Archive for novembro 9th, 2021

Com 323 votos a favor e 172 contra, Câmara aprova PEC dos Precatórios; texto segue para o Senado

Votação da PEC dos Precatórios foi concluída na madrugada desta quarta-feira, 10 / Najara Araujo/Câmara dos Deputados

Em uma vitória do governo Bolsonaro, a Câmara dos Deputados aprovou, por 323 votos a 172, a PEC dos Precatórios, proposta que adia o pagamento das dívidas da União reconhecidas pela Justiça, altera a regra do teto de gastos e abre espaço fiscal para viabilizar o Auxílio Brasil, que substituirá o Bolsa Família. A votação foi iniciada na tarde da terça-feira, 9, e concluída ainda à noite. Agora, o texto passa por votação de destaques, alterações pontuais, e depois segue para o Senado, onde também precisará ser aprovado em dois turnos. Por se tratar de uma emenda à Constituição, será necessário o apoio de, no mínimo, 49 senadores.

O governo montou uma força-tarefa e monitorava cada um dos votos para evitar uma derrota do Palácio do Planalto. Como a Jovem Pan mostrou, líderes governistas esperavam ter 320 votos favoráveis ao texto, relatado pelo deputado federal Hugo Motta (Republicanos-PB).

Na votação em primeiro turno, a proposta teve o apoio de 312 parlamentares, quatro acima do necessário. Com a reversão de votos no PSB e no PDT, siglas de oposição, as lideranças governistas passaram a mapear a situação nos partidos de centro, como o MDB, por exemplo, partido representado por 34 deputados.

Jovem Pan

CPI da Arena recebe presidente de empresa responsável pelo contrato de construção

Crédito da Foto: João Gilberto

A reunião ordinária da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Arena das Dunas, realizada na tarde desta terça-feira (9), na Assembleia Legislativa do RN, recebeu, como testemunha, Álvaro Fernandes Cardoso da Cunha, atual presidente da empresa “Valora”, responsável pelo edital e contrato de construção da Arena. Na ocasião, Álvaro da Cunha disse não ter conhecimento sobre nenhum questionamento dos parlamentares.

Relatora da comissão, Isolda Dantas (PT) iniciou sua fala esclarecendo que “foi através do depoimento do ex-secretário Demétrio Torres que se identificou a presença da Valora no processo de contratação e execução dessa obra muito questionável e de custo altíssimo para o RN”.

Ainda segundo a deputada, a elaboração do contrato e do edital foi feita de forma dialogada e com apoio de uma assessoria externa ao governo estadual – a empresa Valora. 

“As informações a respeito desse assunto estão um pouco truncadas, e nós identificamos que a Valora foi uma das empresas que fez parte desse processo. Então, eu lhe pergunto: qual foi o papel exercido pela sua empresa na elaboração do contrato e edital da PPP da Arena?”, indagou Isolda.

Álvaro da Cunha respondeu que desconhece os fatos anteriores à sua gestão, pois só ingressou na empresa em junho de 2017. “Eu não tenho conhecimento a respeito do que acontecia na época. Pelo que eu soube, a Valora prestava serviços de modelagem econômico-financeira. Eu não sei nada sobre elaboração de edital”, disse o presidente.

Isolda Dantas acrescentou que existe uma ação no Tribunal de Contas do Estado do RN (TCE-RN) acerca do contrato firmado entre a Valora e o Governo do Estado, com uma indicação de ressarcimento ao erário de R$ 3 milhões, porque as contas não foram aprovadas pelo TCE, e indagou quanto tempo durou e qual era o objetivo do contrato, mas Álvaro da Cunha não soube responder.

“O objetivo desta reunião seria a Valora nos dizer como se deu o processo de construção desse contrato, e me deixa muito surpresa o senhor não saber, porque não foi um contrato qualquer. E, inclusive, quando o TCE decidir em definitivo, é o senhor quem vai responder. Por isso essas perguntas eram bastante pertinentes”, disse a deputada.

Em seguida, o Subtenente Eliabe (SDD) se posicionou ao lado de Isolda, no sentido de que “a empresa é um CNPJ, então as ações que foram cometidas no passado permanecem ligadas a ela até os dias de hoje. Mesmo a testemunha tendo entrado apenas em 2017, ela deveria ter conhecimento dos fatos antigos. A CPI aqui tem uma finalidade, mas eu sei que há outros procedimentos instaurados na Justiça, então não tenho mais questionamentos a fazer”, concluiu.

