Rússia lança segunda onda de ataques contra Kiev; Ucrânia diz que 40 soldados do país foram mortos

Bombeiros atuam em prédio atingido por bombardeio na cidade de Chuhuiv / Aris Messinis / AFP

As Forças Armadas da Rússia lançaram uma segunda onda de ataques contra cidades ucranianas. Foram registradas explosões na capital Kiev e em outras seis cidades do país. Os ataques começaram por volta das 12h (horário local, 7h no horário de Brasília). Um assessor do presidente da UcrâniaVolodymyr Zelensky, informou que mais de 40 soldados ucranianos morreram nas primeiras horas da invasão russa. “Sei que mais de 40 soldados ucranianos foram mortos e várias dezenas estão feridos e fala-se de uma dúzia de civis mortos”, afirmou o Oleksiy Arestovych, que detalhou que as mortes foram causadas por ataques aéreos. Zelensky também colocou as armas do governo À disposição dos cidadãos que desejarem ajudar na defesa do território ucraniano e pediu à população que ajude na doação de sangue.

Serviço de Emergência da Ucrânia deu detalhes sobre os ataques russos. De acordo com as autoridades, instalações da unidade militar da Guarda Nacional foi bombardeada em Kiev, mas sem informações sobre vítimas. Em Odessa, um projétil atingiu outra unidade de segurança. A região de Kharviv também foi alvo de bombardeio de morteiros. Em Vugledar, na região de Donestk, três civis morreram nos bombardeiros. Informações do começo da manhã dizem que os assentamentos de Kopani e Ivanovo, na região de Kherson, está lutando contra o inimigo. Em meio às tensões, Moldávia e Belarus fecharam seus espaços aéreos ao longo da manhã.

*Com informações da AFP

Jovem Pan