SERIDÓ: Vazamento de grande proporção afeta abastecimento de Currais Novos

A previsão da CAERN é de que o serviço seja concluído até o final da noite desta segunda-feira (18). — Foto: Rubens Iamasaqui

Um vazamento de grande proporção identificado em adutora de 300mm na tarde deste domingo (17) afetou o abastecimento da cidade de Currais Novos. O local foi isolado pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), por se tratar de rodovia, e o trabalho será realizado nesta segunda-feira (18), quando a rede estiver totalmente seca para receber intervenção.

A previsão da Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (CAERN) é de que o serviço seja concluído até o final da noite desta segunda-feira (18), quando o abastecimento será retomado e a normalização para todas as áreas afetadas se dará em até 24h, de acordo com a pressurização gradual da rede.

A Fonte

AMSO divulga nota conjunta com dezesseis municípios e confirma cancelamento do Carnaval 2021

Foto Cedida

Em decisão conjunta a Associação dos Municípios da Microrregião do Seridó Oriental-AMSO divulgou nota, nesta segunda-feira (18), através do presidente Fernando Bezerra, que é prefeito de Acari, informando que os municípios não organizarão ou farão qualquer investimento para a realização do Carnaval em 2021. As prefeituras reconhecem a importância cultural da festa dentro do calendário de eventos, fortalecendo a economia, mas são conscientes do decreto apresentado pelo Governo do Estado que indica regras quanto aos eventos e aglomerações na pandemia da Covid-19.

Veja a nota completa:

NOTA CONJUNTA

Os Municípios, representados pelas Prefeituras adiante relacionadas, em consonância com a orientação das autoridades sanitárias em relação a pandemia do COVID19, acompanhando a recomendação do Governo do Estado do Rio Grande do Norte quanto a eventos e consequentes aglomerações, mesmo reconhecendo a importância das festas populares para a economia e para a cultura, lamentam informam que não organizarão ou farão qualquer investimento para a realização do Carnaval no presente exercício de 2021.

Informam, também, no que se refere a licenças municipais, que não autorizarão a realização de festas e eventos similares durante o período do calendário dedicado aos festejos de Carnaval.

Pedem a população em geral que redobre a atenção em relação aos protocolos de higiene, distanciamento e uso frequente de máscaras, considerando a gravidade da pandemia do COVID19.

Currais Novos, sede da AMSO, no dia 18 de janeiro de 2021.

Prefeitura Municipal de Acari

Prefeitura Municipal de Bodó

Prefeitura Municipal de Campo Redondo

Prefeitura Municipal de Carnaúba dos Dantas

Prefeitura Municipal de Cerro Corá

Prefeitura Municipal de Cruzeta

Prefeitura Municipal de Currais Novos

Prefeitura Municipal de Equador

Prefeitura Municipal de Florânia

Prefeitura Municipal de Jardim do Seridó

Prefeitura Municipal de Lagoa Nova

Prefeitura Municipal de Ouro Branco

Prefeitura Municipal de Parelhas

Prefeitura Municipal de Santana do Seridó

Prefeitura de São Vicente

Prefeitura Municipal de Tenente Laurentino Cruz

Política no RN: Rogério Marinho nega que costura apoios para possível candidatura em 2022

rogerio e1610533374405
Ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, na reunião ministerial em 22 de abril – Foto: Marcos Corrêa/PR

Saiba mais em: https://agorarn.com.br/ultimas/marinho-costura-apoios-para-possivel-candidatura-em-2022/ | Agora RN

O ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, nega ter pretensões eleitorais ao Governo do Rio Grande do Norte em 2022. Nos bastidores, no entanto, ele dá sinais que tem articulado apoio político para assumir a gestão estadual, impedindo a reeleição de Fátima Bezerra (PT).

No últimos dias, em momentos de folga em terras potiguares, o integrante do governo Bolsonaro já se reuniu com políticos de diversas legendas partidárias. Uma foto publicada no último final de semana no perfil oficial no Instagram do deputado estadual Tomba Farias (PSB) reforçou essa especulação. O registro capturou o encontro entre o parlamentar, o ministo Rogério Marinho, o desembargador do Tribunal Regional do Trabalho da 21ª Região (TRT-RN), Eduardo Rocha, além dos colegas ministros, Jorge Oliveira (Tribunal de Contas da União) e André Mendonça (Justiça e Segurança Pública).

As reuniões de Rogério Marinho e diversos políticos que ocorrem no litoral Sul do Estado, são pautadas por discussões sobre o futuro eleitoral do ministro. Isso porque a expectativa é que Marinho comece a analisar por qual legenda deve se filiar. Sem partido desde junho passado, quando deixou o PSDB, espera-se que o ministro escolha algum partido integrante da base de Bolsonaro.

Essa condição, contudo, não é a única. Imagina-se que o apoio político local também será considerando, o número de prefeitos e deputados que cada legenda tem no Estado. Outra discussão é sobre o fortalecimento do nome de Marinho no Rio Grande do Norte.

 Agora RN

Governo Bolsonaro: Ministério da Infraestrutura fecha 2020 com 92 obras entregues

Bolsonaro e Tarcísio Feitas entregam pavimentação da BR-163 em MT - Portal  TOP Mídia News
Foto da Internet

O Ministério da Infraestrutura (MInfra) terminou o ano de 2020 com 92 obras e 1.430,55 km de novas estradas entregues ao país. Até o dia 14 de dezembro, quando foi realizada a coletiva virtual de Balanço 2020, 86 empreendimentos já haviam sido inaugurados. Depois disso, seis obras prioritárias no setor rodoviário, nos estados de Goiás, Maranhão, Piauí e Alagoas, foram entregues.

“Mesmo depois do balanço que realizamos, ainda continuamos entregando importantes obras para a sociedade. O ano de 2020 foi marcado por dificuldades, mas conseguimos nos manter firmes e levar mais segurança para todos. Em 2021, nosso foco é avançar ainda mais. Será um ano de muitas realizações em investimentos privados”, afirmou o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas.

