Archive for novembro 29th, 2021

1,6 tonelada de cocaína apreendida no Porto de Natal estava camuflada em carga de gengibre

Fotos: divulgação/Polícia Federal

Uma ação conjunta entre a Polícia Federal e a Receita Federal resultou no final da tarde desta segunda-feira, 29/11, no Porto de Natal, na apreensão de aproximadamente 1,6 tonelada de cocaína que estavam camufladas numa carga de Gengibre que tinha como destino o porto de Rotterdam, na Holanda.

A apreensão é resultante da cooperação entre as duas instituições e de um trabalho ininterrupto, com uso de tecnologia, scanner, técnicas de análise, gerenciamento de risco e emprego de cães farejadores da PF.

Os tabletes da droga foram encontrados ocultos em várias caixas e logo após contabilizados seguiram para as formalidades de apreensão na Superintendência da Polícia Federal, onde ficarão recolhidos em depósito.

A PF agora vai instaurar inquérito policial buscando aprofundar as investigações e identificar os responsáveis por mais esta ação criminosa. Somente em 2021, a Polícia Federal já apreendeu 1,885 kg de cocaína no Rio Grande do Norte.

BG

Coronel Azevedo solicita regularização no abastecimento de água em Upanema

Com o objetivo de solucionar o problema no abastecimento de água de Upanema, região Sertão do Apodi, o deputado estadual Coronel Azevedo (PSC) protocolou requerimento solicitando regularização no abastecimento de água no município. O documento foi entregue à governadora, Fátima Bezerra, ao Secretário de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos, João Maria Cavalcanti, e ao diretor-presidente da Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern), Roberto Linhares.

“Os moradores do município de Upanema vêm sofrendo com a falta de abastecimento de água, sem nenhuma previsão de quando o problema será solucionado”, destacou.

Encerrando a solicitação, o deputado ainda frisou a importância do acesso a água como “indispensável para uma vida digna, e, em razão da sua essencialidade, deve ser ofertada de maneira contínua a todos os cidadãos. Principalmente nos dias atuais, que para combater o Covid-19, a higienização contínua se mostra fundamental”.

Resultado do Enem 2021 sairá em 11 de fevereiro, diz Inep

Informações foram apresentados pelo presidente do Inep, Danilo Dupas, durante coletiva de imprensa nesta segunda-feira, 29 / FÁTIMA MEIRA/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO – 29/11/2021

Os resultados do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) serão divulgados no dia 11 de fevereiro, informou o presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Danilo Dupas, durante coletiva de imprensa nesta segunda-feira, 29. Dupas também apresentou o balanço da edição 2021. Segundo o Inep, a segunda prova, aplicada no último domingo, 28, teve uma taxa de abstenção de 29,9%. No primeiro domingo de prova, 21 de novembro, 26% dos inscritos não compareceram. Para aqueles que tiveram problemas logísticos ou doenças infectocontagiosas e não participaram do exame, o período para solicitar reaplicação é de 29 de novembro a 3 de dezembro. Quem tiver a documentação aprovada terá a participação garantida na reaplicação do exame, que ocorrerá nos dias 9 e 16 de janeiro de 2022.

Na quarta-feira, 1º, será liberado o gabarito das provas. A nota do Enem, no entanto, não é calculada levando-se em conta somente o número de questões corretas. A correção das provas é feita usando a metodologia da Teoria de Resposta ao Item (TRI), em que o valor de cada questão varia conforme o percentual de acertos e erros dos estudantes naquele item. Por isso, não é possível calcular a nota final apenas contabilizando o número de erros e acertos em cada uma das provas. Dois candidatos que acertarem o mesmo número de questões podem ter pontuações diferentes. Sendo assim, o estudante só saberá sua nota final quando o resultado oficial sair, em 11 de fevereiro.

México descarta restrições e Reino Unido pode ‘voltar atrás com medidas’ se Ômicron for menos perigosa do que Delta

Obrador, presidente do México, descartou a imposição de qualquer restrição no país /Presidência do México/EFE

Indo na contramão de muitos países da Europa, América e Ásia, o presidente do México, Andrés Manuel López Obrador, descartou nesta segunda-feira, 29, fechar as fronteiras do país diante do surgimento da variante Ômicron. Ele apontou que não há qualquer evidência de que vacinas são menos eficazes do que a nova cepa do vírus e disse aguardar informações sólidas sobre a cepa. “Não, não temos esse prognóstico. Pensamos que fizemos muitos progressos na vacinação e que continuamos fazendo progressos. Vamos intensificar todo o programa de vacinação”, disse.

