RN: Por falta do Hospital de Campanha do governo Fátima, paciente passa parte da noite em ponto de oxigênio na área externa em uma UPA de Natal

Paciente recebe oxigênio ao lado de fora de UPA superlotada na Zona Sul de Natal. — Foto: Reprodução/Inter TV Cabugi
Paciente recebe oxigênio ao lado de fora de UPA superlotada na Zona Sul de Natal. — Foto: Reprodução/Inter TV Cabugi

Por falta do Hospital de Campanha organizado pela a governadora Fátima Bezerra (PT), com a Unidade de Pronto-Atendimento de Cidade Satélite, na Zona Sul de Natal, lotada, um paciente passou parte da noite entre a segunda-feira (22) e esta terça-feira (23) ligado a um ponto de oxigênio no lado externo da unidade de saúde. A informação foi confirmada pela Secretaria Municipal de Saúde.

Segundo a pasta da saúde de Natal, foram colocados pontos de oxigênio nas áreas de embarque e desembarque das ambulâncias em todas as Unidades de Pronto Atendimento de Natal, para serem utilizados “caso haja um colapso de oxigênio nas UPAs de Natal”.

Os pontos podem ser utilizados nas viaturas do Samu, se for necessário que o paciente fique em uma ambulância enquanto aguarda um leito.

Porém, um dos pontos foi usado para um paciente que aguardava a realização de teste para Covid-19. “Este paciente em específico estava na área externa na UPA Satélite aguardando um exame de Covid.

O resultado determina para qual Unidade hospitalar o paciente seria encaminhado. Enquanto isso, o médico fez uso do ponto de oxigênio rápido na própria UPA, enquanto o encaminhava para sua vaga já regulada”, informou a secretaria.

Após o caso, o homem foi colocado em um leito. Não foi informado quanto tempo o paciente ficou do lado de fora da UPA.

G1RN

Leave a Comment