STF se une aos presidentes do Congresso contra o voto impresso

Ações da Lava Jato contra Arthur Lira são suspensas por Gilmar Mendes -  Blog do Ricardo Antunes
Foto da Internet

Primeiro foi o ministro Luiz Roberto Barroso que foi para dentro do Congresso para fazar mudar os integrantes da comissão que discute a PEC do voto auditável.

Agora o ministro Gilmar Mendes se reune em live com o presidente de Câmara Federal, Arthu Lira para negar a possibilidade de aprovação do voto impresso.

O que tem de tão bom para essa turma no voto inconferível?

O presidente da Câmara disse que não é contra propostas que buscam dar mais transparência aos processos de auditoria, mas observou que qualquer dúvida sobre os resultados das eleições “é ruim para o país, ruim para as instituições e ruim para todos nós”.

O evento teve também a participação do ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF). O magistrado chamou a discussão sobre o voto impresso de “conversa fiada” e disse que há “uma intenção que não é boa” por trás desse debate.