Governo assina ordem para instalar 635 poços em municípios com escassez hídrica

SANDRO MENEZES / ASSECOM-RN

A governadora Fátima Bezerra assinou nesta segunda-feira (27) Ordem de Serviço para a instalação de 320 poços já perfurados pela Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh) em diversos municípios do Rio Grande do Norte. Os trabalhos terão início na segunda-feira (4/9) e a meta é instalar pelo menos dois poços por dia, outros 52 estão aptos a receber bombas para entrarem em funcionamento.

A situação de emergência por desastre natural climatológico, em virtude da estiagem prolongada, provocou a redução das reservas hídricas no Estado. Fátima Bezerra explicou que a ação do governo visa justamente se antecipar aos efeitos prejudiciais decorrentes da estiagem.  “Tivemos, infelizmente, irregularidade nas chuvas deste ano. Nossa expectativa era uma e o desfecho foi outro. Portanto, vamos fazer um trabalho completo. Cada poço perfurado, será um poço instalado”, explicou a governadora Fátima Bezerra.

Até 2022 deverão ser instalados por todo o Rio Grande do Norte 635 poços. Para isso, serão investidos RS 15 milhões entre recursos do Governo do RN, uma Emenda Parlamentar (EP) do senador Jean Paul Prates no valor de RS 2,85 milhões e outra EP da deputada Natália Bonavides no valor de RS 350 mil.

A governadora enfatizou que levar água à população dos municípios que estão em situação de escassez hídrica é uma ação de grande importância para a gestão e que não se trata de uma política pública qualquer. “Ao longo da minha vida eu tive momentos de falta d’água. Sei bem o que é isso e sei a diferença que isso faz na vida das pessoas”, afirmou.

“Este é momento que estava sendo bastante aguardado: a colocação das bombas para que o governo leve água às comunidades carentes de recursos hídricos como os assentamentos, comunidades quilombolas e indígenas”, disse o secretário da Semarh, João Maria Cavalcanti.

O diretor da empresa Construindo LTDA, Gilsenor Luiz, garantiu que as instalações dos poços serão feitas no prazo previsto. “No que depender de nossos esforços, o cronograma será cumprido”.

Também acompanharam a assinatura o coordenador de Hidrogeologia da Semarh, Ivan Fioravante; coordenadora de Mobilização Social da Semarh, Lyana Silva Gomes; Gilsenou Luiz de Oliveira e Roberto Miranda, diretor e gerente da empresa Construhindo.

RN+ÁGUA

A perfuração de poços pela Semarh no Rio Grande do Norte faz parte do programa RN+Água. A iniciativa contempla ainda diversas outras ações a fim de ampliar o acesso a água, como: a instalação e manutenção de dessalinizações e barragens subterrâneas, elaboração de projetos de saneamento rural e promoção da educação ambiental.

O RN + Água representa um esforço institucional integrado – envolvendo Caern, Sedraf, Sape, Idema e Igarn – sob a coordenação da Semarh.

A ideia é priorizar o consumo humano e promover ganhos sociais e econômicos para as populações rurais e urbanas do Estado, beneficiando mais de 320 famílias.

São contempladas prioritariamente as populações residentes em áreas de vulnerabilidade hídrica, atendendo a assentamentos, remanescentes quilombolas, comunidades indígenas e rurais.

rn.gov.br

Lula e Ciro receberam quase R$ 1 milhão de salários de seus partidos desde 2019

Rompidos desde 2018, Lula e Ciro Gomes se reúnem em São Paulo e selam a paz  - ISTOÉ Independente
Foto da Internet

No período de 2019 a 2021, políticos sem cargo eletivo receberam salários e tiveram despesas com publicidade e advogados custeadas por seus partidos.

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o ex-ministro Ciro Gomes, ambos com nomes cotados para as eleições presidenciais de 2022, receberam juntos, um total de quase R$ 1 milhão de seus partidos em pouco mais de dois anos.

O ex-presidente Lula consta como funcionário do Partido dos Trabalhadores (PT) no detalhamento de despesas do partido no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e recebe, atualmente, cerca de R$ 22 mil por mês de salário. A presidente do PT, Gleisi Hoffmann não aparece na lista de pagamento da sigla, pois já ocupa um cargo eletivo.

Outro presidenciável, Ciro Gomes, também recebe salário como funcionário do Partido Democrático Trabalhista (PDT), no valor de R$ 21,3 mil mensais. O valor é superior ao do presidente do partido, Carlos Lupi, que tem um salário de R$ 19,2 mil.

Lula e Ciro Gomes também utilizam os recursos de seus partidos para a elaboração de publicidade.