Confira a lista de entregas em 2020:

1. Reforma da pista e revitalização do pátio de aeronaves do Aeroporto de Uberaba/MG
2. Reforma e ampliação do terminal de passageiros do Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu-Cataratas/PR
3. Nova sala de embarque do Aeroporto de Navegantes/SC
4. Reforma e Ampliação do Aeroporto de Fortaleza/CE
5. Reformas de ampliação e melhoria do Aeroporto de Campo Grande/MS
6. Reforma do pavimento flexível – pátio 3 e taxiways do Aeroporto de Santa Genoveva/GO
7. Recuperação do pavimento e revitalização da sinalização horizontal da pista do Aeroporto de Joinville/SC
8. BR-101/AL –18 km de duplicação (6+12) + viaduto na interseção com a AL-220 + viaduto no entroncamento com a BR-316 + Ponte Sobre o Rio Jequiá
9. BR-101/RJ – Alça de ligação da Ponte Rio-Niterói com a Linha Vermelha
10. BR-367/MG – adequação de ponte sobre o Rio Araçui/MG
11. BR-158/MS – alargamento de 2 pontes sobre os Córegos Palmito e Moeda
12. BR-304/RN – alargamento e recuperação de Ponte Felipe Guerra, em Açu/RN
13. BR-101/262 – Construção de 2 viadutos em Viana/ES
14. BR 381/MG – 42,9 km de duplicação entre Belo Horizonte e Governador Valadares
15. BR-426/PB – 7,7 km de implantação entre Nova Olinda e Santana dos Garrotes
16. BR-349/BA – 88,6 km de restauração em Bom Jesus da Lapa
17. BR-101/SE – 17 km de duplicação entre São José do Cedro e a Divisa SE/AL
18. BR-101/BA – 15km de duplicação entre Esplanada e Entre Rios
19. BR-116/RS – 75,8 km de duplicação entre Guaíba e Pelotas
20. BR-080/GO – 45,1 km de adequação entre a Divisa DF/GO e Padre Bernardo
21. BR-163/PR – 22,3 km (8,3 + 9 + 5) de duplicação
22. BR-392/RS – 6,5 km de duplicação no Contorno de Pelotas
23. BR-432/RR – 48,8 km de pavimentação entre Cantá e Novo Paraíso)
24. BR-470/SC – 7 km de restauração em Campos Novos
25. BR-470/SC – Duplicação de 21,4 km entre Navegantes e Indaial
26. BR-364/MT – Adequação da Travessia urbana de Rondonópolis/MT (3 km)
27. BR-262/MS – 40 km de restauração entre Campo Grande e Ribas do Rio Pardo
28. BR-230/PA – 32 km de pavimentação entre Itupiranga e Novo Repartimento e 3 pontes de concreto
29. BR-267/MS – Recuperação de 4,7 km em Rio Brilhante/MS
30. Construção de IP4 de Parintins/AM
31. Restabelecimento do sistema de transposição do Tucuruí/PA
32. Ampliação do TECON Salvador/BA
33. Ampliação do canal do Porto do Rio Grande/RS
34. Reconstrução e retomada das operações da IP4 em Turiaçu/MA
35. Retomada das operações da IP4 de Coari/AM
36. BR-158/BR-392/RS – Viaduto da Uglione e duplicação de 4 km em Santa Maria/RS
37. BR-135/BA – Recuperação de 59 km entre Barreiras e a Divisa BA/PI
38. BR-242/MT – Construção de 8 Pontes entre Nova Ubiratã e Santiago do Norte
39. Reconstrução do pátio de aeronaves do aeroporto de Congonhas/SP
40. BR-364/RO – 9 km de recuperação em Pimenta Bueno/RO
41. BR-262/MS – 16 km de terceira faixa entre Três Lagoas
42. Construção da IP4 em Viseu/PA
43. Conclusão de melhorias na pista/taxiway do Aeroporto Internacional de Belém/PA
44. BR-163/364/MT – Construção do contorno de Juscimeira/MT (7 km)
45. BR-364/RO – Construção do Trevo de Ariquemes/RO
46. BR-364/RO – 30 km de Restauração entre Ji-Paraná e Ouro Preto do Oeste
47. BR-030/BA – 84 km de Recuperação entre Guanambi e Brumado
48. BR-470/SC – Complexo de Viadutos da Mafisa (BR-470/SC-108)
49. BR-235/PI – 26 km de pavimentação entre Guaribas e Caracol
50. Construção da IP4 de Maués/AM
51. Retomada das operações da IP4 de Itacoatiara/AM
52. BR-282/SC – 9 km de recuperação entre Campos Novos e Erval Velho
53. BR-020/CE – Viaduto sobre a CE-040/CE-010 entre Fortaleza e Eusébio
54. Reforma da Pista do Aeroporto de Congonhas/SP
55. BR-101/ES – 9,0 km de duplicação entre Viana e Guarapari
56. BR-146/MG – 10,0 km de restauração entre Patos de Minas e Araxá
57. BR-050/GO – 15 km de duplicação em Catalão/GO
58. BR-282/SC -Ligação da rodovia à Av. Almirante Tamandaré
59. BR-153/060/GO – Anel Viário entre Goiânia e Aparecida de Goiânia – 16,9 km de restauração
60. BR-364/RO – Construção de 2,0 km de marginais – Concluindo a Obra de Travessia de Porto Velho
61. BR-285 /SC- Pavimentação de 8,8 km entre Timbé do Sul e div. RS/SC
62. Construção do Cais de Atalaia no Porto de Vitória/ES
63. BR-419/MS – 36 km de pavimentação de Rio Verde – Rio Negro – Lote 1
64. BR-116/BA – 9,2 km de duplicação do Acesso Santanápolis – Feira de Santana – Lote 6
65. BR-116/RS – Viaduto do Arroio do Padre, em Pelotas/RS
66. BR-282/SC – 12,47 km de restauração entre Chapecó e São Miguel do Oeste
67. Ampliação do Pátio de Aeronaves e Novo Balizamento do Aeroporto de Santa Maria/RS
68. BR-163/PA Restauração (Altamira/Novo Progresso, Três Bueira/Aruri e Castelo dos Sonhos/Cachoeira da Serra)
69. BR-135/MA Restauração de 3,7 km ente Estiva e Bacabeira
70. BR-020/CE – Viaduto sobre a CE-060/CE em Maracanaú
71. BR-317/AC – Restauração de segmentos em Capixaba, Epitaciolândia e de Brasileia
72. BR-154/MG – Pavimentação Ituiutaba – Crucilândia
73. Aeroporto de Oriximiná/PA – Reforma e modernização
74. Aeroporto de Santarém/PA – Recuperação da cabeceira da pista de pouso e decolagem
75. Construção de 2 Viadutos sobre a EF-050 em Mogi-Guaçu
76. Terminal Ferroviário em Porto Nacional/TO (Petronac)
77. BR-364/RO – Restauração de 79,8 km na (Pimenta Bueno, Presidente Médici, Ouro Preto do Oeste, Ji-Paraná, Jarú e Ariquemes)
78. Construção do Contorno Rodoviário de São Pedro da Cipa/MT na BR-163/364/MT
79. Porto de Paranaguá/PR – ampliação do cais de atracação
80. Recuperação do pavimento da pista do Aeroporto Internacional Eduardo Gomes (Manaus/AM)
81. Novo Terminal do Aeroporto de Cascavel/PR
82. Dragagem do Rio Madeira
83. 13,6 km de extensão na Ponte do Guaíba/RS
84. 45 km na BR-135/PI
85. Passagem inferior de acesso a Bosano na BR-285/RS
86. 10 km de restauração na BR-472/RS
87. 17 km de restauração na BR-414/GO
88. 47 km de pavimentação na BR-222/PI
89. 11 km de restauração na BR-135/MA
90. 46,55 km de pavimentação na BR-235/PI
91. Travessia Superior do Viaduto da PRF, no entroncamento das rodovias federais da BR-104/AL com a BR-316/AL
92. 50 km de pista recuperada na BR-135/MA



