CARREFOUR mais uma vez: Tia de funcionário morto em acidente no trabalho diz que ele não tinha experiência com empilhadeira

Fachada do supermercado Carrefour, no Limão, Zona Norte de São Paulo — Foto: Reprodução/Google Maps
Fachada do supermercado Carrefour, no Limão, Zona Norte de São Paulo — Foto: Reprodução/Google Maps

A tia do funcionário do hipermercado Carrefour do Limão, na Zona Norte de São Paulo, que morreu na tarde de domingo (25) após sofrer um acidente com uma empilhadeira diz que o sobrinho não “tinha preparo” para manusear o equipamento.

“Ele estava manuseando uma empilhadeira e ele sofreu esse acidente de trabalho, foi fazer uma curva e não conseguiu segurar o peso e a empilhadeira caiu por cima dele. Eu quis saber o motivo dele estar exercendo uma função que não era dele, manuseando uma empilhadeira sendo que ele não tinha nem preparo para aquilo, mas a gente não soube, não souberam explicar pra gente”, afirmou Vera Lúcia Silva.

Matheus Silva, de 20 anos, trabalhava como operador de loja, segundo informou a própria empresa. O acidente ocorreu por volta das 12h dentro de um galpão onde fica o estoque do supermercado após a empilhadeira cair sobre a vítima.

Durante a noite de domingo, a perícia esteve no local para apurar como foi o acidente.

Em nota, o Carrefour disse que, imediatamente após o acidente, a empresa prestou o atendimento inicial e acionou Corpo de Bombeiros e o SAMU. “O acesso à vítima e ao local do acidente ficou restrito à pedido da Polícia para a realização da perícia”, disse (leia a nota completa abaixo).

O hipermercado anunciou ainda que as operações foram suspensas na loja, que ficou fechada neste domingo (25), “em respeito aos familiares e colegas de trabalho do colaborador”.

Nota do Carrefour:

É com grande pesar que informamos o falecimento de um colaborador nosso na loja Limão, decorrente de um acidente na área de estoque com uma empilhadeira. O colaborador trabalhava como operador de loja. Imediatamente ao acidente, prestamos o atendimento inicial e acionamos o Corpo de Bombeiros e o SAMU. O acesso à vítima e ao local do acidente ficou restrito à pedido da Polícia para a realização da perícia. Em respeito aos familiares e colegas de trabalho do colaborador, as operações foram suspensas e a loja, fechada neste domingo. Estamos à disposição das autoridades para contribuir com as investigações. Neste momento de imensa dor, estamos em contato com a família, dando todo o suporte necessário e também apoio psicológico.

G1SP

Leave a Comment