Além dos presidenciáveis, outro nome que se destaca entre aqueles contratados por seus partidos é o do ex-deputado federal Roberto Jefferson, presidente do Partido Trabalhista Brasileiro (PTB). Ao contrário de Lula e Ciro, Jefferson não aparece como funcionário na prestação de contas, mas como prestador de serviços técnicos, pelos quais recebe R$ 23,2 mil mensais.

CNN detalhou como a verba do Fundo Partidário foi usada nos últimos anos pelos principais partidos e nomes do pleito eleitoral brasileiro.

A constatação é de que fundações ideologicamente ligadas às legendas são as que mais recebem os valores. Além disso, escritórios de advocacia e empresas de marketing também estão no topo da lista. Salários para os presidentes dos respectivos partidos e nomes conhecidos de cada legenda também ocupam lugar de destaque na lista.

Os gastos dos fundos partidários

Em comum no topo dos gastos da verba de fundo partidário, estão as fundações que estão ideologicamente alinhadas com as siglas.

O PT, por exemplo, mantém a Fundação Perseu Abramo, que tem como presidente o ex-ministro Aloizio Mercadante. A atuação da organização está direcionada para a formação política, no sentido de capacitar gestores públicos de esquerda. Entre 2019 e 2021, o Partido dos Trabalhadores desembolsou R$ 48,7 milhões em despesas com a fundação.

O Partido Social Liberal (PSL), ex-partido do presidente Jair Bolsonaro, declarou, entre 2019 e 2021, despesas de R$ 57,6 milhões com o Instituto de Inovação e Governança, presidido por Luciano Bivar, que também preside o partido.

A Fundação Ulysses Guimarães é quem mais recebe verbas do fundo partidário do partido MDB. Presidida pelo ex-ministro do governo Michel Temer, Wellington Moreira Franco, a organização atua no sentido de fornecer cursos para o desenvolvimento democrático do país, segundo consta no próprio site e recebeu, desde 2019, R$ 29,4 milhões do partido.

A mesma situação se repete em diversos partidos, como o Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), que gastou R$ 29 milhões com o instituto Teotônio Vilela, de 2019 a 2021.

Já o Partido Social Democrático (PSD), que teve despesas de R$ 30,5 milhões com a Fundação Espaço Democrático no período, e até mesmo o Novo, partido que afirma não usar recursos públicos, gastou R$ 7,1 milhões do Fundo Partidário para custear a Fundação Brasil Novo entre 2019 e 2020, instituição dirigida pelo presidente do partido, Eduardo Ribeiro.

Em nota, Ciro afirmou que “dedica-se às atividades do PDT como vice presidente e pré-candidato do partido. A legislação brasileira é muito clara quanto a legalidade da remuneração deste tipo de atividades. Ciro tem pautado sua vida pelo zelo com a coisa pública, renunciou a três aposentadorias que teria direito (como governador, prefeito e deputado) e nunca foi processado por corrupção”.

A assessoria de imprensa do PT também se manifestou, em nota. Leia abaixo:

Esclarecimentos sobre a matéria “Lula e Ciro receberam quase R$ 1 milhão de salários de seus partidos desde 2019”

1)   A destinação de 20% dos recursos do Fundo Partidário à Fundação Perseu Abramo é feita pelo PT obedecendo ao percentual mínimo fixado na Lei Orgânica dos Partidos. É assim com todas as fundações partidárias, não somente a do PT, mas isso não foi registrado na matéria.

2)   Os pagamentos pelos serviços jurídicos do Escritório Teixeira Martins são feitos com recursos próprios arrecadados pelo PT, conforme consta na prestação de contas do partido à Justiça Eleitoral, mas não foi registrado na matéria. O PT não usa recursos do Fundo Partidário para esta destinação.

3)   O PT voltou a contratar o ex-presidente Lula como dirigente remunerado (ele é presidente de honra do partido) desde janeiro de 2020. Além da comunicação regular à Justiça Eleitoral destes pagamentos legais e legítimos, o PT deu divulgação pública ao fato ainda em dezembro de 2019.

4)   O serviços do fotojornalista Ricardo Stuckert e de todos os profissionais e empresas de comunicação que prestam serviços ao PT são remunerados mediante contrato, prestação de contas e comprovação de serviços, tudo regularmente informado à Justiça Eleitoral.

5)   Todos estes esclarecimentos poderiam ter sido previamente prestados à CNN, caso a Assessoria de Imprensa do PT tivesse sido consultada como sempre foi, exceto neste episódio que destoa do relacionamento correto e profissional da emissora

6)   No que diz respeito ao PT, a reportagem comete erros e segue a linha de escandalizar a utilização legal de recursos do Fundo Partidário, que consideramos a maneira mais democrática de financiar a atividade e funcionamento dos partidos, prevista na Constituição. O contrário disso seria a privatização da atividade política.