Ministério da Infraestrutura

Em cerimônia em SP, Pazuello diz que vacinação contra a Covid-19 no país começa nesta segunda

Com vacina aprovada, imunização contra a covid está liberada no país -  Notícias - R7 Saúde
foto da Internet

O Ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, disse nesta segunda-feira (18) que a vacinação contra a Covid-19 será iniciada a partir das 17h em todo o país. O anúncio foi feito após ele sofrer pressão dos governadores, que pediram para antecipar o início da aplicação das doses, inicialmente previsto para esta quarta-feira (20), conforme informou a colunista Andréia Sadi.

“Acho que podemos começar hoje até o fim do expediente, a partir das 17h”, declarou o ministro.

Neste domingo, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou o uso emergencial das vacinas CoronaVac e da Universidade de Oxford contra a Covid-19. Momentos depois, o governo de São Paulo aplicou a primeira vacina da CoronaVac. O governo federal, no entanto, ainda não havia iniciado a distribuição do imunizante pelo país, o que foi programado para esta segunda.

O horário de 17h para o início da vacinação nacional foi proposto, segundo Pazuello, para dar tempo de todos os estados receberem as doses da CoronaVac, vacina do Instituto Butantan em parceria com o laboratório chinês Sinovac.

Brasil deve ter 2,9 milhões de doses extras de vacina até o fim de janeiro, diz Pazuello

Em cerimônia em São Paulo, Pazuello deu início à distribuição das doses pelo país no início da manhã. As caixas saíram do centro de distribuição de logística do Ministério da Saúde em Guarulhos, na Grande São Paulo.

“A todas as famílias das vítimas, recebam a nossa solidariedade. É muito difícil perder alguém que amamos. Está dado o primeiro passo para a maior campanha de vacinação do mundo”, afirmou o ministro.

Das 6 milhões de doses, 4.636.936 serão enviadas pelo governo federal aos estados brasileiros. As outras 1.357.640 serão distribuídas pelo estado de SP.

Força Aérea Brasileira inicia transporte de vacinas pelo País — Foto: Tatiana Santiago/G1

Força Aérea Brasileira inicia transporte de vacinas pelo País — Foto: Tatiana Santiago/G1

Veja divisão das doses da CoronaVac para cada estado:

Região Norte

  • Rondônia – 33.040
  • Acre – 13.840
  • Amazonas – 69.880
  • Roraima – 10.360
  • Pará – 124.560
  • Amapá – 15.000
  • Tocantins – 29.840

Total de doses – 296.520

Região Nordeste

  • Maranhão – 123.040
  • Piauí – 61.160
  • Ceará – 186.720
  • Rio Grande do Norte – 82.440
  • Paraíba – 92.960
  • Pernambuco – 215.280
  • Alagoas – 71.080
  • Sergipe – 48.360
  • Bahia – 319.520

Total de doses – 1.200.560

Região Sudeste

  • Minas Gerais – 561.120
  • Espírito Santo – 95.440
  • Rio de Janeiro – 487.520
  • São Paulo – 1.349.200

Total de doses – 2.493.280

Região Sul

  • Paraná – 242.880
  • Santa Catarina – 126.560
  • Rio Grande do Sul – 311.680

Total de doses – 681.120

Região Centro-Oeste

  • Mato Grosso do Sul – 61.760
  • Mato Grosso – 65.760
  • Goiás – 182.400
  • Distrito Federal – 105.960

Total de doses – 415.880

Governadores

O evento desta segunda, que contou com a presença de alguns governadores, não teve a participação do governador João Doria (PSBD). O vice-governador, Rodrigo Garcia, representou o estado de São Paulo.

Em coletivas de imprensa simultâneas, Doria e Pazuello trocaram acusações neste domingo (17). Pazuello disse que o governo de São Paulo fez uma “jogada de marketing” ao iniciar a vacinação simbólica em profissionais da Saúde logo após a aprovação da vacina.

No evento do Ministério da Saúde, o vice-governador de São Paulo, Rodrigo Garcia, disse que o estado de São Paulo deve seguir o mesmo calendário do plano nacional de imunização para a vacinação dos próximos grupos prioritários.

“A decisão agora do plano nacional de imunização é tendo disponibilidade de vacinas é ampliar o público alvo. Ainda não há essa disponibilidade e, portanto, não há essa ampliação do público alvo”

“Teremos muita dificuldade de novas doses, existe uma programação definida pelo Butantan e pela Astrazeneca, agora é aguardar outras alternativas de vacina para que a gente alcance um número maior da população brasileira”

Questionado o motivo da ausência do governador João Doria no evento, Garcia disse que ele já tinha outros compromissos agendados.

“A vacinação já se iniciou em São Paulo, ele tinha outros compromissos. Essa reunião foi agendada ontem à noite e eu vim representando o governo de São Paulo”.

Uso emergencial

O uso emergencial das 6 milhões de doses da CoronaVac prontas vindas da China foi aprovado neste domingo (17) pela Anvisa.

Por volta das 5h desta segunda, caminhões de carga refrigerados começaram a deixar o centro de distribuição em Guarulhos escoltados por carros da Polícia Federal. Cem caminhões farão o transporte da vacina.