O político afirmou que não há razões para preocupação ou risco de acordo com relatórios de especialistas do país. Também nesta segunda-feira, o ministro da Saúde do Reino Unido, Sajid Javid, afirmou que se a variante “não for mais perigosa que a delta”, o país pode voltar atrás nas restrições aplicadas na última sexta-feira, 26.

Na Câmara dos Comuns, Javid disse que medidas como o uso obrigatório de máscaras em ambientes fechados e a exigência de todos os viajantes serem submetidos a um teste de PCR na chegada ao Reino Unido, que entram em vigor a partir desta terça-feira, 30, não ficariam em vigor “nem um dia a mais do que o necessário”. Até o momento, 11 casos da nova variante foram confirmados no Reino Unido, sendo cinco na Inglaterra e seis na Escócia. A expectativa do governo é de que este número aumente nos próximos dias. A nova cepa já foi detectada em todos os continentes e ainda é analisada por pesquisadores. Não há informações suficientes para determinar se ela escapa ou não aos imunizantes, mas dados preliminares da Organização Mundial da Saúde mostram que ela pode ter maior facilidade de disseminação com, possivelmente, sintomas mais leves.

Jovem Pan

Passageira vinda da África testa positivo para Covid-19 em Belo Horizonte e é monitorada

Segundo a prefeitura de BH, a mulher não foi vacinada contra a Covid-19 / SANDRO PEREIRA/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO

Uma mulher que esteve no Congo nas últimas semanas testou positivo para Covid-19 em Belo Horizonte, Minas Gerais, e está sendo monitorada pelas autoridades sanitárias. A informação foi confirmada à Jovem Pan pela prefeitura da capital mineira. A infectada, que é brasileira, esteve no Congo, na África, no dia 17 de novembro, passou pela Turquia, desembarcou em São Paulo no dia 20 e foi para Minas Gerais no mesmo dia. Os sintomas começaram no dia 22, sendo que a cidadã procurou atendimento apenas neste domingo, 28. Segundo a prefeitura, a mulher não foi vacinada contra a doença, mas fez um teste negativo da doença antes de embarcar no Congo.

A administração municipal afirmou ainda que foi solicitada a genotipagem do vírus para identificar se a passageira está com a variante Ômicron, sequenciada recentemente no continente africano. “A equipe da unidade realizou o atendimento conforme os protocolos, comunicou ao Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde (CIEVS), solicitou teste rápido, com resultado positivo, sendo solicitada a realização de genotipagem do vírus”, diz nota da prefeitura. O governo do prefeito Alexandre Kalil (PSD) diz que “segue realizando o acompanhamento permanente da situação” e voltou a recomendar medidas sanitárias como uso de máscaras e evitar aglomerações.

Jovem Pan

Ezequiel solicita perfuração de poços em cidades da região do Mato Grande

O presidente da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, deputado Ezequiel Ferreira, apresentou uma série de requerimentos em favor de municípios da região do Mato Grande. A atuação do parlamentar visa amenizar problemas hídricos vivenciados pelas cidades que passam por situação de desabastecimento.

O parlamentar solicitou a perfuração e instalação de poços tubulares nos municípios de Pedra Grande, Jandaíra, Touros e Taipu. O objetivo é amparar o homem do campo, que vem sofrendo com as longas estiagens. Com isso, o deputado espera prevenir possíveis problemas que possam surgir diante da possibilidade de um colapso no abastecimento destas cidades.

Ezequiel justifica que a pluviosidade recente não foi suficiente para recuperação dos prejuízos causados pela seca, tampouco para o abastecimento dos reservatórios no interior, reforçando a necessidade de providências urgentes no sentido de auxiliar a população que sofre com a falta d’água.

Os requerimentos foram encaminhados para a governadora Fátima Bezerra (PT) e ao secretário estadual do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos, João Maria Cavalcanti.

Campanha “Lenço Solidário” é encerrada em Ato Solene da ALRN

A Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte encerrou nesta segunda-feira (29) a Campanha “Lenço Solidário”, iniciado no mês de outubro. Em Ato Solene realizada em Mossoró, o deputado Kelps Lima (SDD), propositor do evento, entregou lenços a mulheres que enfrentam o câncer e que sofrem com a queda de cabelo.
 
