Italo Ferreira chega a Baía Formosa e entra no mar para surfar com amigos: ‘Fora de pressão’

Campeão olímpico, Italo Ferreira reencontra o mar de Baía Formosa, após chegar em casa na madrugada desta sexta-feira (30) — Foto: Reprodução/TV Globo
Campeão olímpico, Italo Ferreira reencontra o mar de Baía Formosa, após chegar em casa na madrugada desta sexta-feira (30) — Foto: Reprodução/TV Globo

Antes das 6h desta sexta-feira (30), Italo Ferreira reencontrou o mar de Baía Formosa, no Litoral Sul do Rio Grande do Norte.

O primeiro medalhista de ouro da história do surfe masculino nas Olimpíadas chegou ainda de madrugada ao Rio Grande do Norte, para evitar aglomerações e dirigiu sozinho de Natal até Baía Formosa, distante cerca de 95 km, após uma maratona de voos entre Japão e Brasil, além de compromissos profissionais.

Em casa, o primeiro compromisso também foi com o mar. O campeão olímpico chegou à cidade natal na madrugada e poucas horas depois já estava na água surfando com outros sete amigos.

“É um momento para mim também, poder ficar ali com os moleques surfando, pegando onda o dia inteiro, se divertindo. Porque ai é fora de campeonato, fora de pressão, não tem aquela competitividade”, disse Italo.

O potiguar aproveitará os próximos dias em Baía Formosa para ficar com a família, mas também para treinar. Sem muito tempo para descansar após a vitória em Tóquio, Italo vai seguir para o México nos próximos dias.

Entre 10 e 19 de agosto, o potiguar vai a Barra de La Cruz para disputar a sétima etapa do campeonato mundial. O surfista ocupa a segunda colocação no ranking, atrás de Gabriel Medina.

Chegada

O campeão desembarcou em Natal pouco antes das 2h. De lá, ele mesmo pegou um carro e saiu dirigindo rumo a Baía Formosa.

“Eu só quero ir para casa, estou bem cansado”, disse Italo no aeroporto.

Ítalo Ferreira comemora após ganhar medalha de ouro no surfe nesta terça (27) nas Olimpíadas de Tóquio — Foto: Lisi Niesner/Reuters
Ítalo Ferreira comemora após ganhar medalha de ouro no surfe nesta terça (27) nas Olimpíadas de Tóquio — Foto: Lisi Niesner/Reuters

Fonte: https://g1.globo.com/rn/rio-grande-do-norte