Vivaldo Costa repercute possibilidade de adiamento das eleições municipais

Em pronunciamento durante a sessão plenária remota da Assembleia Legislativa, nessa quarta-feira (10), o deputado Vivaldo Costa (PSD) repercutiu a possibilidade de adiamento das eleições municipais desse ano. De acordo com o parlamentar, há uma previsão para que o pleito seja transferido do dia 4 de outubro para 15 de novembro.

“Os presidentes do Superior Tribunal Eleitoral, da Câmara dos Deputados e do Senado Federal estão vendo que é praticamente impossível manter as eleições de outubro, em razão da pandemia do novo Coronavírus. Há um consenso para adiar o pleito, orientado por especialistas da saúde”, disse Vivaldo.

Mesmo diante da possibilidade de adiamento das eleições, segundo o parlamentar, as convenções partidárias, previstas para o final de julho e início de agosto, continuam programadas. “Tenho acompanhado de perto esse assunto. As convenções irão ocorrer dentro dos métodos modernos, com recursos da internet, assim como as reuniões que temos feito aqui na Assembleia Legislativa, a fim de evitar aglomeração e contaminação”, observou o deputado.

Na ocasião, Vivaldo Costa enalteceu a sugestão do presidente do STE, que sinalizou com a possibilidade de promover as eleições com uma programação obedecendo a faixa etária dos eleitores. “Das 7h às 10h votariam as pessoas idosas, as que são de grupo de risco, as que estão em quarentena e assim por diante”, exemplificou ele, citando também a sugestão do deputado Dr. Bernardo (Avante), que defende que os municípios potiguares com poucos eleitores votem em único dia, “ou até mesmo no dia 4 de outubro, nesse caso, sem necessidade de adiamento”, concluiu.

Apesar de considerar acertadas as previsões para o adiamento das eleições municipais, o parlamentar salientou que os mandatos dos prefeitos e vereadores em exercício não devem ser prorrogados.