“A entrega desses lenços é simbólica. Representa muito para as mulheres em tratamento, mas muito mais para todos nós que fazemos essa campanha”, contou Kelps Lima ao  lembrar que outras ações também estão sendo realizadas pelo seu mandato no combate ao Câncer.  “Temos buscado realizar outras ações, como a destinação de emendas para combater essa doença em Mossoró. Essa é uma grande preocupação do nosso mandato”, ressaltou o deputado ao abrir os trabalhos.
 
Anfitrião da tarde, o vereador e presidente da Câmara Municipal de Mossoró, Lawrence Amorim (SDD), agradeceu a realização do evento no município. “Essa campanha busca levar, através desse gesto simbólico, um acalento a essas mulheres. Que essa campanha possa durar por muitos anos. Um gesto simples, solidário e muito importante”, ressaltou.
 
Além da entrega de lenços, onze pessoas foram homenageadas por seus trabalhos prestados à sociedade e aos pacientes com câncer. “Nada é mais sublime do que ter empatia pela dor das pessoas e é sobre isso que a Campanha ‘Lenço Solidário’ vem falar”, destacou Luciana Bezerra – coordenadora da Campanha.
 
Em nome dos homenageados, Bianca Fernandes de Negreiros, destacou a importância das pessoas participarem de campanhas onde o bem é levado ao próximo. “O meu coração se enche de amor e gratidão por saber que existem pessoas que se importam e levam amor para outras pessoas, como essa equipe. Fazer parte disso tudo é mágico. Saio dessa muito maior que entrei”, agradeceu.
 
Presente à solenidade, a paciente Débora Deyse Mendonça do Nascimento, emocionou os presentes ao contar um pouco da sua história de luta contra o câncer de mama. “Todo lado ruim tem algo bom que podemos tirar. Independente do que estejamos passando, precisamos aprender a nos amar. Mesmo perdendo o cabelo, o que importa é que ainda temos uma vida para ser vivida. É preciso entender que temos um câncer, mas ele não pode nos ter”, emocionou-se.
 
A Campanha “Lenço Solidário” é um projeto encabeçado pelo partido Solidariedade Mulher e tem como principal objetivo arrecadar lenços para as mulheres que não se sentem à vontade com a perda de cabelo, durante o tratamento contra o câncer.
 
Desde que foi instituída, em 2015, a Campanha “Lenço Solidário” já arrecadou mais de dez mil lenços e em 2021 mais de 600 mulheres com câncer foram agraciadas com lenços oriundos da campanha.
 
“Primeira sessão Solene do partido em Mossoró e não poderia ser mais simbólica por essa ser uma luta permanente na cidade no combate ao Câncer. Saio daqui muito feliz em contribuir com essa causa”, resumiu Kelps Lima ao finalizar o evento.
 
Participaram do evento  Kelps Lima – deputado estadual, Lawrence Amorim –  presidente da Câmara Municipal de Mossoró, Luciana Bezerra – coordenadora da Campanha “Lenço Solidário”, Breno Queiroga – secretário de relações institucionais de Mossoró,  Cinthia Pinheiro – primeira dama de Mossoró, Débora Deyse Mendonça do Nascimento –  representante dos homenageados, Liduina Oliveira Monte – representante da Liga de Combate aos Estudos e Combate ao Câncer de Mossoró, Paulo Higor – vereador e Wigines do Gás – vereador. Além de pessoas em tratamento e seus familiares.
 
No final da solenidade uma apresentação dos alunos da Escola das Artes de Mossoró foi realizada.
 
 Homenageados
 
Anna Alves de Oliveira
Bianca Fernandes de Negreiros
Daniel Maria de Oliveira
Irene Macedo de Oliveira
Luiz Guilherme de Oliveira Fernandes
Maria da Conceição Brito dos Santos
Maria Helena de Freitas
Maria Solange dos Santos Costa
Marly do Nascimento Oliveira
Paulo Afonso Linhares
Gerlucia Maria de Moura Silva
 
A Sessão Solene, proposta pelo deputado Kelps Lima, foi realizada na Câmara Municipal de Mossoró.

Isolda Dantas requer destacamento policial em comunidade de Apodi

A deputada estadual Isolda Dantas (PT) apresentou requerimento, na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, solicitando ao Governo do Estado a instalação de unidade de destacamento policial junto à comunidade de Santa Rosa, situada na zona rural do município de Apodi. De acordo com a deputada, inúmeros relatos atestam o aumento da ocorrência de furtos junto à comunidade.

“Em outra oportunidade havíamos registrado a precariedade das viaturas policiais existentes no município, bem como a diminuição de policiamento e, ainda, que tais fatores geram sentimento de insegurança aos cidadãos e cidadãs, em razão da relativa desassistência de policiamento ordinário”, destaca a parlamentar.