G1SP

Enem 2020: Inep registra abstenção de quase 47% dos candidatos no RN

ENEM 2020 - Natal, 17/01/2021 - Candidatos na entrada do maior local de prova na capital, na avenida Roberto Freire, em Capim Macio, na Zona Sul.  — Foto: Julianne Barreto/Inter TV Cabugi
ENEM 2020 – Natal, 17/01/2021 – Candidatos na entrada do maior local de prova na capital, na avenida Roberto Freire, em Capim Macio, na Zona Sul. — Foto: Julianne Barreto/Inter TV Cabugi

Quase metade dos inscritos para as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) não compareceram ao primeiro dia de provas neste domingo (17) no Rio Grande do Norte, de acordo com dados preliminares divulgados pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável pela prova.

Dos mais de 129,1 mil inscritos no estado, houve abstenção de de 60.505 (46,9%). Já o número de candidatos que foram aos locais de prova chegou a 68.597. Em 2019, as abstenções tinham representado 20,5%.

Ao todo, a prova contou com 4.622 salas distribuídas em 361 locais de votação em 40 municípios potiguares. O número foi maior que o de 2019, quando o estado contou com 236 locais e provas e 3.281. Segundo o Inep, entre as medidas de prevenção à Covid-19, estava a redução do número de pessoas por sala de aula.

O índice de abstenção do estado ainda ficou abaixo do percentual total do país, que foi de 51,5%. Embora seja preliminar, o número já indica o maior percentual de abstenção em toda a história do Enem. O maior índice havia sido registrado em 2009, com 37,7%. Em 2019, o índice do primeiro dia ficou próximo a 23%.

Neste primeiro domingo de provas, a aplicação teve 5 horas e 30 minutos de duração, das 13h30 até às 19h, com questões de ciências humanas (45), linguagens e códigos (45 questões, sendo 5 de língua estrangeira) e redação.

No Rio Grande do Norte, estudantes que foram aos locais de prova afirmaram que estavam temerosos em relação à possibilidade de contaminação pelo novo coronavírus.

Em pelo menos quatro estados, estudantes foram barrados de fazer o Enem por causa de lotação das salas de prova e informados que teriam que participar de reaplicação de provas.

CoronaVac: Fátima Bezerra escolhe a pior vacina para ser aplicada no RN, são 82,4 mil doses

Rio Grande do Norte tem 900 mil seringas para começar vacinação contra Covid-19. — Foto: Sandro Menezes/Governo do RN
Rio Grande do Norte tem 900 mil seringas para começar vacinação contra Covid-19. — Foto: Sandro Menezes/Governo do RN

Segundo reportagem do G1RN, a governadora Fátima Bezerra do PT faz escolha da pior vacina para ser aplicada contra a Covid-19, a CoronaVac que teve aprovação de apenas 50%.

Na minha opinião, pode ser que mais de 41 mil pessoas venham servir de cobaia para que vejam se haverá eficácia da 4ª fase do experimento das vacinas.

A vacina forçada pelo Dória é a pior de todas. Que Deus proteja as cobaias desses laboratórios.

Vejam a matéria do G1RN:

RN vai receber 82,4 mil doses da Coronavac; início da vacinação contra Covid-19 não está definida

O Rio Grande do Norte deve receber 82.440 doses da vacina contra Covid-19, nesta segunda-feira (18), para começar a imunização contra Covid-19 no estado. Em uma nova previsão anunciada durante a manhã, o Ministério da Saúde disse que a campanha deve começar às 17h desta segunda e não mais na quarta-feira (20).

A Secretaria de Saúde do Estado, no entanto, ainda não informou quando a vacinação vai começar no Rio Grande do Norte. De acordo com previsões anteriores da pasta, a imunização deveria começar até 72 horas após a chegada do primeiro lote.

As 82.440 doses enviadas ao RN serão suficientes para vacinar 41.220 potiguares, já que a aplicação deve ocorrer em duas doses, com intervalo de 28 dias.

De acordo com os dados do Ministério da Saúde, o primeiro grupo prioritário no estado consiste em 37.848 profissionais de saúde, 1.400 pessoas com 60 anos ou mais em instituições e 10 pessoas com deficiência também institucionalizadas.

O estado é o único que não vai receber doses para indígenas, nessa primeira fase, porque, segundo o governo do estado, os grupos locais não se encaixam na classificação de indígenas aldeados. As vacinas recebidas seriam suficientes para aplicar as duas doses no grupo prioritário.

O Ministério da Saúde começou o processo de distribuição das quase 6 milhões de doses da CoronaVac, vacina do Instituto Butantan feita em parceira com o laboratório chinês Sinovac, para todos os estados e o Distrito Federal.

O horário para início da vacinação foi proposto, segundo o ministro Eduardo Pazuello, para dar tempo de todos os estados receberem as doses. Em cerimônia em São Paulo, Pazuello deu início à distribuição das doses pelo país. A governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra (PT), participou da cerimônia.

As caixas saíram do centro de distribuição de logística do Ministério da Saúde em Guarulhos, na Grande São Paulo.

Policial militar mata suspeito de assaltar passageiros em parada de ônibus na Avenida Salgado Filho em Natal

Caso aconteceu na manhã deste sábado (16) na avenida Salgado Filho em Natal — Foto: Reprodução
Caso aconteceu na manhã deste sábado (16) na avenida Salgado Filho em Natal — Foto: Reprodução

Um policial militar que estava à paisana atirou e matou um suspeito de ter praticado assaltos na manhã deste sábado (16) na Avenida Salgado Filho, na altura do cruzamento com a Avenida Amintas Barros, no bairro Lagoa Nova, na Zona Sul de Natal. Uma adolescente de 14 anos foi apreendida na ação.

As testemunhas relataram à Polícia Militar que os dois suspeitos estavam em uma moto e haviam realizado um assalto momentos antes em uma parada de ônibus na própria Salgado Filho, próximo ao cruzamento com a avenida Nascimento de Castro. Em seguida, as testemunhas disseram ter ouvido os disparos.

Uma das vítimas do crime, que preferiu não se identificar, contou que os dois suspeitos agiram de forma violenta no assalto. “Ela ficou segurando a moto e ele pôs a arma em minha cabeça e pegou meu celular e o de outras cinco pessoas que estavam na parada, além da bolsa de uma senhora. Depois ouvi uns tiros e vi que tinha sido com eles”, relatou.

A polícia acredita que o PM percebeu a ação dos suspeitos e os abordou mais a frente. João Jeverson da Conceição Oliveira, de 20 anos, foi atingido e ficou no chão da pista. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado, mas já o encontrou morto no local. Ele dirigia a moto e tinha usou um simulacro para os crimes.

