RN: Governo do Estado não adquiriu os respiradores e agora quer nos manter presos em casa

Novo decreto será mais rígido, diz secretário de Relações ...
Secretário Fernando Mineiro em entrevista ao Bom Dia RN, da Inter TV Cabugi — Foto: Reprodução

O governo Fátima (PT) sabe que o povo do Estado do Rio Grande do Norte tem cumprido os decretos, salvo os que por questão de subsistência têm que sair de casa para ganhar seus sustentos.

A governadora é responsável pela falta dos respiradores que poderiam salvar vidas nessas horas. Só ontem, (03) a Sesap diz que registrou 26 mortes pelo Covid. O povo já deu mais de 70 dias para que o Estado se aprontasse, mas invés de agir, ficou fazendo política.

Pagou à vista junto com o Consócio Nordeste (formado pelos governos do Nordeste) a compra de 300 respiradores chineses. Por problema no negócio a empresa ofereceu 400 respiradores nacionais; eles rejeitaram. Agora o povo está morrendo por culpa exclusiva do governo.

Aí vem o secretário de do governo Fernando Mineiro (PT) e tenta justificar a irresponsabilidade que estão fazendo com o povo do Estado.

“Ele será mais cuidadoso, mais rígido no sentido de fazer cumprir as medidas. Nós precisamos de um conjunto de ações para poder enfrentar o avanço da Covid-19”. Disse o secretário.

O governo do Estado vai lançar outro decreto nesta sexta-feira (05) para agravar a quarentena, no qual vai tentar impedir o direito de ir e vir.

É um plano apenas político, sem base científica, pois se não houve fundamentação plausível nas primeiras medidas, por que deveríamos acreditar nessa nova. O governo é o único culpado pelo descaso da saúde pública.

O vírus já circula em quase toda sociedade, já está na maioria dos lares, e fechar o povo é pôr em risco a vida dos mais idosos que passarão a ter a presença mais intensa dos mais jovens dentro de casa, casas que na sua maioria não cabem os membros da família.

Com informações do G1RN