Boris Johnson pede desculpas por participar de festa durante lockdown no Reino Unido

Boris Johnson pediu desculpas durante fala no parlamento nesta quarta-feira / AFP / PRU

O primeiro-ministro do Reino UnidoBoris Johnson, reconheceu em fala no Parlamento nesta quarta-feira, 12, que participou de uma festa organizada nos jardins de Downing Street em março de 2020, durante um dos períodos de confinamento mais severos da região por causa da Covid-19 no país. Ele alegou que passou cerca de 20 minutos no local para cumprimentar os presentes e disse que acreditava que a festa se tratava de uma reunião de trabalho. Em seu discurso, Johnson reconheceu que “as regras não estão sendo propriamente seguidas pelas pessoas que as fazem” e, sob exclamações de reprovação de parlamentares, pediu desculpas. “Eu sei que milhões de pessoas em todo esse país têm feito sacrifícios extremos nos últimos 18 meses, incapazes de viver o luto por seus parentes, de viver a vida da forma que eles querem e de fazer as coisas que eles amam”, afirmou.

As polêmicas em torno da participação de Boris na festa ocorreram após o canal privado ITV News contar que o secretário particular do primeiro-ministro, Martin Reynolds, enviou um e-mail a uma centena de funcionários, os convidando para aproveitar o bom tempo “depois de um período incrivelmente ocupado”, tomando “algumas bebidas com distanciamento social”. “Juntem-se a nós a partir das 18h e tragam suas próprias bebidas”, dizia a mensagem vazada para a imprensa, reacendendo um escândalo que o polêmico líder conservador esperava ter deixado para trás com o início do novo ano. A festa teria contado com a presença de Johnson e da sua mulher, Carrie, que deu à luz o primeiro filho do casal em abril daquele mesmo ano.

Jovem Pan

Leave a Comment