Na garupa, a comparsa era uma adolescente de 14 anos, que não foi atingida pelos disparos e acabou apreendida.

“Por volta das 6h10, um PM solicitou apoio dizendo que estava com um casal em mãos. Quando chegamos, o rapaz estava em uma situação mais grave, porque foi atingido por tiros. Quando o Samu chegou, constatou que tinha ido a óbito”, disse um policial do 5º Batalhão da Polícia Militar, que preferiu não se identificar.

Moto em que os suspeitos praticavam os assaltos foi apreendida — Foto: Ayrton Freire/Inter TV Cabugi

Moto em que os suspeitos praticavam os assaltos foi apreendida — Foto: Ayrton Freire/Inter TV Cabugi

G1RN

Durante pandemia, Enem realiza 1º dia de provas para mais de 129 mil pessoas no RN

ENEM 2019 em um dos principais locais de prova em Natal. (Arquivo) — Foto: Gabriela Fernandes/Inter TV Cabugi
ENEM 2019 em um dos principais locais de prova em Natal. (Arquivo) — Foto: Gabriela Fernandes/Inter TV Cabugi

Mais de 129 mil estudantes potiguares são esperados para o primeiro dia do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020, neste domingo (17), na primeira edição realizada em meio a uma pandemia. Os portões dos locais de prova abrem às 11h30 – meia hora mais cedo que o tradicional, para evitar aglomerações – e fecha às 13h.

Neste primeiro domingo de provas, a aplicação terá 5 horas e 30 minutos de duração. Vai começar às 13h30 e segue até às 19h, com questões de ciências humanas (45), linguagens e códigos (45 questões, sendo 5 de língua estrangeira) e redação. O desafio é maior para alunos de escolas públicas que não tiveram aulas durante o ano inteiro, devido à Covid-19.

Ao todo, o estado teve 129.101 inscritos. O número cresceu cerca de 8,2% em relação ao ano passado, quando se inscreveram 119.324 pessoas – são 9,7 mil pessoas a mais. As provas são aplicadas em 40 cidades potiguares.

Somente Natal terá aplicação de provas para 42.456 pessoas, ou 32% dos candidatos do RN. Depois da capital, os municípios com mais pessoas inscritas para o Enem são Mossoró (15.255), Parnamirim (7.176), Caicó (4.917) e Pau dos Ferros (4.456).

Embora o Inep afirme que a capacidade das salas será reduzida pela metade, como medida de prevenção à covid-19, o órgão não informou ao G1 quantas salas foram disponibilizadas neste ano no Rio Grande do Norte, informando que os dados sobre logística só serão divulgados após a prova. No Enem 2019, o estado contou 3.281 salas de provas distribuídas em 236 locais.

A prefeitura de Natal anunciou que aumentou o número de ônibus circulando neste domingo (17), para atender à demanda. Já a Polícia Militar informou que reforça a segurança em todo o estado com 1.800 policiais militares atuando na segurança da prova.

Protocolo contra a Covid-19, segundo Inep

  • Uso obrigatório de máscaras para candidatos e aplicadores;
  • Disponibilização de álcool em gel nos locais de prova e nas salas (a quantidade total só será conhecida após a aplicação do exame);
  • Recomendação de distanciamento social no deslocamento até as salas de provas
  • Identificação de candidatos do lado de fora das salas, para evitar aglomeração – haverá marcações no piso para ter distanciamento, caso haja fila
  • Contratação de um número maior de salas: na edição de 2019 foram 140 mil locais de aplicação; agora serão 200 mil no país.
  • Salas de provas com cerca de 50% da capacidade máxima
  • Candidatos idosos, gestantes e lactantes ficarão em salas com 25% da capacidade máxima
  • Higienização das salas de aulas, antes e depois do exame

Faixa etária dos candidatos potiguares

  • Menor de 16 anos – 213
  • 16 anos – 1.834
  • 17 anos – 6.763
  • 18 anos – 14.312
  • 19 anos – 14.881
  • 20 anos – 12.277
  • De 21 a 30 anos – 53.342
  • De 31 a 59 anos – 25.100
  • 60 anos ou mais – 379

Médico Anthony Wong morre em São Paulo, ainda não há diagnóstico da causa da morte

O médico toxicologista Anthony Wong, em entrevista ao Programa do Jô em 2012. — Foto: Reprodução/TV Globo
O médico toxicologista Anthony Wong, em entrevista ao Programa do Jô em 2012. — Foto: Reprodução/TV Globo

O médico pediatra Anthony Wong morreu nesta sexta-feira (15), no Hospital Sancta Maggiore, em São Paulo. As causas da morte não foram divulgadas.

Toxicologista, ele criticava medidas de burras tomadas pelos governadores de trancar todo mundo dentro de casa. Segundo o infectologista, a família trancada se tornava um alvo fácil do vírus, podendo ter agravamentos. Era a favor da profilaxia com uso de ivermectina, azitromicina e cloroquina para o tratamento de Covid-19.

O Dr. Wong era uma referência nas informações para tentar tranquilizar o povo no mundo e tentar evitar que a borrice, como ele chamava o tranca tudo, viesse a falir a economia.

Em nota, o Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP) informou que “lamenta profundamente o falecimento do Prof. Dr. Anthony Wong”.

O texto cita que o médico se formou em 1972 na Faculdade de Medicina da USP e atuava desde 1976 no Instituto da Criança e do Adolescente, onde era médico-chefe do Centro de Assistência Toxicológica (CEATOX)”.

O HC disse, em nota, que “presta solidariedade aos familiares e amigos”.

Wong também era embaixador do Instituto Trata Brasil desde 2009.

Na última entrevista o Dr. Wong criticou severamente a OMS, dizendo que as medidas tomas no mundo por orientações da referida envolvia muito dinheiro. Ele eras contra os avanços das etapas das vacinas. Dizia que a ciência não pode ser avançada, ela tem seu próprio tempo.

Curiosamente o secretário de saúde de São Paulo disse há poucos dias que não se devia ser tão cientistas para combater o vírus, contrariando o conhecimento acadêmico e científico.

A quem interessava calar a voz que falava ao mundo contrariando as grandes ideias do tranca tudo? É só uma pergunta

O G1 foi infeliz por não fazer uma notícia imparcial.

