Ações do governo, violência contra mulher e crimes contra PMs pautam os deputados na ALRN

O deputado estadual Vivaldo Costa (PSD) declarou nesta terça-feira (13), na sessão ordinária da Assembleia Legislativa, que a governadora Fátima Bezerra (PT) já designou a criação de uma comissão para estudar a situação das estradas do Estado, e encontrar formas de conseguir recursos para garantir serviços de recuperação.
 
“Às vezes a estrada está tão estragada que não tem como fazer um simples tapa-buracos”, disse o deputado, criticando a forma como a oposição tem feito cobranças ao Governo. “A política é tão cruel que vemos pessoas sensatas querendo ocultar verdades”, afirmou Vivaldo, que ainda falou sobre a necessidade de um ramal para levar água de adutora em Caicó para a comunidade de Lajinhas, no mesmo município.
 
A deputada Cristiane Dantas (SDD) repercutiu em sua fala – no horário destinado aos deputados – a violência contra mulher, que voltou a ter evidência na mídia após divulgação nas redes sociais, do que aconteceu com a esposa de um DJ no Ceará. “A pandemia trouxe o agravamento dessa violência”, comentou a deputada, ressaltando a importância da Lei Maria da Penha, criada há 15 anos para proteger mulheres. “Temos a obrigação de impedir a violência”, disse Cristiane, alertando a população para denunciar quando presenciar casos em que a mulher é vítima de violência.
 
O deputado Coronel Azevedo (PSC) comentou sobre os últimos crimes registrados, tendo policiais militares como vítimas. O parlamentar cobrou do Estado, eficiência do programa ‘Pacto pela Vida’ em relação aos policiais. Ele ainda comentou em sua fala, a participação, em Brasília, do ato ‘pró-armas’, que levou à capital federal uma comitiva do Rio Grande do Norte.
 
Último orador no horário dos deputados, José Dias (PSDB) comentou pronunciamentos dos pares em relação a pleitos para o interior, e lembrou que no município de Umarizal, o projeto de saneamento está paralisado. Ele também falou sobre a CPI da Covid no RN.