Wassef diz que deixará defesa de Flávio para não prejudicar Bolsonaro

advogado Frederick Wassef não quer ser usado para atingir ao presidente/ foto da Internet

Em entrevista exclusiva ao âncora da CNN Caio Junqueira neste domingo (21), o advogado Frederick Wassef anunciou que deixará a defesa do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ).
“Assumo total responsabilidade e estou saindo do caso, subestabelecendo para outro colega. Ficarei fora do caso para que não me usem”, declarou, dizendo que anunciará quem será seu substituto nesta segunda (21). Segundo Wassef, ele tem sido “atacado” com vistas a atingir o presidente Jair Bolsonaro (sem partido).
Ele também pediu desculpa ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e a seu filho Flávio por “todo e qualquer dano que tenha causado”. “Eu peço desculpa ao presidente e ao senador e assumo total responsabilidade”, afirmou.
Em um tuíte logo após a entrevista, o senador confirmou, no Twitter, que Wassef deixa o caso e agradeceu o advogado. “Lealdade e a competência do advogado Frederick Wassef são ímpares e insubstituíveis. Contudo, por decisão dele e contra a minha vontade, acreditando que está sendo usado para prejudicar a mim e ao Presidente Bolsonaro, deixa a causa mesmo ciente de que nada fez de errado”.
Na última quinta-feira (18), o ex-assessor parlamentar de Flávio, o PM reformado Fabrício Queiroz, foi preso em um imóvel de Wassef em Atibaia, no interior de São Paulo.

CNN Brasil