CNN

Bolsonaro diz que Forças Armadas não cumprirão ordens absurdas de ninguém, nem mesmo se partissem da parte dele

O presidente Jair Bolsonaro ao lado dos ministros Ciro Nogueira (Casa Civil) e Paulo Guedes (Economia), em evento que marcou os primeiros mil dias de seu governo

Na manhã desta segunda-feira, 27, em cerimônia de lançamento do crédito Caixa Tem — que possibilitará a contratação de empréstimos entre R$ 300 e R$ 1000 pelo aplicativo Caixa Tem — o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) discursou, no Palácio do Planalto, sobre os mil dias de seu governo, celebrados hoje. Ele falou sobre diversos pontos de sua gestão, as críticas recebidas, o corpo de ministros, a pandemia da Covid-19 e sua relação com as Forças Armadas, destacando que o seu governo tem mais ministros militares que os governos de Castelo Branco e João Figueiredo. “As Forças Armadas estão aqui a meu comando. Se eu der uma ordem absurda elas vão cumprir? Não, nem a mim e nem a governo nenhum. As Forças Armadas têm que ser tratadas com respeito”, afirmou.

Bolsonaro defendeu seus ministros e também a gestão das críticas que vem recebendo, em relação à inflação e alta do dólar. “Mil dias de governo com uma pandemia que, muitos acham que o que acontece hoje, no tocante à economia, inflação, preços de combustíveis e alimentos, entre outros problemas, estão acontecendo porque eu sou o presidente e não, em grande parte, pelo que nós passamos e ainda estamos passando. Notícia de agora, ainda não confirmei, mas o gás no Reino Unido teve 300% de reajuste; o combustível nos Estados Unidos, esse eu estive lá, 40%. E alguns podem falar: o que nós temos a ver com o que acontece em outro país? O mundo todo está conectado. Uma decisão minha, uma fala minha equivocada ou distorcida, o que é muito comum, mexe com a Bolsa, mexe com o preço do dólar”, declarou.

“Alguns acham que eu tenho o poder de decidir as coisas dentro da Petrobras. Nos Estados Unidos ninguém culpa o governo por tudo o que acontece nos combustíveis. Aqui o grande acionista é o governo federal mas temos normas, temos regras, tem lei da paridade e tantas e tantas outras coisas”, argumentou Bolsonaro especificamente sobre a alta da gasolina nos postos de combustíveis brasileiros. Segundo o presidente, as críticas que recebe da população são fruto de julgamentos precipitados, antes das pessoas saberem o que realmente acontece na política. “Há uma passagem bíblica: por falta de conhecimento, o meu povo pereceu. Nós temos que ter conhecimento do que está acontecendo antes de culpar quem quer que seja. Só assim nós podemos ter soluções para o nosso Brasil”, disse. O presidente ainda anunciou que vai viajar, a partir desta terça-feira, 28, para várias cidades do Brasil, fazendo entregas de obras e “mostrando o que está acontecendo”.

Em comparações indiretas, sem citar os nomes de outros políticos, Jair Bolsonaro disse que o país poderia estar numa situação mais difícil caso ele não tivesse sido eleito em 2018. “Não pensem que o que acontece com certos países do mundo não pode acontecer com o Brasil. Quem diria nos anos 1990 que a riquíssima Venezuela fosse chegar a situação que chegou hoje em dia? Se a facada fosse decisiva, naquele momento, é só imaginar quem estaria no meu lugar. O perfil dessa pessoa, o seu alinhamento com outros países do mundo, em especial aqui da América do Sul. Onde nós estaríamos agora?”, questionou. Ele também lembrou os escândalos de corrupção de governos anteriores. “Quando se fala em mil dias sem corrupção, eliminou-se a corrupção? Obviamente que não. Podem acontecer problemas em alguns ministérios? Pode, mas não será da nossa vontade, vamos buscar maneiras de apurar o caso e tomar as providências cabíveis com outros poderes sobre aquele possível ato irregular. Mas diminuiu muito a corrupção no Brasil”, disse. “Estamos sobrevivendo, estamos vencendo. Se eu errar, pessoal, vocês pagam a conta”.

Bolsonaro ainda falou sobre as acusações de “atos antidemocráticos” e defendeu que, na verdade, o que faz e diz é em defesa da liberdade. “Ninguém mais do que eu defende a liberdade de todos. Se eu fosse contra a vacina, Paulo Guedes não teria assinado a medida provisória de dezembro do ano passado, destinando R$ 20 bilhões pra comprar a vacina. Mas a vacina não pode ser obrigatória. Ainda é um grande incógnita. Prato feito para a imprensa dizer que sou negacionista. Mas, a liberdade, ou você tem ou não tem. E nós temos, cada vez mais, que garantir isso. Se o outro cara, que ficou em segundo lugar, estivesse aqui ele já teria imposto o passaporte da vacina no Brasil. Não tem coisa mais importante que a liberdade para todos nós”.