“Considerando que o Governo do Estado centra, nas ações de segurança pública, na criação e implementação de projetos de reestruturação desta área, entendemos conveniente proceder ao registro das demandas oriundas da comunidade de Santa Rosa, para que sejam atendidas com urgência”, completa.

Natal faz parte do grupo logístico de esquema criminoso internacional

Foto reproduzida do BG

No esquema específico comandado pelo ex-major da Polícia Militar, o crime se organiza em três grandes grupos: “Márcio Cristo” e “Zoio”, com ações em Paranaguá-PR e “Logístico”, em São Paulo. A capital potiguar faria parte de um subgrupo vinculado ao “Logístico”, intitulado “Barcos Natal” e “Frutas Nordeste”, que inclui ainda cidades como Juazeiro (BA) e Petrolina (PE).

No caso do “Logístico”, o papel desse grupo seria receber, armazenar e transportar para os grupos que atuam diretamente na exportação da cocaína, como o caso de Natal.

O Grupo Barcos Natal, por exemplo, segundo dois processos da Justiça Federal aos quais a TN teve acesso, “trata-se de grupo especializado na reforma de embarcação para ocultação de grandes carregamentos de cocaína em viagens transoceânicas”, disse.

Esse grupo, segundo a denúncia, seria chefiado por Lenildo Marcos da Silva, o “Cabeça”, sendo diretamente ligado ao Major Carvalho. A Justiça afirma que três embarcações foram reformadas na Rua Chile, na Ribeira, zona Leste de Natal. Entre elas estaria a “Wood”, embarcação que foi apreendida em águas internacionais com 1.100 kg de cocaína nas proximidades de Cabo Verde em maio de 2019. O pesqueiro, foi encontrado a aproximadamente 280 milhas náuticas da Cidade da Praia, em Cabo Verde. Seis dos sete tripulantes eram do Rio Grande do Norte. Eles partiram de Jaboatão dos Guararapes (PE) e o barco era inscrito na Capitania dos Portos do RN.

Neste caso específico, a técnica utilizada pelo grupo é a “Pescaria”, que consiste no transporte da droga em lanchas e/ou içamento para navios. No processo, a Polícia Federal cita que o carregamento da droga foi transportado por um helicóptero branco e azul “que lançou a carga ao mar a cerca de 50 milhas náuticas da costa de Pernambuco já acondicionada nos sacos”.

Nos tabletes de cocaína haviam adesivos com as marcas da Louis Vitton, marca de bolsas, e do clube espanhol Real Madrid.

Além da “Wood”, as embarcações “Myomar” e “Dorada” também faziam parte do esquema e foram adquiridas por uma empresa fictícia intitulada “Alves Embarcações”.

Leia a notícia completa aqui na Tribuna do Norte. /BG

Bolsonaro deve assinar filiação ao PL nesta terça-feira

Eleições 2022: Bolsonaro preside, Centrão governa e comanda a campanha de  reeleição | VEJA
Da Internet

O presidente Jair Bolsonaro deve assinar a filiação ao Partido Liberal (PL) nesta terça-feira, 30. Neste domingo, o partido iniciou credenciamento para o evento, marcado para as 9h. Essa é a segunda vez que a legenda marca uma data para a filiação do mandatário. Inicialmente, a celebração ia acontecer em 22 de novembro, mas a data precisou ser remarcada porque Bolsonaro não estava satisfeito com alguns apoios que o partido ia fazer em candidaturas estaduais. No entanto, ele já confirmou que as divergências foram solucionadas. O deputado Vitor Hugo, líder do PSL na Câmara, partido que elegeu Bolsonaro em 2018, diz que a filiação do presidente na nova sigla é fundamental para definir os rumos das  em 2022.

“Há um afastamento em uma grande parte da bancada federal, incluindo a liderança do PSL e a cúpula do partido, que decidiu fazer essa fusão. Não vou ficar em um partido que quer defender, fortalecer, estruturar uma terceira via no que diz respeito ao Palácio do Planalto”, afirmou Vitor Hugo, que admite conversas com o PL e prevê a migração de pelo menos 30 deputados do PSL para a sigla. “Pode ser que algum deputado federal que apoie o presidente acabe indo para um partido, que não o PL, para ajudar a construir essa nova bancada de deputados e senadores.”

