Lula esconde 256,6 milhões de reais em nome de Dona Marisa, juiz cobra esclarecimento

Lula provoca governo de Bolsonaro e sugere 'imprimir dinheiro'
Foto da Internet

Em meio a crise do Covid-19, quando o ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva reclama do ministro da economia, Paulo Guedes, ele esconde 256,6 milhões de reais que será liberado para ele no dia 18 de maio de 2020.

O juiz Carlos Henrique André Lisbôa, que assumiu o processo de inventário de Marisa Letícia, quer esclarecimentos sobre uma aplicação no Bradesco de 2.566.468 unidades de CDB. Segundo a interpretação do juiz, cada CDB pode valer R$ 100,00 cada, como indicado em outro processo. Por esse motivo o Juiz Lisboa pediu esclarecimento ao réu e condenado por dois crimes na Lava Jato.

Com a proteção do STF o Lula anda souto por aí, a vontade. Esteve na Itália antes que a bomba do Covid-19 estourasse por lá, ou seja, quando começou os casos do coronavírus.

Após ter falado com o Papa, assim que saiu da reunião, o Papa ficou gripado a ponto de suspender uma série de eventos de sua agenda, também algumas missas.

Lula esteve também na França, tudo com o apoio do STF que tem o dever de defender a Constituição, mas não a defende, salvo os interesses de alguns ministros.

Agora, enquanto muitos brasileiros perdem os empregos por uma quarentena desastrosa, com o objetivo de derrubar o governo Bolsonaro, o Lula pode embolsar esses 256,6 milhões de reais, e sair por aí gastando um dinheiro que não consegue explicar de onde veio. Possivelmente dos cofres da União.

O Antagonista