Jovem Pan

‘Não seria conveniente iniciar impeachment de Bolsonaro neste momento’, diz Michel Temer

O ex-presidente Michel Temer (MDB) avalia que não seria conveniente iniciar neste momento um processo de impeachment contra o presidente Jair Bolsonaro. Ele ressalta que a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid pode concluir que o presidente teve “incúria” no combate à covid-19, o que eventualmente pode levar o Ministério Público a pedir o afastamento de Bolsonaro. Entretanto, Temer acredita que o momento não é o ideal para este processo.

“Se você me perguntasse um ano atrás, eu diria que talvez fosse o caso de começar um impedimento. Nesse momento, eu não acho adequado”, disse ele, em entrevista ao programa Roda Viva, da TV Cultura, na noite desta segunda-feira, 27. Segundo Temer, o processo de impedimento é “traumático” e, com o mandato de Bolsonaro já em estágio adiantado, esse efeito se ampliaria.

Temer disse que o impeachment, por passar pelo Congresso, é um processo mais político do que jurídico e que, por isso, não consegue avaliar se Bolsonaro cometeu ou não crimes. “Não há condições para avaliar sobre o foco jurídico, porque o foco é sempre político”, afirmou.

Estadão Conteúdo/BG

Para Grande Natal, Ezequiel solicita ações em segurança, educação e infraestrutura

Crédito da Foto: João Gilberto

O município de Extremoz, localizado na Grande Natal, deve receber investimentos em segurança, educação, infraestrutura e recursos hídricos. Uma série de requerimentos com estes objetivos foram apresentados pelo deputado Ezequiel Ferreira (PSDB), presidente da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte.

No primeiro documento, o parlamentar solicita o aumento do efetivo policial para o bairro de São Miguel Arcanjo, localizado em Extremoz. “É uma das principais reivindicações da população, haja vista que o número de agentes está  reduzido, além de não possuírem condições adequadas de trabalho, devido à falta de equipamentos”, alertou Ezequiel.

Além da segurança pública, o deputado também reivindica mais atenção com a educação, solicitando a reforma da Escola Estadual Lígia Navarro, no mesmo município. Ezequiel requer a inclusão do colégio citado em um programa estadual voltado para a construção, reforma e ampliação de escolas. “São ações deste nível que contribuem para a evolução do ensino potiguar nas camadas sociais mais carentes”, completa.

Na área de recursos hídricos, o presidente da Assembleia solicita a perfuração e instalação de poços tubulares com “o objetivo de prevenir os problemas que poderão surgir, caso o colapso no abastecimento d‘água da cidade continue sob ameaça”. O pedido é direcionado para beneficiar as comunidades de Santa Murici, Vila de Fátima e Estivas, todas am Extremoz. 

Ezequiel Ferreira também solicita a recuperação asfáltiva da rodovia RN-305, no trecho que liga a BR-101 Norte ao Distrito de Capim, em Extremoz. No local, “os estragos são visíveis, vez que a estrada se encontra em situação precária, com muitos buracos, o que torna o trecho da estrada intransitável, acarretando em grandes transtornos à população, prejudicando também o tráfego de veículos e o desenvolvimento”.

O último ofício tem como objetivo a realização de um convênio entre a Prefeitura de Extremoz e o Governo do Estado para a pavimentação de ruas da comunidade do Km 23. “O Governo do Estado precisa levar investimentos como drenagem e pavimentação de ruas no interior, que irão contribuir para valorização dos imóveis e para integração da comunidade”, finalizou.

Futuro monumento turístico e religioso de Touros é tema de audiência pública na AL

Crédito da Foto: João Gilberto

A tarde desta segunda-feira (27) na Assembleia Legislativa foi marcada pela audiência pública intitulada “Alto do Bom Jesus: a importância do monumento para o desenvolvimento turístico de Touros”. De iniciativa do deputado Subtenente Eliabe (SDD), o encontro objetivou divulgar a obra e buscar mais apoiadores para a causa. 

“Eu tive a oportunidade de estar em Touros, reunido com a associação, para ter clareza da importância deste monumento que será erguido em homenagem a Bom Jesus dos Navegantes. Essa ação terá uma importância enorme do ponto de vista religioso, econômico e social, fomentando o Turismo não apenas na cidade de Touros, mas de todo o RN”, iniciou o parlamentar.  

Segundo Eliabe, ao conhecer o projeto, ele percebeu sua grandiosidade.  “Esta obra é um sonho da população, que está próximo da sua concretização. Eu vi o entusiasmo das pessoas. É um empreendimento que vale a pena e merece todo nosso apoio”, disse o parlamentar, incentivando todos a conhecerem e se tornarem parceiros do projeto. 

