Deputado Coronel Azevedo destaca falta de apoio do Governo à Polícia Militar

Em pronunciamento no Grande Expediente da sessão plenária da Assembleia Legislativa, realizada na manhã desta quarta-feira (14), pelo Sistema de Deliberação Remota (SDR), o deputado Coronel Azevedo (PSC) destacou os atentados que estão acontecendo contra os policiais militares do Estado e lamentou a falta de ação do governo em defesa dos agentes do sistema de Segurança.

“Estamos enfrentando uma grande violência contra os policiais no Rio Grande do Norte. Foram seis atentados na última semana, com três vítimas fatais e sobre essa situação a governadora do Estado publicou a seguinte mensagem – mais um policial assassinado agora à noite. Mais um homicídio, dessa vez na Avenida Roberto Freire, o sexto atentado contra policiais com três vítimas fatais- no caso era um policial que estava em atividade extra quando foi atingido. É deplorável, é lamentável para nós operadores da Segurança Pública”, afirmou o parlamentar.

De acordo com a fala do deputado Coronel Azevedo, não é a primeira vez que a governadora Fátima age desse jeito, pois houve a morte do sargento Hélio Silva e foi um silêncio total da governante. Disse ainda que quando da entrega do Plano Estadual de Segurança Pública cobrou, como representante da Assembleia Legislativa, um gesto da governadora em relação ao sargento.

“Diferente da governadora, o então Ministro André Mendonça colou na galeria dos heróis do Brasil, no Ministério da Justiça”, disse. O deputado lembrou ainda que um dos primeiros atos da chefe do Executivo foi batizar o prédio do histórico quartel da Salgadeira, hoje sede da Casa do Estudante com o nome de um ex-estudante que deixou os estudos para se transformar em militante do Partido Comunista, numa desonra e humilhação para a Polícia Militar.

Ainda em seu pronunciamento ele disse que na reforma da Polícia Militar a governadora retirou a isenção previdenciária dos casos de doenças incapacitantes, o que considerou uma discriminação.

Leave a Comment