Doria afirma que federação de PSDB e MDB pode ser ‘cristalizada’ nas próximas semanas

Governador de São Paulo, João Dória/ Agência Brasil

São Paulo – O governador de São Paulo e pré-candidato à Presidência, João Doria (PSDB), afirmou que a formação de uma federação partidária entre PSDB e MDB é uma aliança possível e que pode ser cristalizada ao longo das próximas semanas.

A federação partidária cria uma “fusão temporária” entre os partidos que precisa durar pelo menos quatro anos, desde as eleições até o final do mandato seguinte.”É uma aliança possível. Há ainda um longo caminho a ser percorrido, mas, com diálogo, ela pode ser cristalizada ao longo das próximas semanas”, disse durante Conferência de Investimentos da América Latina, promovida pelo Credit Suisse.

O anúncio da federação entre as duas siglas foi feito pelos presidentes do PSDB, Bruno Araújo, e do MDB, Baleia Rossi, nas redes sociais. Ambos confirmaram as tratativas para concretizar a possível união das siglas nas eleições de 2022.Continua após a publicidade

O PSDB, que nasceu a partir de uma dissidência do MDB, já lançou o governador paulista João Doria como pré-candidato. Já os emedebistas escolheram a senadora Simone Tebet (MS) para ser o nome do partido à sucessão de Jair Bolsonaro.

Em relação a uma possível federação entre PSDB e Cidadania, Doria afirmou que “esse é um entendimento que está evoluindo”.Na semana passada, a Executiva Nacional do PSDB aprovou por unanimidade dar prosseguimento às discussões sobre a formação de federação partidária com o Cidadania. No entanto, em reunião realizada na última terça-feira, 1º, a Executiva Nacional do Cidadania não obteve maioria favorável à medida. A votação sobre a união com os tucanos ficou empatada e a decisão final será tomada pelo diretório nacional do Cidadania no próximo dia 15. Durante o evento, Doria disse que mantém diálogos com representantes do União Brasil, partido resultante da junção entre PSL e DEM.

O DIA