Coronavírus: Eudiane busca medidas para evitar aumento abusivo do gás de cozinha

Preocupada com o aumento na procura por gás de cozinha durante o isolamento social em razão da pandemia do novo Coronavírus e da consequente possibilidade de alta artificial do preço da unidade comercializada no Rio Grande do Norte, a deputada Eudiane Macedo (Republicanos) manteve diálogo com representantes do Sindicato dos Revendedores Autorizados de Gás GLP (Singás-RN) e Procon’s estadual e municipal, buscando medidas para evitar o aumento abusivo do produto. A ação resultou na edição de uma recomendação conjunta aos depósitos para limitação da venda de uma única unidade do bojão de gás por consumidor.
 
Com isto, os órgãos de defesa do consumidor esperam evitar a escassez do produto e principalmente que se repita no RN aquilo que vem ocorrendo em outros estados do Brasil, aonde o gás vem sendo vendido por até R$ 120. O Singás garante que não há risco de faltar o produto e, portanto, não há necessidade de estocar.
 
“Através do diálogo, como acredito que deve sempre acontecer, foi feita uma recomendação assinada pelos dois órgãos de defesa dos direitos do consumidor limitando a compra a uma unidade por pessoa. A recomendação há de assegurar o abastecimento regular do gás de cozinha, evitando o aumento do preço e, principalmente, prejuízos ao trabalhador”, observa Eudiane.

Leave a Comment