo no Rio de Janeiro.

“Falamos da importância de derrotar o bolsonarismo, sobretudo em seu berço, o Rio de Janeiro. É preciso construir uma frente ampla de partidos para a disputa eleitoral no estado, mesmo que esta aliança seja de partidos que apoiem diferentes candidatos à Presidência da República. Lula manifestou apoio a este tipo de iniciativa e disse que o PT está disposto a abrir mão de lugar nas chapas estaduais em favor de nomes de outros partidos”, frisou o deputado.

Correio Brazilense

“Não citei a China”, diz Bolsonaro depois de falar em “vírus de laboratório”

O presidente falou sobre o caso ao recepcionar o motorista Robson Oliveira, no aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro

O presidente Jair Bolsonaro afirmou na noite desta 4ª feira (5.mai.2021) que o Brasil é “muito importante” para a China e negou ter citado o país asiático em declaração sobre a origem do novo coronavírus.

Mais cedo, em evento no Palácio do Planalto, o chefe do Executivo levantou a possibilidade de a covid-19 ter sido criada em “laboratório”. Não há indícios de que isso tenha acontecido. “Os militares sabem o que é guerra química, bacteriológica e radiológica. Será que não estamos enfrentando uma nova guerra? Qual o país que mais cresceu o seu PIB? Não vou dizer para vocês”, afirmou.

A China, com 2% de crescimento, teve o 2º melhor desempenho econômico em 2020 entre 50 países analisados pela Austin Rating. O 1º foi Taiwan (3,1%).

A declaração repercutiu negativamente. O presidente da CPI da Covid, Omar Aziz (PSD-AM), disse que a fala de Bolsonaro pode “piorar” a chegada de insumos chineses para produção de vacinas. O presidente da Frente Parlamentar Brasil-China, Fausto Pinato (PP-SP)disse que o presidente pode ter uma “grave doença mental” que o faz “confundir realidade com ficção”.

À noite, Bolsonaro se justificou, afirmando não ter citado diretamente o país asiático em seu discurso.

“Eu sei o que é guerra biológica, o que é guerra química, guerra nuclear. […] Só falei isso e mais nada. Agora, vocês da imprensa não falam onde nasceu o vírus. Falem. Ou estão temendo alguma coisa. Eu não falei a palavra China. […] Muita maldade para atrair atrito com um país que é muito importante para nós. E nós somos muito importantes para ele”, afirmou.

A matéria-prima para produção das duas vacinas produzidas no Brasil é o IFA (Insumo Farmacêutico Ativo), cujo o maior exportador é a China.

O presidente falou sobre o caso ao recepcionar o motorista Robson Oliveira, que foi indultado pela Rússia por porte de medicamento ilegal no território. No Brasil, a substância é permitida.

Poder360

Comissão de Saúde da ALRN é instalada e elege presidente e vice

Os deputados estaduais se reuniram, nesta quarta-feira (05), para a instalação da Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, com a composição dos novos membros, bem como eleição de presidência e vice-presidência da Comissão.

O deputado Getúlio Rêgo (DEM) assumiu os trabalhos na reunião e colocou o nome dele à disposição para a ocupar a presidência da Comissão de Saúde, que foi acatado pelos demais presentes. Além do presidente, tornaram-se membros titulares os deputados Galeno Torquato (PSD) (vice-presidente); Cristiane Dantas (SDD), Vivaldo Costa (PSD) e Dr. Bernardo (MDB).
Os suplentes: Nelter Queiroz (MDB), Subtenente Eliabe (SDD), Albert Dickson (PROS) e Hermano Morais (PSB).

O novo presidente eleito, Getúlio Rêgo, agradeceu a assessoria técnica da Comissão. “Vamos fazer todo um esforço com responsabilidade e zelo para minimizar os efeitos dramáticos que passa a sociedade Norte-rio-grandense pela falta de dignidade no atendimento à saúde. Vamos fazer esta comissão como um elemento para congregar esforços múltiplos no sentindo de aliviar a tensão no atendimento à saúde que assola o povo”, disse.

