Ministério Público reapresenta denúncia da Lava Jato sobre terreno para Instituto Lula

Foto BG

A Procuradoria da República no DF (Distrito Federal) ratificou uma denúncia da Lava Jato contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), o ex-ministro da Fazenda Antônio Palocci e o empresário Marcelo Odebrecht. O caso é referente à compra de um terreno para o Instituto Lula e um apartamento, que teriam sido bancados pela empreiteira.

O terreno, no valor de R$ 12 milhões, serviria de sede para o Instituto Lula, em São Paulo. E a cobertura, no valor de R$ 504 mil, era vizinha à residência do petista em São Bernardo do Campo, na Região Metropolitana de São Paulo.

O petista chegou a ser acusado de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Palocci seria o intermediador. Em contrapartida, eles teriam atendido a pedido de favorecimento à Odebrecht em 8 contratos firmados pela Petrobras.

Fonte: https://www.blogdobg.com.br/