TJ DE SÃO PAULO CONTRA OS IDOSOS: Cassa liminar e suspende gratuidade da tarifa de ônibus a idosos de 60 a 64 anos

Grupo faz protesto na Av. Paulista contra a exclusão de gratuidade de ônibus a idosos de 60 a 64 anos em SP — Foto: Niyi Fote/THENEWS2/AE Conteúdo
Grupo faz protesto na Av. Paulista contra a exclusão de gratuidade de ônibus a idosos de 60 a 64 anos em SP — Foto: Niyi Fote/THENEWS2/AE Conteúdo

O Tribunal de Justiça suspendeu a liminar que garantia a gratuidade da tarifa nos ônibus municipais de São Paulo aos idosos de 60 a 64 anos a partir de 1º de fevereiro deste ano. Passageiros com 65 anos ou mais continuam com a isenção do pagamento da tarifa.

A decisão do presidente do TJ, Geraldo Francisco Pinheiro Franco, atendeu o recurso do Prefeitura de São Paulo. Na semana passada, a Justiça concedeu uma liminar mantendo o benefício aos passageiros.

O desembargador diz que a manutenção da gratuidade teria impactos de até R$ 338 milhões nos cofres públicos.

“Não é ocioso mencionar que, ao preservar a isenção de pagamento de transporte para usuários com idade entre 60 e 64 anos, por força da suspensão da eficácia do inciso IV, do artigo 7º da Lei nº 17.542/2020 e do artigo 2º do Decreto Municipal nº 60.037/2020, a decisão liminar pode acarretar sensíveis prejuízos à população, uma vez que o gasto público com referido benefício, somente para a indicada faixa etária, em 2021, está estimado pelo ente público em valor situado entre R$ 219 e R$ 338 milhões/ano (fls. 6), montante significativo e que poderia ser utilizado em outras áreas. E o custo do específico benefício, como ocorre com qualquer subsídio, ao fim e ao cabo deve ser assumido por toda a sociedade.”

Para o presidente do Tribunal de Justiça, o benefício tem sensível importância social, mas entende que, neste caso, não há justificativa para o poder judiciário interferir em decisão do poder executivo.

O magistrado também destacou que a lei federal só obriga estados e municípios a concederem gratuidade para pessoas com 65 anos ou mais nos transportes coletivos. “No caso das pessoas compreendidas na faixa etária entre 60 (sessenta) e 65 (sessenta e cinco) anos, ficará a critério da legislação local dispor sobre as condições para exercício da gratuidade nos meios de transporte previstos no caput deste artigo.”

De acordo com a São Paulo Transportes (SPTrans), 186 mil idosos vão perder a gratuidade no transporte público da capital com o decreto do prefeito Bruno Covas (PSDB).

Na última terça-feira (12), o desembargador Geraldo Pinheiro Franco cassou a decisão que mantinha a gratuidade do transporte público para idosos de 60 a 64 anos para trens do Metrô da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) e para ônibus intermunicipais da Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos de São Paulo (EMTU).

O presidente do TJ-SP aceitou os argumentos da gestão Doria, entendendo que a Justiça não pode interferir em atos discricionários do Executivo e que os R$ 592 milhões previstos para o gasto com o subsídio em 2021 “podem acarretar sensíveis prejuízos à população”.

G1RN

Publicado edital de processo seletivo de médicos para rede estadual da PB; inscrições já estão abertas

Publicado edital de processo seletivo de médicos para rede estadual da Paraíba; inscrições já estão abertas — Foto: Divulgação/Secom-JP
Publicado edital de processo seletivo de médicos para rede estadual da Paraíba; inscrições já estão abertas — Foto: Divulgação/Secom-JP

O edital para um processo seletivo de 40 médicos que irão atuar no enfrentamento ao novo coronavírus, temporariamente, em caráter emergencial, foi publicado na edição especial deste sábado (16) do Diário Oficial do Estado (DOE). As inscrições já estão abertas desde às 0h deste sábado e vão até as 23h59 do dia 22 de janeiro.

As inscrições são gratuitas e podem ser realizadas através de uma página na internet. Para concorrer, o candidato deve se cadastrar na plataforma, acessar a aba “Concursos e Seleções” e efetuar a inscrição. Além disso, o candidato só terá direito a uma única inscrição. Caso seja constatada mais de uma, a última inscrição realizada será considerada. O processo seletivo deve ocorrer por meio de Avaliação dos Títulos, de caráter eliminatório e classificatório.

Conforme o edital da Secretaria de Estado da Saúde (SES-PB), os médicos devem trabalhar a princípio nos municípios de Cajazeiras, Campina Grande, João Pessoa, Patos e Piancó, que são centro de referência no tratamento da Covid-19. Porém, os profissionais podem ser realocados para atender as necessidades dos serviços que estão no Plano de Enfrentamento da Covid-19, na Paraíba.

De acordo com o DOE, os candidatos pertencentes aos grupos de risco de infecção pela Covid-19 estão impedidos de concorrer. Não poderão participar: maiores de 60 anos, gestantes e lactantes, ser portador de comorbidades ou outras condições de risco de desenvolver sintomas mais graves da doença.

O número de candidatos classificados deve ser maior que o número de cargos disponíveis, sendo correspondente a três vezes o número de vagas ofertadas, em ordem decrescente. Segundo o edital, “gera apenas a expectativa de direito à contratação, ficando a concretização desse ato condicionado à exclusiva necessidade, oportunidade e conveniência da Secretaria de Estado da Saúde (SES)”.

São requisitos básicos para inscrição: anexar os documentos pessoais e documentos e títulos, na área de concorrência, no ato da inscrição, na sequência estabelecida, exclusivamente em PDF, no tamanho de até 10MB, e documentos pessoais.

O resultado preliminar deve ser publicado no Diário Oficial do Estado da Paraíba (DOE), no site do Governo do Estado, no Portal da Cidadania e no portal da Escola de Serviço Público do Estado, obedecendo a ordem rigorosa de classificação.

G1RN

Prefeito de Natal nomeia o próprio filho para secretaria de Trabalho e Assistência Social

Prefeitura de Natal — Foto: Sérgio Henrique Santos/Inter TV Cabugi

Prefeitura de Natal — Foto: Sérgio Henrique Santos/Inter TV Cabugi

O prefeito de Natal, Álvaro Dias (PSDB), nomeou o próprio filho, Adjuto Dias de Araújo Neto, como secretário municipal de Trabalho e Assistência Social (Semtas) para a sua próxima gestão à frente do Executivo Municipal.

A nomeação foi publicada na edição desta sexta-feira (15) do Diário Oficial do Município (DOM). A função era ocupada até dezembro pela irmã do prefeito, Andréa Dias.

