Oficina valida manual de boas práticas em gestão de processos na Assembleia Legislativa

A consultora Paulinéa Araújo (servidora da Justiça Eleitoral) concluiu nesta quinta-feira (23) a oficina de capacitação técnica metodologia de gestão de processos, através de videoconferência, visando estabelecer um padrão técnico de trabalho para as atividades práticas do Legislativo Potiguar. “O que se observa nas instituições e no Poder Legislativo não é diferente. Cada organização tem seu negócio e cada área executa suas atividades, porém nem todas compreendem as interações necessárias entre os processos e o valor agregado ao trabalho que é executado, visando gerar valor à instituição e ao cliente. Também não há modelo documentado da sequência de atividades, nem tampouco a descrição detalhada de como se faz cada uma delas”, explicou a consultora.
 
Uma primeira versão do manual “Boas Práticas de Gestão em Processos da ALRN” foi apresentada pela consultora Paulinéa Araújo. O detalhamento do manual marcou a conclusão da oficina e será colocado em prática sob a coordenação da equipe da assessoria de planejamento da Assembleia Legislativa, a fim de orientar gestores e servidores na manualização de seus processos de trabalho, em busca de padronização, racionalização e otimização das atividades. Além disso, busca fomentar a cultura de gestão por processos no cumprimento da missão da ALRN de legislar, representar a sociedade e fiscalizar, com foco em melhoria contínua e geração de valor.
 
O documento tem a pretensão de uniformizar técnicas e ferramentas e servir de base para a construção da Cadeia de Valor, a priorização de processos essenciais ou críticos, bem como a identificação de eventuais falhas e oportunidades de melhorias, eliminando gargalos e desperdícios e buscando o melhor aproveitamento dos recursos pessoas, orçamento, tecnologia da informação e outros disponíveis no âmbito da Casa Legislativa.
 
A oficina de capacitação técnica em Metodologia de Gestão de Processos foi uma ação da equipe de planejamento da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte para implantação da iniciativa estratégica prevista no “Horizonte 2023 da ALRN”. Servidores de todos os setores participaram do treinamento, durante 32 horas, com orientações gerais sobre práticas de gestão de processos, exercitação das funcionalidades da ferramenta Bizagi Modeler, elaboração e apresentação de metodologia de gestão de processos da ALRN, com avaliação e encerramento do projeto ao final.
 
Com a denominação de “Horizonte 2023 da ALRN”, o plano estratégico contempla a definição da visão de futuro até 2023 e dos macrodesafios (objetivos estratégicos) que nortearão as ações da Assembleia Legislativa no próximo quadriênio. O plano elaborado teve como base o levantamento dos cenários interno e externo e definição dos principias problemas identificados ao longo da elaboração do documento, com metas para serem alcançadas nos próximos quatro anos. Compõem o documento 68 iniciativas estratégicas, 28 indicadores e metas, 18 iniciativas específicas e 1 Projeto Institucional.
 
Para a diretora administrativa e financeira da ALRN, Dulcinea Brandão, cada gestor nas suas unidades será uma luz para fazer o melhor para a Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte dentro do Planejamento Estratégico. Dulcinea Brandão enfatiza que este trabalho vem conquistando reconhecimento nacional e a boa imagem da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte vem sendo construída com reconhecimentos em gestão, também, direcionados às atividades da Escola da Assembleia; projetos da Procuradoria Geral; diretoria Legislativa; diretoria de Comunicação, que tem nos projetos de inclusão campanhas institucionais premiadas, transparência e administração com DNA Potiguar.