Segundo o presidente interino da CPI, Tomba Farias (PSDB), tudo será esclarecido em breve, já que a situação está judicializada. “Esse é um processo que já corre na Justiça, e já houve várias decisões, mudanças na lei, então se tiver alguém que errou, vai responder”, disse.

Ao final da sessão, Isolda sugeriu uma reunião administrativa, com a presença do presidente titular da CPI, o deputado Coronel Azevedo (PSC), a fim de decidir os depoimentos da semana seguinte. A próxima reunião ordinária ocorrerá na terça-feira (16), no horário regimental, às 14h30.

Secretaria de Segurança do RN anuncia exoneração de servidor preso por disparos de arma de fogo e ameaça contra vizinhos

Marcas de tiros que teriam sido disparados pelo coordenador da Secretaria de Segurança do RN contra vizinhos  — Foto: Cedida
Marcas de tiros que teriam sido disparados pelo coordenador da Secretaria de Segurança do RN contra vizinhos — Foto: Cedida

A Secretaria Segurança Pública e Defesa Social do Rio Grande do Norte (Sesed) confirmou, no início da tarde desta terça-feira (9), a exoneração do coordenador de Análises Criminais da pasta, Ivênio Hermes.

A exoneração ainda não foi publicada no Diário Oficial do Estado.

Ivênio foi preso na noite dessa segunda-feira (8) por disparos de arma de fogo e ameaça contra uma família em uma casa na avenida Praia de Pirangi, em Ponta Negra, Zona Sul de Natal.

“Todas as medidas foram adotadas, a partir do atendimento à ocorrência, assegurando a transparência e amplo direito legal às partes envolvidas”, informou a Sesed.

A confusão aconteceu com um dos vizinhos do ex-coordenador. O uruguaio Pablo Sanchez é instrutor de surf, casado e pai de três filhos, de 13 anos, 9 anos e um bebê de um ano e quatro meses.

A vítima contou que os filhos estavam sendo acusados de tocar a campainha da casa de Ivênio Hermes repetidas vezes e que o coordenador teria se irritado com as crianças.

O homem disse que foi à casa do coordenador da Sesed para dizer que não eram os filhos dele quem estava fazendo aquilo, mas provavelmente outras crianças da rua. Porém Ivênio teria começado a bater boca com o pai das crianças, pegou uma arma e seguiu a família até a casa dela, onde realizou pelo menos seis disparos.

“Passaram pela frente de uma casa e um vizinho achou que tinham tocado a campainha dele, mas o fato não condiz, porque meus filhos vinham com as duas mãos ocupadas com sacolas e meus filhos são muito respeitosos. Quando chegaram em casa, me falaram que um vizinho tinha ameaçado eles. Fui tomar satisfação, ele me xingou eu o xinguei e ele ameaçou a gente. Nunca imaginei que ele iria atrás da gente”, contou o instrutor.

Fotos feitas pelo uruguaio mostram as marcas dos tiros e a Polícia Militar recolheu quatro projéteis de pistola na casa da vítima. O homem contou em depoimento que o coordenador atirou nele e nos filhos.

Apesar das cápsulas de pistola, ao ser detido pelo 5º Batalhão da PM, Ivênio apresentou um revólver na delegacia, que foi apreendido. O coordenador é casado com uma policial civil, que esteve com o marido na delegacia.

Ivênio não deu declarações à imprensa, sequer por meio de sua defesa. Em versão registrada pela Polícia Militar e relatada no boletim de ocorrência, Ivênio disse que teria sido ameaçado pelo vizinho.