Adjuto Dias é delegado da Polícia Civil da Paraíba e já foi candidato a deputado estadual no Rio Grande do Norte nas eleições de 2018. O novo secretário já atuava na Semtas antes da nomeação como titular da pasta.

Segundo o prefeito, o filho tem os requisitos necessários para fazer uma boa gestão à frente da pasta.

“É a secretaria de assistência social, é um trabalho que ele gosta de fazer, que ele se identifica. Ele quer estar perto das comunidades. Ele tem visitado muitas delas aqui conosco, com a ex-secretária. Então, ele vai realizar um bom trabalho na Semtas, porque esse é o objetivo dele”, disse Álvaro Dias à Inter TV Cabugi.

Segundo o Movimento Articulado de Combate à Corrupção (Marcco), a nomeação de um filho ou familiar é uma decisão controversa.

O coordenador do movimento, Rafael Gonçalves, explicou que o Supremo Tribunal Federal (STF) entende que há uma ofensa ao princípio da moralidade em nomeações de parentes até o terceiro grau. Apesar disso, foram feitas ressalvas em relação a essas nomeações, observando a competência do nomeado para o cargo.

“A redação da súmula não abre exceções. Mas o que acontece? No julgamento, alguns ministros fizeram ressalvas em relação a cargos políticos, no caso de ministros de Estado e secretários”, explicou.

Adjuto Dias, filho do prefeito de Natal, foi nomeado na SEMTAS — Foto: Diário Oficial do Município

Adjuto Dias, filho do prefeito de Natal, foi nomeado na SEMTAS — Foto: Diário Oficial do Município

No dia 5 de janeiro, no primeiro ato administrativo do ano após a posse, o prefeito Álvaro Dias exonerou todos os cargos comissionados. Parte do secretariado foi renomeado nas publicações seguintes e alguns novos nomes tem sido anunciados.

Adjuto Dias é o terceiro secretário nomeado entre os que não terminaram a última gestão. Os outros são: José Vanildo, que já havia sido secretário de Esporte e Lazer em 2017, na gestão de Carlos Eduardo (PDT), em que Álvaro Dias era vice, na Secretaria Municipal de Habitação, Regularização Fundiária e Projetos Estruturantes (Seharpe) ; e Sheila Freitas, que havia deixado a Secretaria Municipal de segurança Pública e Defesa Social (Semdes) em abril para se candidatar como vereadora na eleição em Natal, e agora retornou à pasta.

Ao todo, 19 nomes – entre secretários, auxiliares diretos e de órgãos de administração indireta – foram anunciados até este sábado na reforma administrativa da prefeitura de Natal após as exonerações de todos os cargos comissionados no dia 5 de janeiro, no primeiro ato administrativo após a posse do dia 1º.

Secretários e auxiliares anunciados

  • Adjuto Dias – Secretaria Municipal de Trabalho e Assistência Social (Semtas)
  • José Vanildo Silva – Secretaria Municipal de Habitação, Regularização Fundiária e Projetos Estruturantes (Seharpe)
  • Cristina Diniz Barreto de Paiva – Secretaria Municipal de Educação (SME)
  • Irapõa Nóbrega Azevedo de Oliveira – Secretaria Municipal de Serviços Urbanos (Semsur)
  • Heverton Freitas – Secretaria Municipal de Comunicação Social
  • Dácio Galvão – Secretaria Municipal de Cultura (Secut)
  • Thiago Mesquita – Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Urbanismo (Semurb)
  • Ludenilson Araújo Lopes, secretário de Tributação
  • Joanna de Oliveira Guerra, secretária de Planejamento
  • George Antunes, secretário de Saúde
  • Sheila Maria Freitas de Souza Fernandes e Melo, secretária de Segurança e Defesa Social
  • Thiago Costa Marreiros, presidente do NatalPrev
  • Rodrigo Ferraz Quidute, controlador-geral do município
  • Adamires França, secretária de Administração,
  • Joham Alves Xavier, secretário municipal de Governo
  • Fernando Pinheiro de Sá e Benevides; procurador-geral do município,
  • Genildo Pereira da Costa, consultor do município
  • Esdras Alves de Queiroz, coordenador do gabinete.
  • Carlson Geraldo Correia Gomes – Secretaria Municipal de Obras Públicas e Infra-estrutura (Semov)

G1RN

Estudantes de escolas públicas do RN enfrentam provas do Enem após 10 meses sem aulas presenciais

Pesquisa realizada em junho apontava que, dos jovens que pretendiam fazer o Enem, quase a metade havia pensado em desistir da prova — Foto: Mariana Leal/MEC
Pesquisa realizada em junho apontava que, dos jovens que pretendiam fazer o Enem, quase a metade havia pensado em desistir da prova — Foto: Mariana Leal/MEC

A estudante Luana Félix, de 19 anos, vai fazer o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) neste ano na tentativa de cursar medicina. Aluna da Escola Estadual José Fernandes Machado, no bairro Ponta Negra, Zona Sul de Natal, ela – assim como toda a turma – vai precisar encarar a prova e a concorrência a partir do próximo domingo (17) sem ter assistido uma aula presencial sequer desde o mês de março, por conta da pandemia da Covid-19.

“Com toda certeza nós não vamos ter a mesma chance. Não tivemos a base que os alunos que tiveram aula esse ano têm para realizar a prova”, lamentou.

A realidade dela e dos colegas de sala é também a de milhares de estudantes da rede pública do Rio Grande do Norte, que viram as aulas presenciais serem canceladas no dia 17 de março – há cerca de 10 meses.

Sem condições de investir em algum cursinho particular ou em outra forma de ensino, Luana precisou se virar como deu para estudar. A solução foi a internet – plataforma que ela mesmo admite que muitos estudantes sequer têm acesso.

“Eu me preparei da maneira que eu consegui, em meio a todos os acontecimentos. Não tenho condições de bancar um cursinho, então estudei por conta própria, procurando apostilas na internet”, disse.

“Acredito que nem todos tem esse acesso e que esse Enem vai ser mais desigual do que os outros”.

A estudante acredita que um dos principais problemas, para os alunos da rede estadual, foi a demora para definir como as aulas aconteceriam durante a pandemia. A escola em que ela estuda, por exemplo, não teve sequer aulas virtuais, apenas atividades que eram enviadas por um sistema on-line e que, segundo ela, “nem todos tinham acesso”.

“Meses depois é que foram enviar as atividades. Foram muitas atividades”, contou Luana, explicando que era líder da turma e repassava os exercícios aos demais alunos, que também se veem em uma situação delicada para fazer o Enem.