Iniciando os discursos da Mesa dos Trabalhos, a vice-presidente da Associação Alto Do Bom Jesus (Abomje), Rosângela Sá, destacou que o projeto se concretizará numa área de 10 mil metros quadrados, pertencente ao assentamento São Sebastião, chamada de Morro Vermelho, a qual será cedida pelo Incra.  

“Essa área agora vai poder abrigar o monumento não apenas da forma que pensamos ele hoje, mas também o quanto ele crescer junto com a cidade daqui a alguns anos. Porque, podem ter certeza: haverá Touros antes e depois do Alto do Bom Jesus. Santa Cruz é um exemplo disso”, explicou. 

De acordo com Rosângela, também não se pode esquecer do potencial turístico, cultural e religioso de Touros.  

“A procissão do Bom Jesus dos Navegantes já levou mais de 15 mil pessoas ao município, num único dia, antes da pandemia. E foi justamente esse potencial que fez surgir a ideia da criação desse monumento na cidade. Os seus 30 mil habitantes têm esse sonho há mais de vinte anos. E chegou a hora de concretizarmos”, disse. 

Segundo a vice-presidente da Abomje, são necessários R$ 11 milhões para concluir as obras. “E esse preço é muito baixo, se levarmos em conta tudo que cada deputado da nossa bancada federal pode contribuir”, disse, convocando os parlamentares a se unirem em prol da ação. 

Ela falou ainda que o projeto irá contribuir para o desenvolvimento de toda a região do Mato Grande. “A obra irá melhorar a vida das pessoas ao redor, promover justiça social, integrar a região às outras mais desenvolvidas do Estado. Então, nós temos que arregaçar as mangas e construir o maior potencial turístico de desenvolvimento local”, concluiu. 

Na sequência, Edileuza Torres, presidente da Abomje, convidou todos a se tornar parceiros do projeto. 

“Como já foi dito, a obra irá beneficiar não somente Touros, mas também as cidades vizinhas e o Rio Grande do Norte como um todo, ajudando a alavancar o Turismo Religioso do nosso Estado. Portanto, eu convido os empresários, a bancada estadual, federal e municipal para abraçar essa causa com a gente”, enfatizou. 

Em seguida, representando o prefeito Pedro Filho, o secretário de Administração de Touros, Ricely Jerônimo, garantiu que o município vem sendo um grande apoiador da causa, “que é um retrato da nossa fé e de um futuro melhor para a Economia da nossa cidade”. 

“A gente espera que surjam novos padrinhos e que eles possam entender que ganharemos muito com essa obra, no que se refere ao Turismo e às ações sociais e educacionais”, complementou. 

Por fim, ele lembrou que “o prefeito de Touros está à disposição para colaborar no que for possível com essa ação que trará tantos benefícios à população”, frisando que a obra não é do município, mas do povo. 

Para Ana Matilde, secretária de Turismo da cidade, o monumento será extremamente relevante para o desenvolvimento da atividade turística de Touros, sobretudo a religiosa. “O prefeito está de portas abertas para contribuir com o desenvolvimento dessa obra, e nós estamos trabalhando na parte de divulgação e planejamento, a fim de concretizá-la da melhor forma”, finalizou. 

O vereador Thiago Farias, presidente da Câmara Municipal de Touros, também externou seu total apoio à causa, falando das suas articulações com deputados estaduais, a fim de angariar recursos e unir forças em prol do objetivo comum. 

“Nós sabemos dos inúmeros benefícios que esse empreendimento irá trazer não apenas para Touros, mas para toda a região do Mato Grande. Portanto, iremos lutar incansavelmente até que essa obra se conclua. Quero lembrar que Touros hoje é um polo turístico, pesqueiro e agrícola. E com esse empreendimento, podemos ser ainda mais conhecidos como um polo religioso do nosso Estado”, destacou. 

De acordo com o Padre William Lamarck, da paróquia de Bom Jesus dos Navegantes, o Alto será uma referência religiosa para toda a região.  

“Este sonho, que era do povo de Touros, está se tornando uma realidade para todos nós, do Rio Grande do Norte. Nós olhamos para Santa Cruz e observamos uma cidade antes e outra depois da imagem de Santa Rita de Cássia. E assim acontecerá conosco, talvez até em maior grau”, opinou. 

Segundo o pároco, no dia 1º de dezembro de cada ano, pessoas de todas as regiões do Estado se deslocam para a procissão do Divino Bom Jesus dos Navegantes.  

“Já existe uma grande quantidade de fiéis que vai a Touros todos os anos participar do nosso evento. E essas pessoas também sonhavam com esse projeto. Então, nós estamos aqui para pedir apoio a cada um dos deputados, para que possamos dar continuidade ao nosso projeto. E nós iremos lutar e batalhar com muita força e união para alcançar o nosso objetivo”, garantiu. 