G1RN

STF tem quatro votos a favor da suspensão do ‘orçamento secreto’

Ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal, é relatora do caso do ‘orçamento secreto’ / GABRIELA BILó/ESTADÃO CONTEÚDO

Quatro ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) votaram a favor da suspensão do pagamento das emendas do chamado “orçamento secreto” do Congresso Nacional. Diferentemente das emendas individuais de deputados e senadores, elas não seguem critérios usuais de transparência e são definidas com base em acertos informais entre o Palácio do Planalto e parlamentares aliados. A oposição denuncia a prática e afirma que o governo Bolsonaro tem utilizado este dispositivo para comprar votos. Até o momento, Luís Roberto BarrosoEdson Fachin e Cármen Lúcia seguiram o entendimento da ministra Rosa Weber, relatora do caso, que interrompeu o repasse dos recursos na sexta-feira, 5. Ainda faltam os votos dos ministros Alexandre de MoraesGilmar MendesNunes MarquesRicardo LewandowskiDias Toffoli e Luiz Fux, presidente da Corte.

O julgamento, que ocorre no plenário virtual, foi iniciado à meia-noite desta terça-feira, 8, e vai até às 23h59 da quarta-feira, 10. Na liminar concedida na sexta-feira, a ministra Rosa Weber afirmou que “há uma duplicidade de regimes de execução das emendas parlamentares”. “Isso porque, enquanto as emendas individuais e de bancada vinculam o autor da emenda ao beneficiário das despesas, tornando claras e verificáveis a origem e a destinação do dinheiro gasto, as emendas do relator operam com base na ocultação dos congressistas requerentes da despesa por meio do estratagema da rubrica RP 9, que atribui todas as despesas nela previstas, indiscriminadamente, à pessoal do relator-geral do orçamento, que atua como figura interposta entre grupo de parlamentares incógnitos e o orçamento público federal. Por essa razão, as emendas do relator, conforme noticiam as matérias jornalísticas produzidas nos autos, receberam a denominação de ‘orçamento secreto’, ‘orçamento paralelo’ ou ‘superpoderes do relator’, considerado estarem sujeitas a regime operacional sem transparência e de reduzida capacidade de fiscalização institucional e popular”, justificou.

Jovem Pan

Governo conta com 320 votos para aprovar PEC dos Precatórios em segundo turno

Michel Jesus/Câmara dos Deputados

A articulação política do governo Bolsonaro estima ter 320 votos para aprovar a PEC dos Precatórios em segundo turno. A votação ocorrerá nesta terça-feira, 9, na Câmara dos Deputados. No primeiro turno, a proposta foi aprovada com 312 votos, quatro a mais do que o necessário. O Palácio do Planalto espera ter a maioria dos votos dos 57 parlamentares ausentes na primeira votação, mas sabe que a oposição trabalha para reverter os 25 votos dados ao texto, que adia o pagamento das dívidas da União reconhecidas pela Justiça, altera a regra do teto de gastos e viabiliza o pagamento do Auxílio Brasil. Às 11h39, 279 deputados haviam registrado presença no plenário.

“A expectativa para o segundo turno é melhor, porque na semana passada tínhamos muitos deputados viajando e era a primeira semana de retorno depois do fim do regime de votação no sistema remoto. Hoje o quórum será maior. A expectativa, segundo nossa tabela, é ter 320 votos”, disse à Jovem Pan o deputado federal Sanderson (PSL-RS), um dos vice-líderes do governo na Câmara. Em razão da resistência ao texto, o parlamentar avalia que a votação deve atravessar o dia e ser finalizada na madrugada da quarta-feira, 10. “Hoje vamos votar os destaques e o segundo turno. Trabalhamos com esse cenário, mas sabemos que vai haver obstrução na votação dos destaques e do mérito. Vamos enfrentar. Para aprovar em primeiro turno, fomos até 2h, hoje vamos noite adentro”, acrescentou.

Jovem Pan

Educação e turismo pautam líderes da Assembleia Legislativa

Projetos voltados para educação e investimentos em infraestrutura e turismo estiveram na pauta dos discursos dos líderes durante sessão plenária desta terça-feira (09) na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte. 

Primeiro a se pronunciar, o deputado estadual Francisco do PT, líder do Governo na Assembleia, relatou recente reunião que participou na Casa Civil com uma comissão de professores do Instituto Kennedy. No encontro, os profissionais apresentaram pleitos pela correção do que consideram uma “distorção, que implica em perda de vencimentos desde 2014”. 