O vice-presidente, Galeno Torquato, pediu que fosse feita uma agenda de visitas às instituições de saúde do RN. “Sei que estamos vivendo um momento de pandemia, mas sempre que possível gostaria que pudéssemos visitar as unidades de saúde para saber como estão funcionando, principalmente as unidades de referência”.

O parlamentar aproveitou a ocasião para reivindicar uma das primeiras atividades da nova Comissão. Ele informou que a Comissão de Saúde da Câmara de Vereadores do município de Parnamirim convidou a Comissão de Saúde da ALRN para uma reunião conjunta onde possam ser discutidas as situações do Hospital Deoclécio Marques e da Maternidade Divino Amor. Sobre o assunto, Getúlio Rêgo disse que podia agendar a data que fosse conveniente e Vivaldo Costa sugeriu que a reunião fosse híbrida.

A próxima reunião da Comissão de Saúde se realizará na próxima quarta-feira (12), às 8h30.

Natal inicia imunização com vacina da Pfizer para pessoas com comorbidades nesta quinta-feira

Primo lote doses da Pfizer BioNTech Natal Rio Grande do Norte RN Covid-19 vacina vacinação imunização imunizante — Foto: Raiane Miranda
Primo lote doses da Pfizer BioNTech Natal Rio Grande do Norte RN Covid-19 vacina vacinação imunização imunizante — Foto: Raiane Miranda

A prefeitura de Natal inicia nesta quinta-feira (6) a vacinação com o imunizante da Pfizer para pessoas com idades de 55 a 59 anos do seguinte grupo de comorbidades: pessoas com deficiências permanentes cadastradas no Benefício de Prestação Continuada (BPC) e com doenças cardiovasculares e hipertensão arterial sistêmica.

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, o único local de vacinação para o imunizante Pfizer será o ginásio do Sesi, localizado na Avenida Capitão-Mor Gouveia, das 8h às 16h.

De acordo com o Plano Nacional de Imunização, são consideradas doenças cardiovasculares: Insuficiência cardíaca, Cor-pulmonale e Hipertensão pulmonar, Cardiopatia hipertensiva, Síndromes coronarianas, Valvopatias, Miocardiopatias e Pericardiopatias, Doenças da Aorta, dos Grandes Vasos e Fístulas arteriovenosas, Arritmias cardíacas, Cardiopatias congênitas no adulto, Próteses valvares e Dispositivos cardíacos implantados; hipertensão arterial sistêmica (Hipertensão Arterial Resistente – HAR, Hipertensão arterial estágio 3, Hipertensão arterial estágios 1 e 2 com lesão em órgão alvo e ou comorbidade).

A SMS vai disponibilizar na sala de vacinação um intérprete de libras. As pessoas com deficiências permanentes que não possuem cadastro no BPC serão contemplados de acordo com a comorbidade, obedecendo o critério da idade.

A vacinação para esse público de 55 a 59 anos segue até o dia 12. “Os deficientes permanentes que não estão inseridos no BPC devem aguardar a faixa etária de sua comorbidade para receber a vacinação”, conta o secretário de Saúde de Natal, George Antunes.

Documentação necessária

  • Pessoas com deficiências permanentes (55 a 59 anos)

Apresentar comprovação de que faz parte do BPC – Benefício de Prestação Continuada, além de cartão de vacina, comprovante de residência de Natal e documento com foto.

  • Doenças Cardiovasculares/Hipertensão Arterial Sistêmica ( 55 a 59 anos)

Devem levar cópia do laudo médico detalhado com CID – Cadastro Internacional das Doenças, exames comprobatórios e receituários ou cadastro no HIPERDIA ou cadastro no PROSUS, além de cartão de vacina, comprovante de residência de Natal e documento com foto.