Ao final, o Subtenente Eliabe se comprometeu a divulgar a importância da obra para os demais parlamentares, lembrando que já há uma série de requerimentos e projetos de lei favoráveis à sua execução. 

“Assim que eu tiver novas informações, irei repassar a todos vocês. E eu também queria informar a todos que vou apresentar o título de reconhecimento de utilidade pública estadual da Abomje, a fim de fortalecer e potencializar ainda mais a iniciativa”, concluiu.

Presidente da França, Macron recebe ovada em evento na cidade de Lyon; veja vídeo

Macron foi alvo de novo ataque em evento público

O presidente da FrançaEmmanuel Macron, foi atingido por um ovo nesta segunda-feira, 27, durante visita que realizava ao Salão Internacional da Restauração e do Turismo, na cidade de Lyon. Em um vídeo que mostra o momento exato do ataque é possível ver o chefe de estado andando no meio da multidão e sendo atingido pelo ovo, que não quebrou. O responsável pela agressão grita “Viva a Revolução” e é detido em seguida. Macron foi protegido pela equipe de segurança e pediu para conversar com o homem que o acertou. “Se ele tem algo para me dizer, que venha”, disse o presidente francês, que afirmou que conversaria com o jovem, ainda não identificado. Esta é a segunda vez na qual o presidente é atacado ao andar em multidões em menos de três meses.

Em 8 de julho, ele estava em Tain-L’Hermitage quando foi estapeado no rosto por um cidadão. O homem que o agrediu fisicamente foi condenado a quatro meses de prisão. Macron tem uma agenda apertada antes das eleições presidenciais do país, marcadas para abril. Apesar de ser recebido de forma calorosa em alguns locais, os eventos que contam com a presença do presidente costumam ser marcados por protestos de pessoas anti-vacinas que são contra as medidas instauradas pelo governo no país, como o passe sanitário que proíbe que pessoas sem imunização frequentem alguns espaços. Até o momento, mesmo com a livre distribuição de vacinas para toda a população, a França tem apenas 65,5% dos cidadãos imunizados.

Veja Vídeo:

Jovem Pan

Esposa e filha de Eduardo Bolsonaro são diagnosticadas com Covid-19

Heloísa e a filha, Georgia também foram diagnosticadas com a Covid-19

A esposa do deputado federal Eduardo Bolsonaro, Heloisa Wolf, usou as redes sociais nesta segunda-feira, 27, para falar sobre a saúde da família e confirmar que ela e a filha foram contaminadas pela Covid-19. A informação foi dada três dias após o filho de Jair Bolsonaro receber o diagnóstico, na sexta-feira, 24. “No primeiro dia ficamos mal, agora graças a Deus estamos bem. E graças a um medicamento que foi só tomar e melhorei na hora! Impressionante”, disse, em resposta a uma seguidora. Ela também afirmou que foi a segunda vez na qual se contaminou com a doença e disse que esta foi a primeira vez na qual Eduardo Bolsonaro teve Covid-19.

Segundo Heloisa, os sintomas iniciais da filha Georgia foram febre e coriza. “Graças a Deus ela não teve mais febre e está super disposta, se alimentando e brincando”, afirmou. Ela, por sua vez, teria apresentado os mesmos sintomas do marido: dor de cabeça, dor no corpo, coriza, secreção e espirros. “Tomei ivtna [ivermectina], azcn [azitromicina], mas o que tirou todos meus sintomas com a mão, em menos de 1hr, foi a hdxclqna [hidroxicloroquina]”, disse. Segundo a esposa do deputado, da primeira vez que foi infectada ela não tomou os medicamentos porque estava grávida, mas, desta vez, ela ficou “impressionada” com o resultado. Nenhum dos medicamentos administrados têm eficácia comprovada contra a Covid-19.

Jovem Pan

Vereador de Natal Aldo Clemente poderá ser um dos nomes do PSDB a deputado federal

Vereador natalense aldo clemente poderá ser um dos nomes do psdb a deputado federal
Neste domingo (27), Aldo participou, ao presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ezequiel Ferreira, de evento no Médio Oeste Potiguar. Foto: Divulgação

Vereador de Natal, Aldo Clemente poderá ser um dos nomes da nominata do PSDB a Câmara dos Deputados nas eleições de 2022. Neste domingo (27), Aldo participou, ao presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ezequiel Ferreira, de evento no Médio Oeste Potiguar.

