Oficina virtual visa formação de atores multiplicadores do controle social em saúde do trabalhador e da trabalhadora

Nos dias 6, 7 e 8 de julho, o Conselho Nacional de Saúde (CNS), por meio da Comissão Intersetorial de Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora (CISST), em parceria com a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) e o Departamento Intersindical de Estudos e Pesquisas de Saúde e dos Ambientes de Trabalho (Diesat), promoverá uma oficina virtual de formação de atores multiplicadores do controle social em saúde do trabalhador e da trabalhadora. Para participar, é necessário se inscrever preenchendo o formulário online: https://link.mpt.mp.br/u9FpphQ .

A oficina foi divulgada na reunião da Comissão Intersetorial de Saúde do Trabalhador (CISST) ocorrida na última terça-feira (22), e será voltada para conselheiros de saúde, usuários e trabalhadores do Sistema Único de Saúde (SUS), integrantes das CISSTs municipais, estaduais e nacional, trabalhadores da área do direito do trabalho, dirigentes sindicais e acadêmicos. O conteúdo será especialmente direcionado ao público do Rio Grande do Norte.


As oficinas de formação serão divididas em três eixos, sendo o primeiro relacionado aos impactos da saúde à classe trabalhadora, o segundo sobre as políticas públicas no campo da saúde e o terceiro abordando o controle social no SUS e na saúde do trabalhador e da trabalhadora.  


CISST –
 A Comissão Intersetorial de Saúde do Trabalhador (CISST) atua junto aos Conselhos de Saúde visando aprimorar o atendimento aos trabalhadores no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS), sendo uma das comissões fixas da Lei 8.080/90 (Lei do SUS). A procuradora Regional do Trabalho Ileana Neiva representa o Ministério Público do Trabalho (MPT-RN) na comissão.


A CISST também deve ser implementada nos municípios pelos conselhos locais de saúde, conforme previsto na legislação. Mensalmente, com participação do Centro de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest/RN) e da Subcoordenadoria de Vigilância em Saúde do Trabalhador (SUVIST), acontecem reuniões para debater esse papel. “Vamos procurar sempre interagir com esses centros de referência. É o fortalecimento da comissão e do controle social do SUS”, disse Geolípia Jacinto, conselheira do Conselho Municipal de Saúde (CMS) de Natal.

https://www.prt21.mpt.mp.br/procuradorias/prt-natal/684-oficina-virtual-visa-formacao-de-atores-multiplicadores-do-controle-social-em-saude-do-trabalhador-e-da-trabalhadora