Francisco apresentou solicitação para que o Executivo envie a Assembleia Projeto de Lei que acabe com estes prejuízos financeiros sofridos por professores aposentados pelo Kenedy. “Não implica necessariamente em impactos financeiros ao Estado. Corrige um direito aos vencimentos com acréscimo de 100% pelo trabalho desenvolvido na docência no ensino superior e repara prejuízo financeiro sofrido pelos docentes no ato de suas aposentadorias desde 2014”, disse o parlamentar.

Em seguida, o deputado estadual José Dias (PSDB) cobrou a construção de uma ponte ligando os municípios de Macaíba e São Gonçalo do Amarante. O investimento, na opinião do tucano, fortaleceria o turismo religioso do Estado a partir do momento em que facilitaria o acesso ao Santuário dos Mártires. 

“O local se transformaria em um grande centro de peregrinação. Ou seja, além do aspecto de reverenciarmos os Protomártires, criaríamos um núcleo de turismo religioso de grande importância para o Estado”, disse José Dias. O parlamentar ainda sugeriu que a obra fosse incluída como prioridade no orçamento.

Nelter Queiroz solicita investimentos na rede pública de Saúde

O recente caso de um idoso que procurou atendimento na rede estadual de saúde e que foi a óbito sem conseguir assistência médica foi o tema do pronunciamento do deputado Nelter Queiroz (MDB) na sessão plenária híbrida desta terça-feira (9). O parlamentar fez um apelo para que o governo priorize a pasta da Saúde.
 
“Venho acompanhando os problemas na saúde pública do RN e no último final de semana tivemos um vídeo que tomou conta nas redes sociais de um comerciante do bairro Mãe Luiza, que procurou o Hospital Walfredo Gurgel infartado e foi negado o atendimento. Muitas  pessoas já faleceram na pandemia, outras estão em casa com sequelas, morrendo ‘à míngua’ por falta de apoio do governo que abandonou as pessoas mais simples”, criticou o parlamentar.
 
Nelter disse que recebeu informações de que o salário dos médicos intensivistas não está em dia. “Faço um apelo para o governo colocar em dia o salário dos médicos da UTI. Os médicos do Walfredo Gurgel estão há cinco meses com atraso e paralisaram o atendimento”, destacou.
 
O deputado também apresentou voto de pesar pelo falecimento do amigo Francisco de Assis da Silva, que residia na Serra de João do Vale.

Presidente da Assembleia Legislativa garante apoio à Sadef-RN

Crédito da Foto: João Gilberto

A diretoria da Sociedade Amigos do Deficiente Físico do Estado (Sadef-RN) esteve na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte nesta terça-feira (09) para reunião com o presidente da Casa, deputado Ezequiel Ferreira (PSDB). Na oportunidade, o parlamentar garantiu apoio a ações apresentadas pela entidade.

“A Sadef faz um belíssimo trabalho há anos no nosso Estado. É uma referência para todo o Brasil pelos resultados que tem conquistado. Quando esta entidade participa de uma competição, está não apenas representando o Brasil como a todos nós do Rio Grande do Norte. Então, precisa ter o reconhecimento do nosso Estado”, disse Ezequiel Ferreira durante o encontro.

Na pauta principal da reunião, a Sadef solicitou apoio da Assembleia Legislativa na busca pela manutenção de um convênio com a Companhia de Águas e Esgotos do Estado (Caern). Além disso, a instituição apresentou projetos na busca por incluir o Legislativo entre seus parceiros permanentes.

Segundo o vice-presidente da Sadef, Dário Gomes – já eleito para dirigir a instituição a partir de janeiro -, a parceria com a Caern já dura 18 anos. Mas, agora a estatal apresentou uma proposta para alterar o formato deste apoio.

Também presente no encontro, o vereador de Natal, Tércio Tinôco (PP) – que é ex-presidente da Sadef-RN -, enfatizou que a contribuição da Caern a entidade representa pouco diante da arrecadação da mesma. “Além disso, a marca da Companhia está presente em todas as nossas ações, todos os projetos, veículos de comunicação”, disse o vereador, enfatizando a realização do Praia Natal Inclusiva, que leva acessibilidade a praia de Ponta Negra e, em breve, também acontecerá na Redinha.