“Queremos que tenha o maior número possível para que já comece o novo mandato do presidente com uma base consolidada e com facilidade para avançar nas pautas tão importantes que temos”, disse Vitor Hugo. Ele também afirma que está à disposição para disputar uma vaga no Senado Federal, assim como ao governo de Goiás. “Sou um soldado do projeto de consolidação da direita no Brasil. E, hoje, o nosso general é o presidente Bolsonaro. E o principal projeto nosso é a reeleição dele, para que o país siga. E a gente espera que siga pelos próximos 100, 150 anos tendo presidentes de direitas eleitos e reeleitos”, completou.

*Com informações da repórter Iasmin Costa

Jovem Pan

A COVID ACABOU? Claudia Leitte faz “carnaval fora de época” com multidão em SP

FOTO REPRODUÇÃO

A festa chamada Blow Out foi realizada no estacionamento do Espaço das Américas, na capital paulista, e marcou a volta da artista aos trios-elétricos, pois a mesma ficou sem fazer shows durante a pandemia.
– Nessa quarentena, nesse período louco que a gente está vivendo, tive a certeza absoluta de que eu nunca tinha ficado tanto tempo longe dos palcos na minha vida toda. Sempre tive um palco. Foi muito complicado para mim.

Eu amo fazer show. Amo ver as pessoas felizes. Amo encontrar as pessoas. A minha inspiração vem muito disso – declarou a cantora à Revista Quem. No entanto, o evento foi amplamente criticado nas redes sociais, sendo apontado como hipocrisia. Sobretudo porque a classe artística é a principal defensora do #fiqueemcasa, ao passo que critica fortemente o governo Bolsonaro.

– Acabou a Pandemia em SP? Essa é a Turma que grita “Bozo Genocida” e que finge ter empatia com as vítimas da Covid-19…- escreveu uma internauta.
– Será que o Sr. João Doria vai multar a Cláudia Leite que colocou o trio elétrico na rua? Vão liberar o carnaval e depois fechar tudo de novo para quebrar a economia. Vão nos obrigar a usar máscaras. Vão nos prender em casa – comentou outro, em alusão às multas já direcionadas ao presidente Jair Bolsonaro por não usar máscara em seus encontros com apoiadores.

Sabe-se que fãs da cantora de várias partes do Brasil foram a São Paulo para o evento. Nas imagens, é possível notar o grande número de pessoas, sem nenhum distanciamento, o que é comum em shows com trios-elétricos.


pleno.news

Entrada de Moro na corrida pela Presidência vai mudar planos da campanha de Ciro; entenda

Aliados de Ciro querem que o candidato do PDT se fortaleça como líder do ‘segundo pelotão’ dos candidatos, atrás de Lula e Bolsonaro / Roberto Casimiro/Estadão Conteúdo

A filiação de Sergio Moro ao Podemos e seu desempenho nas pesquisas divulgadas nas duas últimas semanas causarão pequenas mudanças na campanha de Ciro Gomes, candidato do PDT à Presidência da República. Aliados do pedetista querem que o nome do ex-ministro se consolide como a alternativa mais viável da chamada terceira via, com condições de competir com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o presidente Jair Bolsonaro, que aparecem na primeira e segunda colocação, respectivamente, das pesquisas de intenção de voto.

Auxiliares e interlocutores de Ciro avaliam que, em um primeiro momento, Moro deve capturar votos de eleitores que escolheram Bolsonaro em 2018, mas estão arrependidos e rejeitam o atual governo. Ocorre que o pedetista também vinha buscando apoio da centro-direita. Um dos coordenadores da campanha lembra de um vídeo publicado pelo candidato do PDT em junho deste ano, no qual o ex-ministro da Integração Nacional dizia que a Bíblia e a Constituição “não são livros conflitantes”. “Se observamos bem, veremos que ideias centrais do cristianismo inspiram a vida de todos nós que lutamos por um Brasil melhor”, escreveu na legenda da publicação.

Até aqui, Ciro vinha focando suas críticas aos governos do PT, em Lula e em Bolsonaro. Agora, o nome de Moro entra no radar do pedetista. O entorno do presidenciável do PDT sabe que a pauta anticorrupção é um ativo de Moro, mas aposta que o ex-juiz da Operação Lava Jato perderá popularidade nos próximos meses por dois motivos: a falta de experiência política e a ausência de um plano de governo robusto. A interlocutores, Ciro costuma dizer que, diferentemente do pleito de 2018, marcado pelo sentimento antissistema, o eleitor buscará candidatos preparados – Moro, segundo o seu raciocínio, não conhece as particularidades do “drama do brasileiro”.

Jovem Pan