G1RN

“Tenho medo de morrer”, diz piloto apontado como o inimigo número 1 do PCC

Foto da Internet

Desde que saiu pela porta da frente da Penitenciária Federal de Campo Grande (MS), no dia 16 de abril deste ano, o piloto de helicóptero Felipe Ramos Morais, 34, autor de delação premiada envolvendo a cúpula do PCC (Primeiro Comando da Capital), só anda sob escolta de policiais federais.

“Eu não posso negar para você. Tenho muito medo de morrer”, disse Felipe ao UOL na noite de terça-feira (3). Depois das delações dele, a Polícia Federal desarticulou o maior braço financeiro do PCC, prendeu dezenas de pessoas e bloqueou ao menos R$ 1 bilhão em bens e em contas bancárias.

Felipe foi libertado por determinação da Justiça do Ceará, onde responde a processo pela acusação de envolvimento nas mortes de Rogério Jeremias de Simone, o Gegê do Mangue, e Fabiano Alves de Souza, o Paca, mortos a tiros em fevereiro de 2018 na região metropolitana de Fortaleza.

Foi o piloto quem levou os dois líderes do PCC para a morte a bordo de um helicóptero de propriedade de Wagner Ferreira da Silva, o Cabelo Duro, um narcotraficante da Baixada Santista. Uma semana após as mortes de Gegê do Mangue e de Paca, Cabelo Duro foi assassinado com tiros de fuzil no Tatuapé, zona leste de São Paulo.

Segundo a Polícia Federal e a Polícia Civil do Ceará, Cabelo Duro recebeu a ordem do também narcotraficante Gilberto Aparecido dos Santos, o Fuminho, braço direito de Marco Willians Herbas Camacho, apontado como líder máximo do PCC, para assassinar Gegê e Paca.

O piloto chegou a ser torturado por integrantes do PCC em uma favela no Guarujá, Baixada Santista, em 13 de janeiro de 2018, um mês antes das mortes de Gegê e Paca, conforme divulgou o UOL em reportagem publicada em 28 de agosto de 2020.

“Eu nunca trabalhei para o PCC nem era integrante da facção criminosa. Eu prestava serviços para o Wagner e fui contratado por ele para fazer um voo no Ceará e transportar duas pessoas. Nem sabia quem era o Gegê nem Paca e muito menos que ambos seriam mortos.”
Felipe Ramos Morais

Ele se entregou à polícia de Goiás alguns dias após o duplo assassinato e, depois disso, resolveu fazer delação premiada. Ele poderia ter sido libertado bem antes caso o Ministério Público do Ceará não tivesse insistido em dizer que Felipe não havia feito nenhum acordo com as autoridades.

Felipe garante que ainda tem muitas revelações bombásticas a fazer, algumas delas envolvendo inclusive a ligação de políticos com a maior organização criminosa do Brasil. “Nos próximos dias vou contar tudo com todos os detalhes. Haverá muitas prisões”, previu ele.

Nos bastidores policiais eu já sou chamado de Alberto Youssef, em referência ao doleiro que delatou políticos e empresários envolvidos no escândalo da Petrobras, presos em várias fases da Operação Lava-Jato. E minhas delações são chamadas de lava-jato do crime.”

Considerado o inimigo número 1 do PCC, Felipe contou ao UOL que no presídio de Campo Grande ficava em uma cela vizinha ao xadrez de Ronnie Lessa, acusado de participar dos assassinatos da vereadora Marielle Franco (PSOL) e do motorista dela, Anderson Gomes, em 14 de março de 2018 no Rio de Janeiro.

“Eu saia para o banho de sol durante duas horas e conversava muito com ele no pátio. Também costumava jogar damas com o Adélio Bispo de Souza”, lembrou. Adélio foi preso sob a acusação de ter esfaqueado Jair Bolsonaro (sem partido), durante campanha eleitoral para a presidência da República em 6 de setembro de 2018, em Juiz de Fora, Minas Gerais.