Atleta paralímpico que esteve nos jogos de Tóquio este ano, Júnior França fez um relato de como esta situação prejudica a preparação para as competições. “Ficamos todos preocupados se teremos técnico no próximo ano, ou se vamos ter passagens para participar dos campeonatos. Muitos já deixaram de ir por não ter como viajar. E para manter a bolsa atleta, por exemplo, é preciso ficar entre os três principais atletas do país nestas competições”, desabafou.

Além dos nomes já citados, também estiveram na reunião Johantonny de Souza, eleito vice-presidente da Sadef-RN, Ana Raquel Lins, atleta paralímpica, Carlos William, técnico da Sadef-RN, e Fernando Rezende, diretor geral da Presidência da Assembleia.

Sindicância vai apurar morte de paciente que morreu de infarto sem atendimento no Walfredo Gurgel

Adriano Abreu/Tribuna do Norte

A Secretaria Estadual de Saúde abriu uma sindicância para apurar as circunstâncias do atendimento médico ao comerciante José Willams da Rocha, de 56 anos, no Hospital Walfredo Gurgel. José Willams procurou o Hospital Municipal de Natal e o Walfredo Gurgel com dores no peito, mas não foi atendido e morreu pouco depois no Hospital dos Pescadores. A família do comerciante suspeita que a falta de atendimento foi determinante para o falecimento. O médico Flávio Siqueira Gomes, que o atendeu no Hospital dos Pescadores, após o atendimento negado no Walfredo, disse que a demora diminuiu as possibilidades de sobrevivência do paciente.

O comerciante José Willams da Rocha, de 56 anos, começou a sentir fortes dores no peito na tarde de sexta-feira (5), na loja de material de construção onde trabalhava há nove anos, no bairro de Mãe Luíza, zona Leste de Natal. Ele atendia o sobrinho Severino quando começou a passar mal dentro do estabelecimento. Tonto, foi ao banheiro, lavou o rosto e na saída pediu a Severino que o levasse para o hospital. Primeiro, os dois foram até o Hospital Municipal de Natal, mas José não foi atendido devido ao perfil de referência pediátrica e ortopédica daquela unidade e recebeu orientação para procurar outro centro.

Leia a notícia completa aqui na Tribuna do Norte.

BG

Homem mata ex-mulher a tiros na frente dos filhos e tenta se suicidar no interior do RN

Foto: Reprodução / Arquivo da Família

Um homem matou a ex-mulher a tiros e tentou se matar em seguida, na cidade de Parelhas, no interior do estado. O crime aconteceu na noite desta segunda-feira (8). De acordo com familiares da vítima, o homem não aceitava o fim do relacionamento.

Segundo a Polícia Militar, os dois filhos da vítima estavam em casa e presenciaram o crime.

Maria Procicleide de Macena e Silva, de 40 anos, era conhecida como “Kika” e estava separada do marido há cerca de um ano, segundo familiares. Por volta das 22h50 policiais militares faziam patrulhamento de rotina no bairro Dinarte Mariz e escutaram os tiros. A PM informou que um dos filhos dela ao ver o carro da polícia pediu ajuda informando que o padrasto havia atirado na mãe.

De acordo com a PM, o ex-marido foi até a residência onde eles moravam e fez cerca de 4 disparos usando um revólver calibre 38. Após atirar na ex-mulher, o homem tentou se matar com um tiro no pescoço.

O Samu foi acionado, mas Maria já estava morta. O homem foi socorrido para o hospital da cidade e em seguida transferido para o hospital Walfredo Gurgel, em Natal.

Maria tinha dois filhos, um deles de outro relacionamento. Ambos estavam em casa no momento do crime.

De acordo com a Polícia Militar, familiares da vítima contaram que o homem não aceitava o fim do relacionamento e que eles já tinham orientado Maria a procurar a delegacia para denunciá-lo.

O revólver calibre 38 com as 5 cápsulas deflagradas foi recolhido pelo Itep. O caso será investigado pela Polícia Civil.

G1RN

Preço médio da gasolina sobe pela 5ª semana; postos cobram até R$ 7,99

Foto: Marcelo Camargo / Agência Brasil

O preço médio da gasolina no país subiu pela quinta semana consecutiva. O valor nos postos passou de R$ 6,562, há duas semanas, para R$ 6,710.