Natural de Caicó, Aldo Clemente já foi presidente do Sindicato dos Servidores do MPRN e preside atualmente a Associação Nacional de Servidores do MP (Ansemp). Ele também atua no rádio como apresentador do Hora Extra da Notícia, na rádio 91.9 FM e comentarista no programa Brasil Urgente, na Band Natal. Como coordenador da Federação Nacional dos Trabalhadores dos Ministérios Públicos Estaduais (Fenamp) tem destaque no setor nacional.

Em Caraúbas, bateu papo com os prefeitos seridoenses Dr. Tadeu (Caicó), Serginho Fernandes (Serra Negra do Norte) e Galo (Florânia), todos filiados ao PSDB. Aldo também esteve com o presidente da Câmara Municipal de Caicó, vereador Ivanildo do Hospital (PSDB), vice-presidente da Federação das Câmaras Municipais do RN (Fecam/RN). Aguardando a nova janela partidária, Aldo Clemente deve trocar o PDT pelo PSDB até o início do próximo ano.

Agora RN

Fux diz que ‘desprestígio’ do STF é causado por políticos que ‘jogam’ problemas para a Corte resolver

Segundo o Datafolha, o Supremo Tribunal Federal tem 38% de desconfiança entre os brasileiros

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux, afirmou neste domingo, 26, que a Corte sofre um profundo desprestígio porque precisa resolver problemas que ficam pendentes na arena política.

A declaração foi dada durante a abertura das jornadas brasileiras de direito processual. O STF tem sido recorrentemente alvo de protestos por parte de apoiadores do governo Bolsonaro, que classificam algumas decisões do judiciário como arbitrárias.

Para Fux, as reações são consequência de uma sociedade polarizada. “O Supremo hoje sofre um profundo desprestígio exatamente porque os players da arena política não resolve seus problemas e joga para o STF resolver. A sociedade está dividida em relação aos valores morais, razões públicas, o Supremo decide e acaba desagradando e acaba levando uma ‘pecha’ daqueles que não conhecem normas de direito processual”, afirmou.

Segundo Fux, falta conhecimento público sobre judicialização e questões sociais. O ministro ressaltou que o Supremo só exerce uma função quando é provocado. “A jurisdição não é uma função que se exerce sem que ela seja provocada. O Supremo não se mete em nada.

O Supremo é provocado e tem que dar uma resposta à luz da cláusula pétrea constitucional”, disse. De acordo com a última pesquisa do Datafolha, o STF tem 38% de desconfiança entre os entrevistados, eram 32% há dois anos. Outros 44% confiam pouco; apenas 15% disseram confiar muito na Suprema Corte.

Jovem Pan

Organizadores definem nesta segunda detalhes de manifestação contra Bolsonaro

Foto da Internet

As manifestações que pedirão o impeachment do presidente Jair Bolsonaro em diversas cidades do país no próximo sábado (2/10) terão seu tamanho real conhecidos a partir desta segunda-feira (27), quando a primeira parcial de cidades participantes será confirmada.

Dois organizadores da manifestações confirmaram ao Congresso em Foco que ainda dependem destes números para avaliar como deverá ser o ato – que, ao contrário da realizada em 12 de setembro, será comandada por movimentos à esquerda do espectro político.

Enquanto os protestos realizados em 12 de setembro capitaneados pelo Movimento Brasil Livre (MBL) tiveram adesão abaixo da esperada, a expectativa dos organizadores é que a manifestação de 2 de outubro seja maior que as anteriores realizadas por grupos de esquerda, que ocorreram entre maio e julho deste ano. No início do mês, PT, PCdoB, PSol, PDT, PSB, PV, Rede, Cidadania e Solidariedade anunciaram que estariam presentes em bloco na pauta. Ao menos dez centrais sindicais também devem comparecer ao ato.

Mesmo assim, “a adesão ainda é uma incógnita”, revelou José Moroni, que é o coordenador nacional da campanha “Fora Bolsonaro”, que articula a manifestação contra o presidente desde 2019.

Congresso em Foco/BG

Rogério Marinho taxa atual bancada do RN no Senado de omissa e diz que ela provoca prejuízos

Foto copiada do BG

Em entrevista a Tribuna do Norte, o ministro Rogério Marinho, pré-candidato a senador, aproveitou para criticar a atual bancada potiguar no Senado Federal composta por Zenaide Maia, Styvenson Valentim e Jean Paul Prates. Esse último que deve tentar reeleição ou abrir mão da cadeira para acomodações e acertos políticos no próximo ano.

“Eu acho que nós temos uma bancada de senadores que tem se omitido nas principais discussões econômicas e principais temas que reverberam a favor do Nordeste, em especial no Rio Grande do Norte, gerando um prejuízo para nosso Estado”, disse.

A declaração de Marinho recebeu críticas neste domingo (26) nas redes sociais, por ele ter interesse direto em uma das cadeiras do RN no Senado.

