Previdência do RN vai levar 40 anos para se recuperar, diz presidente do Ipern

Nereu Linhares, presidente do Ipern — Foto: Reprodução/Inter TV Cabugi
Nereu Linhares, presidente do Ipern — Foto: Reprodução/Inter TV Cabugi

“Nenhuma reforma no Brasil vai resolver o problema da previdência agora. No estado do Rio Grande do Norte, a previdência vem sendo distratada há várias décadas e os últimos dois governos pegaram o que já estava ruim e destruíram. A Previdência, para se recuperar, vai levar pelo menos 40 anos. Essas reformas que estão vindo agora são apenas o ponto de partida, vão apenas amenizar a situação”.

A fala é do presidente do Instituto de Previdência do Rio Grande do Norte, Nereu Linhares, concedida durante entrevista ao Bom Dia RN, da Inter TV Cabugi, nesta segunda-feira (13). De acordo com ele, o estado enfrenta atualmente um déficit mensal de R$ 140 milhões, que vai resultar em um déficit anual superior a R$ 1 bilhão.

Nereu cobrou aos deputados estaduais a aprovação do projeto de lei da reforma até o dia 31 de julho – prazo concedido pelo governo federal para que os estados realizassem suas próprias reformas. “Se a data não houver aprovação, o estado enfrentará pelo menos dois problemas, de acordo com ele.

“O estado fica desenquadrado, perde cancelamento do certificado de regularidade previdenciária, o CRP, e com esse cancelamento não receberá as parcelas voluntárias de recurso (federal). E, logo em seguida, será implementada automaticamente a emenda complementar federal 103 que é muito mais danosa para o servidor”, considera.

G1RN

Leave a Comment