No Rio Grande do Sul, o litro já é vendido a R$ 7,99, maior valor médio registrado no Brasil, segundo levantamento da Agência Nacional do Petróleo (ANP). Em seguida, aparecem Minas Gerais (R$ 7,599), Distrito Federal (R$ 7,499) e Pernambuco (R$ 7,439), com as maiores altas.

Os dados da ANP mostram que, além da gasolina, diesel e gás de botijão (GLP) também viram preços aumentar na última semana.

O valor do diesel subiu 2,45% nas últimas duas semanas. O preço médio do litro passou de R$ 5,211 para R$ 5,339. Desde o início do ano, acumula alta de 48,05%. O gás de botijão teve um aumento de 0,49% e passou de R$ 102,04 para R$ 102,48.

Nos últimos dias, presidente Jair Bolsonaro tem feito uma série de críticas à Petrobras. Durante o fim de semana, afirmou que está buscando uma maneira de “ficar livre” da estatal e voltou a isentar o governo federal de culpa sobre aumentos dos combustíveis.

“Quando o preço aumenta nos Estados Unidos, culpam o Joe Biden ou Trump; aqui culpam a mim. Eu não tenho como interferir no preço da Petrobras. Se eu interferir, vou responder por crime, eu e o presidente da Petrobras. A gente quer resolver o problema, mas não queremos o problema pra nós também. O ideal é ficar livre da Petrobras, privatizá-la pra muitas empresas”, disse.

Segundo dados do Observatório Social da Petrobras (OSP), os preços dos combustíveis estão nos maiores patamares do século.

Metrópoles / BG

Inclusão de 2,4 mi no Auxílio Brasil depende da PEC, do Congresso Nacional, diz ministério

Foto da Internet

O Ministério da Cidadania afirmou que a ampliação do número de beneficiados do Auxílio Brasil vai depender da aprovação da PEC dos Precatórios, cuja votação em segundo turno pela Câmara dos Deputados está prevista para esta terça-feira (9).

Segundo a pasta, todos os 14,6 milhões que eram do Bolsa Família receberão o pagamento do novo benefício a partir de 17 de novembro. Mas outros 2,4 milhões só serão incluídos em dezembro, caso a proposta seja aprovada.

“Se aprovada a PEC 23/2021 pelo Poder Legislativo, o Auxílio Brasil será ampliado para mais de 17 milhões de famílias, o que representa cerca de 50 milhões de brasileiros, ou aproximadamente um quarto da população. Com isso, será zerada a fila de espera de pessoas inscritas no Cadastro Único e habilitadas ao programa”, afirma o ministério em nota.

O Bolsa Família foi revogado e substituído pelo Auxílio Brasil nesta segunda-feira (8). Com a transição do programa, os 14,6 milhões de beneficiários do Bolsa Família receberão os valores automaticamente, sem necessidade de recadastramento.

“Todas as pessoas já cadastradas receberão o benefício automaticamente, de acordo com o calendário habitual do programa anterior, o Bolsa Família”, informa o Ministério da Cidadania, em nota. A pasta já havia anunciado que o pagamento do novo programa começaria em 17 de novembro de acordo com o final do NIS, seguindo o cronograma vigente do então Bolsa Família.

Para ler a matéria na íntegra acesse AQUI.

BG

Governo publica decreto que regulamenta o Auxílio Brasil e reajusta valores de pobreza e extrema-pobreza

PEC dos Precatórios abre espaço no teto de gastos para bancar o Auxílio Brasil em 2022 / Marcello Casal Jr./Agência Brasil

O governo federal deve publicar ainda nesta segunda, 8, em edição especial do Diário Oficial da União, o decreto que regulamenta a criação do Auxílio Brasil, novo programa social que substituirá o Bolsa-Família e terá valor máximo de R$ 400, e médio estimado em R$ 217,18. Com o decreto, o governo criou as faixas de pobreza (quem recebe até R$ 200) e extrema-pobreza (quem tem renda mensal de até R$ 100), que receberão um pouco a mais de dinheiro. O programa foi instituído pela MP 1.061, publicada em 9 de agosto, e está previsto para começar a ser pago a partir do dia 17 de novembro. Nove benefícios integrarão o Auxílio Brasil, e uma família poderá receber até cinco deles simultaneamente. O decreto será publicado antes mesmo da votação em segundo turno da PEC dos Precatórios na Câmara dos Deputados, que é importante para o governo ter espaço disponível no orçamento para pagar o benefício em 2022. A votação pode ocorrer ainda mais tarde, nesta segunda, ou na terça, 9.