BG

RN deve receber novo lote de vacinas da Pfizer nos próximos dias

RN recebe primeiro lote da vacina da Pfizer com mais de 7 mil doses do  imunizante
Foto da Internet

O Ministério da Saúde recebeu ontem (26) mais 2 milhões de doses da vacina da Pfizer contra a covid-19. O carregamento foi entregue no Aeroporto de Viracopos, em Campinas (SP) e deve ser distribuído aos estados nos próximos dias, entre eles o Rio Grande do Norte.

No RN, mais de 3,7 milhões de doses já foram aplicadas. Estão sendo administradas doses da Pfizer, Jenssen, AstraZeneca e Coronavac. Até agora, 100% das vacinas foram compradas e distribuídas pelo Governo Federal, por meio do Ministério da Saúde.

Segundo o Ministério, das mais de 287 milhões de doses já distribuídas aos estados, 75,9 milhões são da Pfizer. Com o novo lote, a fundação alcança aproximadamente 101 milhões de vacinas disponibilizadas ao Programa Nacional de Imunizações (PNI). O número foi alcançado em apenas oito meses.

Os recursos investidos na aquisição de doses de vacinas já somam R$ 188 bilhões, segundo o ministério.

BG

Ubaldo Fernandes chama atenção para campanha de fomento ao turismo “Vem pro RN”

Crédito da Foto: João Gilberto

O deputado estadual Ubaldo Fernandes (PL) anunciou nesta quinta-feira (23) o lançamento de uma campanha, por iniciativa do seu próprio mandato, de fomento ao turismo. Sob o tema “Vem pro RN”, o parlamentar espera fortalecer o segmento que é apontado como principal atividade econômica do Estado.
 
“É uma campanha de incentivo, de autoestima do potiguar, para divulgar nossas potencialidades através de vídeos e fotos para jogar para o mundo, mostrando que o RN tem pontos turísticos culturais, religiosos, gastronômicos, ecológicos, para todos”, disse Ubaldo durante pronunciamento na sessão plenária da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte.
 
O lançamento da campanha será na próxima segunda-feira (27) a partir das 9 horas por meio das mídias digitais do mandato de Ubaldo (instagram, twitter e facebook). O deputado aproveitou para solicitar apoio das entidades privadas e também do setor público para a iniciativa.
 
Segundo o parlamentar, a expectativa é que “as pessoas possam desfrutar das belezas naturais que o RN tem”. A campanha permitirá que cada potiguar possa divulgar sua cidade e contribuir com a retomada do turismo.

Homem mata ex-mulher, filha, outras 3 pessoas da família e comete suicídio no interior do RN

Família assassinada por atirador em Passa e Fica, no interior do RN.  — Foto: Redes sociais
Família assassinada por atirador em Passa e Fica, no interior do RN. — Foto: Redes sociais

Um homem matou a ex-companheira, a própria filha do casal, que tinha 7 anos de idade, além dos ex-sogros e uma tia dele, na madrugada deste sábado (25). Ele usou uma foice e uma arma de fogo.

O caso aconteceu em Passa e Fica, na região Agreste potiguar. Um sobrinho da ex-companheira do assassino também foi baleado e socorrido ao hospital com vida.

As informações foram confirmadas pelo 8º Batalhão da Polícia Militar, que começou uma busca pelo autor dos crimes, mas já encontrou o suspeito morto. Segundo a PM, ele tirou a própria vida.

O crime aconteceu por volta das 4h na localidade conhecida como Lagoa do Venâncio, no sítio Fernando da Pista. O autor foi identificado como William de Lima Silva, de 33 anos.

As vítimas que morreram foram identificadas pela PM como:

  • Maria da Luz Henrique de Lima, ex-companheira
  • Maria Clara de Lima e Silva, 7 anos, filha
  • Maria do Livramento Henrique de Lima, ex-sogra
  • Francisco Batista de Lima, ex-sogro
  • Vera Lúcia, conhecida como Verinha, tia de William

Arma de fogo e foice

Segundo a Polícia Militar, o homem chegou a uma casa onde estavam as quatro primeiras vítimas, armado com uma arma de fogo e uma foice.

Após matar todos no local, inclusive a filha de 7 anos de idade, ele deixou a casa e foi a outro imóvel, onde assassinou a tia dele e baleou um sobrinho da ex-companheira.

A polícia foi acionada e começou uma busca pelo suspeito em uma área de mata, mas ele já foi encontrado sem vida, perto da casa da tia.

Ainda de acordo com a PM, o homem deixou um caderno com mensagens escritas, em que tenta justificar a tragédia. No entanto, o conteúdo não foi divulgado até a publicação desta matéria.

O crime teria sido cometido porque o homem não aceitava o fim do relacionamento, segundo a PM.

G1RN