Em defesa de sua biografia Moro pode está traindo o Brasil

Moro apresenta mensagens que provariam acusações contra Bolsonaro ...
Foto da Internet

O ex-juiz e ex-ministro Sérgio Moro vem trabalhando sempre em busca de grandes feitos, apresentar o melhor serviço possível no que faz.

Nos tempos do governo Dilma, Moro na condição de juiz deixou vazar uma conversa, sem respaldo legal, entre a presidente Dilma Rousseff e o ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva, quando ela ligou para o presidente para lhe mandar um documento com uma possível nomeação dele para que fosse protegido de uma prisão.

Disse Moro que fez tudo para que o Brasil ficasse sabendo, ” o povo tem o direito de saber de tudo”. Dizia o juiz Moro. Mas isso fez de Moro um gigante para o povo brasileiro, mesmo tendo agido ao arrepio da Lei.

Agora ele era ministro da justiça e da segurança pública do Brasil, cargo de confiança do presidente da República, Jair Bolsonaro.

Teria o Moro a mesma liberdade de apresentar como fez ontem, 24, na Rede Globo, conversas entre ele e seu presidente, quando ainda era ministro? Vale tudo para preservar a sua biografia? Seria sua biografia mais importante do que o Brasil?

Moro era mesmo fiel ao presidente como todos pensávamos que fosse? Está Moro sendo justo em jogar tudo no ventilador quando o Brasil mais precisa dele? Ou estava apenas protegendo sua biografia?

De fato, fica algumas perguntas que não tem resposta nas reclamações do presidente: O Maurício Valeixo, Delegado Geral disse que o Adélio Bispo era um lobo solitário. Seria isso verdade? Teria o delegado minorado o atentado contra o presidente do Brasil, na época candidato?

Ao nosso ver, Moro deveria ter saído como desejava, mas não tinha o direito de expor conversas particulares que teve na condição de ministro com o presidente, mesmo que fosse pedidos descabidos.

Sabemos que todo mundo tem defeito. No caso, qual patrão terá confiança de confidenciar algo a Moro, pois ele pode usar em proveito próprio na primeira oportunidade para preservar sua biografia. Seria Moro um chantagista?

Moro acertou em sair do ministério, errou em expor conversas particulares contra o presidente do Brasil.

Isso é o fim que apenas começou.

Leave a Comment