|Jovem Pan

Helicóptero da Globo faz pouso forçado em MG e cauda quebra com o impacto

Helicóptero da Globo foi danificado após fazer um pouso forçado em um campo de futebol / Divulgação/Corpo de Bombeiros MG/08.11.2021

Um helicóptero da Rede Globo precisou fazer um pouso forçado na manhã desta segunda-feira, 8, em Minas Gerais. O Corpo de Bombeiros da região informou à Jovem Pan que duas vítimas foram levadas ao hospital pelo SAMU sem ferimentos, apenas para observação. O piloto continuou no local. O acidente aéreo aconteceu por volta das 7h45 e os bombeiros acreditam que houve uma pane mecânica na aeronave. O pouso de emergência aconteceu em um campo de futebol no bairro Teixeira Dias, na região do Barreiro, e o rotor de cauda do helicóptero acabou quebrando quando ele tocou no chão devido ao impacto, já a cabine ficou intacta.

Uma engenheira aeronáutica da empresa que cuida da manutenção da aeronave compareceu no local e o Cenipa (Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos) foi acionado para fazer uma vistoria antes do transbordo do combustível ser liberado para, assim, começar o desmanche e retirar a aeronave do local. Os bombeiros permanecem no local do acidente para evitar um possível incêndio, mas o piloto da aeronave da Globo garantiu aos profissionais que a chance de isso acontecer é mínima, pois o helicóptero possui um sistema avançado de proteção contra incêndios.Helicóptero da Globo com a cauda quebrada

Bombeiros permaneceram no local do acidente para evitar um possível incêndio – Fonte: Divulgação/Corpo de Bombeiros MG

Jovem Pan

FHC e outros ex-presidentes latinos pedem isolamento da Nicarágua e suspensão do país da OEA

Daniel Ortega foi reeleito neste domingo, 7 /

Os ex-presidentes Fernando Henrique Cardoso, Laura Chinchilla, da Costa Rica, Ricardo Lagos, do Chile, Juan Manuel Santos, da Colômbia, e o Instituto Internacional para a Democracia e a Assistência Eleitoral (IDEA), defenderam o isolamento do regime da Nicarágua, após a vitória de Daniel Ortega no pleito realizado neste domingo, 7. A declaração conjunta, divulgada nesta segunda-feira, também pede a suspensão do país da Organização dos Estados Americanos (OEA). O grupo ainda solicita que Estados Unidos, Canadá, União Europeia e países da América Latina denunciem “com firmeza o caráter antidemocrático do ato eleitoral e convoca que não seja feito o reconhecimento do resultado das eleições deste domingo”. A declaração chama todos os governos da região para que “assumam a gravidade dos fatos”, e ainda recomenda que a situação do país seja colocada como tema prioritário da próxima Assembleia Geral da OEA.

Mais cedo, o Conselho Supremo Eleitoral da Nicarágua divulgou que Ortega estava reeleito com 74,99% dos votos, com 49,25% das urnas apuradas, o que representava uma expressiva margem de diferença para os demais concorrentes. Ele está no poder desde 2007 e assume o quinto mandado presidencial em meio a questionamentos sobre a legitimidade do pleito, após a prisão de sete pré-candidatos de oposição. Além disso, houve a eliminação de três partidos políticos, o impedimento de observação externa e a criação de leis que restringiram a participação. “O resultado foi o esperado: a reeleição ilegítima de Daniel Ortega para um quarto mandato consecutivo, e sua intenção de se perpetuar de maneira indefinida no poder”, diz a nota. “Há quatro décadas o povo da Nicarágua empreendeu um caminho de resgate da democracia, após longos anos sob uma ditadura opressiva extrema. Hoje, aqueles sonhos estão sufocados por um presidente que, instalado no poder, assumiu o mesmo caminho e impede a população de eleger com plena liberdade. Diante disso, os povos e governos da América Latina não podem ser indiferentes”, completa.

*Com informações da EFE / Jovem Pan