Prefeitura de Mossoró e Sindiserpum voltam a dialogar

Prefeito ressaltou conquistas e sindicato questionou morosidade (Célio Duarte/PMM)

A Prefeitura de Municipal de Mossoró (PMM) e o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Mossoró (Sindiserpum) estiveram em reunião no Palácio da Resistência, ontem (30). O Prefeito de Mossoró Allyson Bezerra participou do diálogo com os representantes da direção sindical.

O Sindiserpum entregou a pauta com reivindicações e Allyson apresentou as ações realizadas pela PMM no sentido de avançar a gestão pública, melhorando a qualidade dos serviços, o atendimento e na garantia do cumprimento dos direitos dos servidores do município.

“Tem mais de seis anos que o servidor municipal não tinha o tratamento que está tendo agora por parte da prefeitura. Salário-base em dia dentro do mês, adicionais dentro do mês, gratificações dentro do mês, plantões dentro do mês, salubridade dentro do mês e tudo pago. A quanto tempo isso não ocorria?” Questionou o Prefeito, que ainda enumerou uma série de ações positivas de sua gestão em relação ao funcionalismo público municipal.

A Direção do Sindiserpum, porém, não saiu tão entusiasmada da reunião. De acordo com sindicato, o quinto encontro entre a entidade e a PMM não trouxe nenhum encaminhamento concreto para a reivindicações dos milhares de servidores públicos municipais da cidade. A entidade afirma que existem uma série de demandas específicas de cada categoria representada pelo Sindiserpum e que essa pauta foi entregue ao Executivo, que pouco executou. 

Segundo os sindicalistas a Prefeitura argumenta que tem pagado os salários em dia, mas isso não é nada mais do que uma obrigação do Executivo Municipal. Outro incomodo dos servidores se refere à Lei Federal 173/2020, que impede qualquer oneração na despesa dos municípios e que constantemente tem sido usada pela Prefeitura para justificar o impedimento em concessão de mudanças de classes e níveis de projeção de carreira. A entidade discorda desse entendimento.

Blog do Barreto

Leave a Comment