GOVERNO FÁTIMA É INCOMPETENTE: Março se torna o mês em que mais pacientes morreram à espera de um leito de UTI no RN

Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Cidade da Esperança, em Natal — Foto: Sérgio Henrique Santos/Inter TV Cabugi
Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Cidade da Esperança, em Natal — Foto: Sérgio Henrique Santos/Inter TV Cabugi

Pelo menos 172 pessoas morreram à espera de um leito de UTI no Rio Grande do Norte apenas em março, infelizmente, por incompetência de gestão do governo Fátima.

Esse foi o mês que se tornou o que teve mais mortes por falta de assistência adequada desde o início da pandemia no estado. O dado está no Regula RN, plataforma que monitora em tempo real as internações na rede de assistência para Covid-19 em todo o estado. A consulta foi realizada às 8h desta quinta (1º).

Esse dado ainda pode aumentar, já que algumas mortes são registradas no sistema pelas unidades de saúde dias depois do ocorrido.

Desde o início da pandemia, 634 pessoas já morreram sem direito a um leito crítico no estado. Elas representam cerca de 14% das mais de 4,5 mil mortes por Covid-19 em todo o RN.

No dia 16 de março quanto no dia 18, 14 pacientes não resistiram aguardar por um leito crítico e morreram antes do atendimento adequado. No dia 19 de março, foram 10 pacientes. Nos dias 14 e 20, foram 9.

A responsabilidade civil é do governo que não se aprontou durante um ano, pois em 2020, o secretário de saúde, Cipriano Maia disse que iria morrer mais de onze mil pessoas apenas em 30 dias. Então, po que não se aprontou pelo menos para dez por cento do prognosticado.

G1

Leave a Comment