Estudante potiguar Luana Félix vai prestar o Enem 2020. Ela cita desigualdade e risco de contaminação pela Covid-19 — Foto: Cedida

Estudante potiguar Luana Félix vai prestar o Enem 2020. Ela cita desigualdade e risco de contaminação pela Covid-19 — Foto: Cedida

“A dificuldade não estava só em não ter acesso aos conteúdos, mas também em compreender a matéria. Nem todos tinham tempo e estrutura para realizar as atividades. No grupo da minha turma, eu ajudei da maneira que eu pude. Pedia ajuda dos professores que eu tinha o contato, mas mesmo assim foi e está sendo muito complicado”, falou.

Segundo a Secretaria da Educação da Cultura, do Esporte e do Lazer (SEEC), menos de 10% das escolas estaduais não realizaram, em 2020, atividades não presenciais no período da pandemia.

“A SEEC buscou disponibilizar diversas ferramentas para que eles continuassem com o processo de ensino aprendizagem, seja pela internet, com materiais impressos ou aulas na TV aberta. Em algumas regiões, até aulas pelo rádio foram ministradas”, disse em nota.

A secretaria disse que as atividades são consideradas as aulas, já que para cada atividade o professor preparou uma aula e inseriu no Sistema Integrado de Gestão da Educação (Sigeduc).

A estudante Letícia Gabrielly, de 19 anos, do Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN), está em situação semelhante: ela também não teve nenhuma aula presencial desde março.

A situação das duas alunas é distinta dos estudantes das escolas particulares, que tiveram o retorno gradativo das atividades a partir de setembro. Muitos deles também contaram com um cronograma organizado de aulas on-line.

Diferente de Luana, no entanto, Letícia teve acesso às aulas virtuais, mas apenas por volta dos meses de agosto e setembro – pelo menos cinco meses depois da suspensão das aulas.

Para tentar não ficar para trás no conteúdo que será cobrado nas provas do Enem, ela também tentou estudar por conta própria – em casa e sem auxílio – durante esse período. E o principal recurso foi a internet.

 Letícia Gabrielly, estudante potiguar também vai prestar Enem neste ano — Foto: Cedida

Letícia Gabrielly, estudante potiguar também vai prestar Enem neste ano — Foto: Cedida

“Devido à situação atual, sem aulas presenciais e com as aulas remotas totalmente diferentes do que eu era acostumada, eu tive que optar por estudar sozinha. Comecei a procurar assuntos específicos em vídeos na internet e fazer anotações”, disse.

Letícia vai tentar aprovação em algum curso da área de saúde, que ainda não definiu, no Sistema de Seleção Unificada (Sisu). Mas é outra que vê suas chances menores diante de parte da concorrência nesse momento.

“Eu acredito que a minha chance de ser aprovada nos cursos que eu quero caiu muito, pois além de ter que me adaptar para as aulas remotas, ainda tem a preocupação de como o mundo se encontra diante do caos que esse vírus está causando”.

As duas estudantes dizem algo em comum: que o Enem não deveria acontecer neste momento. Além de apontar o cenário de desigualdade, elas ainda reforçam o risco de contaminação pela Covid-19 durante o exame.

“O Enem deveria ser adiado. Não concordo em ser feito agora, porque não coloca em risco só os adolescentes, mas também os familiares. Vamos passar de cinco a seis horas numa sala fechada, fora os que vão passar todo esse tempo em escolas que não tem um ventilador funcionando. Acho irresponsabilidade”, diz Luana

“Vamos pegar ônibus lotados, filas para entrar e voltar para nossas casas sem saber se estamos infectando nossa família. Além de desigual, vai ser arriscado”, completa.

Letícia cita que a prioridade neste momento deveria ser preservar vidas.

“Eu acho uma falta de noção e de empatia, nós, estudantes, termos que fazer essa prova estando suscetíveis a uma contaminação de um vírus que já matou mais de 1 milhão de pessoas no mundo inteiro. A preocupação agora deveria ser preservar a vida de todos”, falou.

“O certo seria evitar aglomeração e incentivar as pessoas a ficarem em casa e não submeter os estudantes a um grande risco de contaminação”.

G1 consultou o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) sobre quantos locais e quantas salas seriam usadas na aplicação das provas do Enem neste ano. O instituto respondeu que “os dados de logística para aplicação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020 serão disponibilizados pelo Inep após a aplicação do exame”.

Escola Estadual José Fernandes Machado, em Ponta Negra — Foto: Google Street View

Escola Estadual José Fernandes Machado, em Ponta Negra — Foto: Google Street View

Enquanto as escolas privadas tiveram o retorno gradativo e híbrido iniciado por volta de setembro no estado, a rede pública de educação está se preparando para o retorno das aulas presenciais no mês de fevereiro no Rio Grande do Norte.

As escolas estaduais voltam no dia 1º de fevereiro, enquanto as municipais têm previsão para um dia depois, no dia 2. Ambas vão finalizar primeiro o ano letivo 2020 nos primeiros meses de retorno.

G1RN

Polícia encontra 33 cilindros de oxigênio escondidos em caminhão em Manaus

Manaus na pandemia
Manaus tem colapso no sistema de saúde por causa da pandemia da Covid-19

As polícias Civil e Militar do Amazonas apreenderam 33 cilindros de oxigênio que estavam escondidos em um caminhão. A descoberta ocorreu após denúncia anônima que delatou a movimentação estranha de um veículo de carga no bairro Alvorada, em Manaus. No local, os policiais encontraram o caminhão carregado com os cilindros, sendo que 26 estavam carregados.

O caso ocorreu no mesmo dia em que hospitais da cidade ficaram desabastecidos de oxigênio devido ao colapso do sistema de saúde. Por falta do produto, pacientes internados com a Covid-19 morreram asfixiados. Dono de uma empresa que comercializa os cilindros, um homem de 38 anos contou que escondeu o produto pois “ficou com medo que a população invadisse o estabelecimento em busca do material e decidiu tirá-lo do local”.PUBLICIDADE

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), ele foi preso por reter produtos para o fim de especulação e permanece à disposição da Justiça. Ainda ontem, os cilindros de oxigênio foram distribuídos para quatro unidades de saúde. 

Onze foram entregues ao Hospital Beneficente Português, seis para a Fundação Centro de Controle de Oncologia do Estado do Amazonas, outros seis para o Serviço de Pronto Atendimento  (SPA) do São Raimundo e três para o SPA do Coroado.

O Tempo