Fala TV

Vivaldo Costa reforça importância da Ciência e Ubaldo destaca leis sancionadas

O deputado estadual Vivaldo Costa (PSD) voltou a se pronunciar, no horário destinado a deputados, na sessão desta quarta-feira (05), na Assembleia Legislativa, sobre a necessidade, de impedir o avanço da pandemia no Brasil, de se ouvir a Ciência. Ele citou mais uma vez o cientista americano Anthony Faucy, que comanda a força-tarefa dos Estados Unidos contra Covid, como exemplo a ser seguido no Brasil.
 
“Os Estados Unidos tinham um presidente negacionista”, disse Vivaldo, referindo-se a Donald Trump, ressaltando que o negacionismo tornou o país como recordista em número de mortes por covid. Vivaldo lembra que, da posse do presidente Joe Biden para cá, a situação dos Estados Unidos foi revertida, e chama atenção para o que o infectologista fala sobre o Brasil.
 
“O que ele diz sobre o Brasil é preocupante, a pandemia é sem controle, o número de mortos é cada vez mais alto. É preciso fazer lockdown, é preciso fechar tudo”, afirmou o deputado, se referindo às declarações do assessor do presidente Joe Biden. Vivaldo voltou a alertar para que se siga orientações da Organização Mundial de Saúde, da Anvisa e dos comitês científicos. Vivaldo lamentou as mortes recentes dos ex-prefeitos de Parnamirim e de Macaíba, acometidos pela doença.
 
O deputado Ubaldo Fernandes (PL) também se pronunciou no horário para agradecer à governadora Fátima Bezerra (PT) por ter sancionado leis de sua autoria. Uma das leis institui no início do mês de março, a Semana de Atenção à Saúde Auditiva da Pessoa Idosa, quando o Estado terá que fazer campanhas de conscientização e atividades como exames específicos. Outra lei assegura ao deficiente visual idoso o direito de receber, sem taxa pelo serviço, as faturas de serviços em braile.
 
Também foi sancionada pela governadora, lei do deputado Ubaldo Fernandes que obriga laboratórios públicos e privados enviarem notificação à Secretaria Estadual de Saúde sobre casos de diabetes. E a outra lei, segundo o parlamentar, institui no calendário oficial de eventos do Rio Grande do Norte, o dia estadual em memória às vítimas da Covid. A data, de acordo com o projeto sancionado, será 28 de março, quando as pessoas que perderam a vida para a doença e seus familiares serão homenageados. O deputado Ubaldo aproveitou o tema para lamentar a morte do ator Paulo Gustavo.

Albert Dickson destaca invasão de hackers na página do Youtube

O deputado estadual Albert Dickson (PROS) usou a tribuna da Assembleia Legislativa, durante sessão ordinária desta quarta-feira (05) para informar que o seu canal na plataforma Youtube foi invadida por hackers americanos que tentaram vender criptomoedas.
 
“Meu canal já atingiu mais de 200 mil inscritos e fomos surpreendidos com essa invasão. Por isso, estamos fora do ar, aguardando posicionamento do Youtube”, informou.
 
Albert disse ainda que diante do ocorrido, vários blogs divulgaram fake news sobre o assunto. “Disseram que estávamos fora do ar por causa da defesa do tratamento precoce da Covid-19. Mas isso não procede. Fomos invadidos e por isso, estamos fora do ar. Essa é a única verdade”, explicou.
 
Outro assunto tratado pelo parlamentar foi sobre a vacina da Pfizer, que segundo o deputado, que também é médico, é a única vacina que pode ser aplicada em mulheres grávidas. “Essa vacina já chegou em nossa cidade e eu gostaria de fazer um pedido e deixar uma orientação para que as autoridades só usem em grávidas a vacina da Pfizer. Nenhuma outra tem estudos que comprovem a segurança dos imunizantes em mulheres grávidas”, orientou.
 
Albert voltou a orientar a população a procurar uma unidade de saúde já nos primeiros sintomas apresentados. “Sentiu falta de ar, dor abdominal, dor de cabeça tem que procurar com urgência o médico. Evitando que a doença chegue ao seu estágio mais grave”, sugeriu.